WASHINGTON, D.C., 27 de abril de 2020 (LifeSiteNews) – Os bispos católicos dos Estados Unidos e do Canadá estão unindo forças para reconsagrar suas nações à Bem-aventurada Virgem Maria, pedindo-lhe que participe da batalha que está sendo travada contra a pandemia global de coronavírus.

“Todos os anos, a Igreja busca a intercessão especial da Mãe de Deus durante o mês de maio. Este ano, procuramos a assistência de Nossa Senhora com mais sinceridade ao enfrentarmos juntos os efeitos da pandemia global ”, disse o arcebispo Jose Gomez, presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB) em uma carta enviada a todos os bispos dos EUA.”

“Os bispos da Itália anunciaram anteriormente que consagrariam seu país a Maria no dia 1º de maio às 21:00, o que coincidirá com a consagração dos EUA.”

E a maior Nação católica da Terra, o Brasil?

A paralisia que invadiu nossos meios eclesiásticos, em particular os Srs. Bispos e a CNBB, face à investida midiática sobre o surto do Coronavírus — tem nesse exemplo do Canadá, EUA e Itália uma ótima ocasião de reparar sua omissão.

A maior Nação católica da Terra, consagrada à Nossa Senhora Aparecida, não acordará para os valores espirituais, renovando sua fidelidade a Maria Santíssima?

Não esteve a Igreja na linha de frente face a todas as pandemias, pestes e desastres naturais?

A Consagração a Nossa Senhora na História dos EUA

“O bispo John Carroll, de Baltimore, o primeiro bispo dos Estados Unidos, promoveu a devoção a Maria, a Mãe de Deus, e colocou os Estados Unidos sob sua proteção em uma carta pastoral de 1792.

“Os 21 bispos presentes no Sexto Conselho Provincial de Baltimore, em 1846, decidiram nomear a Santíssima Virgem Maria, sob o título de Imaculada Conceição, como a padroeira dos Estados Unidos, e o papa Pio IX aprovou essa decisão no ano seguinte.

“Mais recentemente, a dedicação do Santuário Nacional da Imaculada Conceição, em Washington, DC, em 1959, foi a oportunidade para os bispos, mais uma vez, consagrarem a nação à Mãe Santíssima.

2020: “A renovação da consagração planejada neste país para 1º de maio não altera a designação de Maria como padroeira dos Estados Unidos sob o título de Imaculada Conceição”, continua a declaração da Conferência dos Bispos norte americanos.

 * * *

Auguramos, como católicos, que nossos Bispos se ergam e recorram a Maria Santíssima na defesa da Terra de Santa Cruz.

O naturalismo ateísta da pandemia midiática, o sensacionalismo e o pânico gerados pela imprensa pedem uma ação exorcística.

Na presente histeria os governadores paralisam o Brasil. Precisamos voltar ao bom senso, precisamos da graça de Deus.

Uma consagração sincera, contrita, confiante na Mediação Universal da Mãe de Deus.

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/us-canadian-bishops-to-consecrate-nations-to-mary-seek-her-intercession-against-covid-19

Deixe uma resposta