“7 de julho de 2020 (LifeSiteNews) – O cardeal sul-africano Wilfrid Fox Napier criticou fortemente o movimento Black Lives Matter por seu “desmantelamento” de civilizações e culturas.

Nosso Site tem ressaltado as qualidades da raça negra. As raças se completam, elas realizam o princípio da Unidade na Variedade: brancos, negros, amarelos — a variedade de cor da pele na unidade do gênero humano. https://ipco.org.br/o-charme-da-raca-negra-a-luta-de-racas-uma-revolta-contra-a-desigualdade-na-criacao/

Bem exatamente ao contrário está o Black Lives Matter que adota posições revolucionárias, destruidoras da civilização ocidental, pró aborto e contrárias à família. Vejamos:

(Cardeal) “Napier, ele próprio um homem negro e arcebispo de Durban na costa sul-africana, twittou que um “breve estudo da declaração de fundação da ‘Black Lives Matter’ indica que o movimento está sendo seqüestrado pelos interesses e partes comprometidos em desmantelar os próprios valores, estrutura e instituições que, ao longo dos séculos, sustentam as melhores civilizações e culturas! ””

***

De pleno acordo. O movimento Black Lives Matter está se insurgindo contra os valores ocidentais e cristãos. Já não se trata de defender direitos da raça negra. É o caso de perguntar, vendo o “Quem Somos” do Black Livres Matter, se entenderam a raça negra e os desígnios de Deus sobre ela.

Posição do Back Lives Matter sobre aborto e família

Continua a notícia: “Depois de seu tweet original em 4 de julho, (Cardeal) Napier seguiu o movimento Black Lives Matter dois dias depois. Ele disse: “Outro teste crucial da autenticidade do movimento Black Lives Matter será sua posição em relação à Paternidade Planejada e à Indústria do Aborto!””

(Cardeal) “Napier acrescentou: “O mesmo teste se aplica ao avaliar a sinceridade daqueles que expressam condenação estrondosa contra a Violência Doméstica (erroneamente chamada de” Violência baseada em gênero) em oposição ao silêncio absoluto sobre a Violência infligida aos bebês no ventre de sua mãe! ”

“Conforme apontado pelo Illinois Right to Life, o centro de aborto Planned Parenthood é realmente um perigo para a comunidade negra. Margaret Sanger, fundadora da Planned Parenthood, não era apenas racista. A organização também tem como alvo comunidades minoritárias. Entre a comunidade negra, o gigante do aborto é a principal causa de morte.

“”De acordo com o Centro de Controle de Doenças dos EUA, houve mais de 15,5 milhões de abortos realizados em afro-americanos”, disse Illinois Right to Life. “Essas 15,5 milhões de vidas negras perdidas em decorrência do aborto superam as mortes de negros devido à AIDS, crimes violentos, acidentes, câncer e doenças cardíacas combinados”.”

Também o Bispo americano Joseph Strickland censura plataformas

“O bispo dos EUA Joseph Strickland, de Tyler, Texas, também criticou o movimento. O bispo Strickland falou sobre a plataforma do movimento Black Lives Matter, que contém várias posições que os católicos não podem apoiar. Com um link para o site do movimento, ele twittou: “Por favor, eduque-se nisso!””

“Ele então apontou que a declaração de crença da Black Lives Matter menciona dois pontos “que são contrários à FÉ … # 1 opondo-se à família nuclear (onde está o pai?) E # 2 opondo-se ao plano de Deus para o sexo como uma união de homens e mulheres . ”

“”Esta agenda é PERIGOSA!” Strickland concluiu enfaticamente.”

Black Livres Matter se opõe ao conceito cristão de família

“O Black Lives Matter, de acordo com seu próprio site, quer “interromper o requisito de estrutura familiar nuclear prescrito pelo Ocidente, apoiando-se como famílias extensas e ‘aldeias’ que coletivamente se importam umas com as outras, especialmente com nossos filhos, na medida em que as mães, pais e filhos são confortáveis. ”

Assim como o Estado não tem direito de regular a família, nem impor uma educação aos filhos, — porque a família é anterior ao Estado, uma instituição de Direito Natural alicerçada nos Mandamentos — também não se pode sobrepor a Aldeia sobre a família.

A Aldeia, pelo contrário, está alicerçada sobre a família. Quanto mais bem estruturada a família melhor andam a sociedade, a Aldeia, o Estado.

***

“Além de querer “perturbar” a família tradicional, o Black Lives Matter promove “a queer‐affirming network. Quando nos reunimos, fazemos isso com a intenção de nos libertar das garras do pensamento heteronormativo, ou melhor, da crença de que todos no mundo são heterossexuais (a menos que eles divulguem o contrário). ””

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/african-cardinal-criticizes-black-lives-matter-movement-for-dismantling-civilization

Deixe uma resposta