Professor Houchang Nahavandi

No dia 18 de outubro último, na sede da Federação Pró-Europa Cristã (FPEC), em Bruxelas, o Prof. Houchang Nahavandi, que fora ministro do Desenvolvimento e, mais tarde, do Ensino Superior, durante o reinado de Reza Pahlavi, último Xá do Irã, proferiu excelente conferência intitulada: “Como se fabrica uma revolução – o começo do islamismo radical“.

O conferencista possui a erudição de um laureado pela Academia Francesa e a incontestável segurança de quem vivenciou todo o processo da revolução iraniana, explicando com riqueza de detalhes como de um país aberto à civilização ocidental, o Irã tornou-se o foco por excelência do terror islâmico que assola os nossos dias.

O público presente – composto de inúmeros membros da nobreza europeia, intelectuais e políticos – ouviu com profundo interesse todo o desenrolar da trama que transformou o então desconhecido Khomeini em “líder” de uma revolução que acabaria por eliminar a milenar monarquia persa. Segundo o conferencista, com a ajuda da imprensa ocidental e de renomados intelectuais de esquerda, uma falsa biografia foi elaborada para o aiatolá “transformado-o em pai de mártir , filho de mártir e ele mesmo uma vítima do regime Imperial” , o que era totalmente contrário à realidade.

Confortavelmente instalado em Paris, Khomeini recebeu todo o apoio estratégico e material que culminou com o seu retorno triunfante ao Irã. O Prof. Nahavandi salientou que nessa época foi inaugurada a prática do assassinato em massa como tática revolucionária para aterrorizar a população e desestabilizar o país, dando o exemplo concreto de um cinema que fora incendiado quando passava um filme dedicado ao público infantil e onde morreram mais de 472 pessoas, em sua maioria crianças.

Muitos fatos narrados na conferência lembram o momento em que vivemos, onde por quase todo Mundo Islâmico grassa o que ficou sendo chamado “Primavera árabe“, a qual, sob o pretexto de instaurar a democracia, vem transferindo o poder de ditadores laicistas para islâmicos cada vez mais radicais. E assim como há mais de 30 anos no Irã, o apoio ocidental vem sendo novamente decisivo para a subida ao poder da teocracia muçulmana.

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

 

5 COMENTÁRIOS

  1. É um absurdo que a comunidade ocidental, (EUA e UE) apoiem abertamente os islamitas radicais que tentam derrubar os governos dos paises arabes pela força. Ao invez de estimular a negociação a compreenção e a transição pacifica, estimula a revolta armada com milhares de mortos e a instalação de regimes radicais islamicos e a destruição do pouco que resta dos cristãos nessas regiões. Creio que o motivo desse apoio está por traz a ação dos petrodolares da Arabia Saudita, Qatar e outros. O ocidente está perdido, a corrupção a depravação está infiltrados em todo tecido social. Muitos ainda julgam a Russia como um pais comunista, mas na realidade é a unica potencia (com interesses na região) que se opões ao plano macabro de entregar esses povos a um bando de radicais islamicos. Se a Russia é comunista, dirigida pela KGB, porque os impostos nesse pais é o menor que todos os paises da europa e EUA, porque o cristianismo (igreja catolica ortodoxa) e a familia é defendida tenazmente pelo governo, o homosexualismo e o aborto é proibidoe ainda se comprometeu na ONU defender os cristãos mundo a fora? Enquanto isso a democratica e capitalista comunidade euro-americana, apoia o homosexulaismo, o aborto, a perseguição dos cristãos, a dissolução da familia, a expanção do islamismo e cobra os maiores impostos? Pergunto qual civilização está mais proxima aos principios cristãos?

     
  2. Senhores,

    eu havia dito um mês atrás que os ataques contra a HONRA dos CONSERVADORES não cessariam. Pois bem, os mesmos pseudo-jornalistas e militantes da esquerda, Nara Alves e Ricardo Galhardo (Portal IG), que difamaram o IPCO, agora atacam a União Conservadora Cristã, um grupo de 20 jovens estudantes conservadores da USP.

    A matéria difamatória traz o mesmo teor da anterior: vincular conservadores a grupos de gangues.

    Lamento que o IPCO não tenha processado os canalhas.

    O link é esse: http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/extrema-direita-universitaria-se-alia-a-skinheads/n1597226175495.html

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome