Somos uma cervejaria católica ”. “A cervejaria Saint Arnulf é contra a militância LGBT e não teme perder clientes por isso. Ponto final”, afirma a imagem postada na segunda-feira”.

Em defesa do “ensino tradicional da única Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo”, eles reiteram que mesmo se ficarem com “apenas um punhado de clientes” se sentirão “extremamente felizes por isso”.

 

O dono do estabelecimento é o mestre cervejeiro Pabhlo Allan, ligado ao Instituto de Caridade e Educação Cristã Sociedade da Santíssima Virgem Maria (SSVM). Essa organização civil e sem fins lucrativos tem como fundamento “a maior glória de Deus, a salvação das almas e a exaltação da Santa Igreja”.

Rezem por nós, agradecemos o apoio. “Jamais aceitaremos o pecado”

         Após o primeiro post, na terça-feira (10), a cervejaria voltou a se pronunciar sobre o assunto, falando sobre as mensagens de carinho que receberam e também sobre as críticas e “manifestações de ódio”. “Não! Não recuaremos! Respeitamos todas as pessoas, mas jamais aceitaremos o pecado”, diz o texto.

Dois dias depois, a empresa retomou às redes para pedir que seus apoiadores rezem por eles. “Caros amigos, nesses dias recebemos ofensas dos mais baixos níveis, fomos taxados das mais abjetas alcunhas e sofremos dezenas de ameaças. Só Deus sabe como estamos frente a tamanha injustiça. Mas não nos abalaremos! Em nenhum momento fomos desrespeitosos com as pessoas, limitamo-nos a fazer eco aos homens e mulheres de bem que criticam certa militância LGBT que, com atos como vandalismo e obscenidades, se opõem à moral cristã, ferindo a sensibilidade da população majoritária”.

Ao encerrar, a cervejaria ainda pede para que, “por favor, reze por essa causa católica levantada pela Sociedade da Santíssima Virgem Maria – SSVM e criminosamente tratada com escárnio e maledicência pela grande imprensa liberal”.

    * * *

Em recente decisão um Tribunal americano do Arizona dá ganho de causa a duas empresárias que se recusaram a desenhar um convite de “casamento” homossexual. A sentença do Tribunal invoca as “garantias de liberdade de expressão e religião”  e, portanto, recusar a agenda lgbt “não constitui homofobia”. https://ipco.org.br/tribunal-americano-da-mais-uma-vitoria-contra-a-ideologia-lgbt/.

Comenta, com muito acerto, nosso colaborador Mathias de Albuquerque que a ideologia LGBT quer forçar a justiça a anular as Leis Divinas e Eternas, as Sagradas Escrituras, o Magistério infalível da Santa Igreja, a Lei Natural. Em suma, contrariar o ensinamento de Nosso Senhor Jesus Cristo que elevou o casamento à dignidade de Sacramento.

A menos que a ideologia lgbt seja o novo “deus” acima das Leis do Deus Verdadeiro.

       Fonte: Economia – iG @ https://economia.ig.com.br/empresas/2019-09-18/cervejaria-se-manifesta-contra-lgbt-e-nao-teme-perder-clientes-por-isso.html

 

1 COMENTÁRIO

  1. Me solidarizo com a igreja católica, porém o papa ja está excomungado à muito tempo, pois recebeu Evo Morales um comunista no vaticano, e pior do que isto, aceitou o presente de uma cruz envolta na foice e no martelo. Jesus , não deve ter gostado nada disso. esse é o dever de casa de todos os católicos de verdade, execrarem no Brasil a CNBB que não representa o Vaticano e são todos comunistas e a exigência da substituição do papa excomungado. Até lá a Igreja perderá muito de sua credibilidade e adeptos.

Deixe uma resposta