O Partido de oposição de Taiwan retrocede, e toma o bom caminho, retirando seu apoio aos laços mais estreitos com a China de Xi Jinping.
O novo presidente do Partido, Johnny Chiang, prometeu tomar uma linha mais dura contra a influência de Pequim.

Até o principal Partido de Oposição de Taiwan se volta contra a dominação de Pequim

Informa o Wall Street Journal: “TAIPEI — O principal partido de oposição de Taiwan está repensando seu apoio de longa data (que era) a favor de fortalecer os laços com a China, um movimento que afastaria a busca de Pequim para ganhar o controle sobre a ilha autogovernada”.

“O Partido Nacionalista, ou Kuomintang, que tem defendido laços mais estreitos com Pequim, elegeu no sábado um novo presidente que prometeu tomar uma linha mais dura contra a influência da China.

“Johnny Chiang, um legislador de 48 anos, também instou Pequim a reconhecer a existência do sistema político separado de Taiwan.”

Fonte: https://www.wsj.com/articles/taiwans-opposition-party-reviews-its-support-for-closer-china-ties-11583673325

  • * * *
  • Taiwan recebe constantes pressões e ameaças de Pequim. Nosso site tem abordado as repetidas violações do governo chinês à liberdade de Taiwan.  https://ipco.org.br/110333-2/
  • A mudança no Partido de Oposição de Taiwan representa mais uma derrota de Xi Jinping cujo prestígio (midiático) está cada vez mais abalado com o encobrimento oficial do perigo do virus (janeiro de 2020) e o posterior autoritarismo ditatorial face ao surto do coronavírus.
  • A China é muito mais uma potência midiática aliás, construída pelo capitalismo ocidental, a partir das viagens de Nixon e o Acordo de Xangai. Recordemos a História: https://www.pliniocorreadeoliveira.info/FSP%2072-03-12%20Yalta.htm

 

Deixe uma resposta