Peter Albert David Singer é considerado mundialmente como o ‘‘grande filósofo da ‘bioética’ e defensor da libertação dos animais’’.

‘‘Quem tem mais direito à vida: um chimpanzé na floresta ou um feto humano no útero da mãe? O chimpanzé’’, responde Peter Singer. ‘‘Só o fato de ser membro da espécie Homo sapiens não é garantia de direito à vida. Não acho que o feto tem direito à vida porque ele não é um ser autoconsciente”, afirmou Singer. (*)

Defensor do aborto, da eutanásia e dos direitos dos animais, Peter Albert David Singer é considerado mundialmente como o ‘‘grande filósofo da ‘bioética’ e defensor da libertação dos animais’’. Atua na área da ética prática e é professor na Universidade de Princeton (EUA).

Numa visita ao Brasil por ocasião do Congresso Pitágoras foi entrevistado pelo Estado de São Paulo. Singer expôs suas posições sobre temas como aborto, pesquisas com células tronco embrionárias, eugenia e, segundo o artigo do jorna, SInger ‘‘fala o que muitos se atreveriam a pensar, mas jamais teriam a coragem de dizer.’’

O teor darwiniano de suas respostas é notório, pois é famoso defensor do evolucionismo. ‘‘Os chimpanzés, gorilas e outros primatas superiores, por outro lado, são animais plenamente conscientes de sua existência’’, diz ele.

‘‘Não acho que o simples fato de pertencer a uma espécie seja garantia de direitos morais; acho que você adquire direitos morais pelo indivíduo que você é. O conceito geral é o de que se você é um ser humano, você automaticamente tem direito à vida. Esse é um dos problemas com o debate do aborto: as pessoas que são contra dizem que o feto é um ser humano e, portanto, tem direito à vida”, afirmou.

Hoje está claro o que as ideologias verdes promovem e defendem: morte aos seres humanos e preservação dos animais e plantas.

Isso não difere muito das doutrinas de Marx. Ele incorporou sistematicamente o evolucionismo à sua doutrina, e afirma que o ser humano não possui nenhuma dignidade; ele não passa de um amontoado de células e um composto químico do frango e a alface comida ontem ou anteontem. De acordo com a doutrina católica, temos algo muito diferente: a partir da Redenção de Nosso Senhor Jesus Cristo, o ser humano foi dignificado com a encarnação do Verbo. O próprio Deus se fez homem, para remir o pecado original e abrir à humanidade as portas do Céu. Negar essa verdadeira dignidade humana é negar a obra divina – o que os evolucionistas, ecologistas, comunistas mais sabem fazer.

No marxismo o homem não tem direito nenhum. Família, segurança, propriedade, honra não são para eles direitos do homem e, por mais impressionante que seja: nem o direito a vida. Só dos animais…

(*) Fonte: O Estado de São Paulo, 10/5/2011.

11 COMENTÁRIOS

  1. É possível um católico acreditar que sua alma descende dos macacos? Eim Marcelino!
    Acho bom você procurar seu paroco e pedir para voltar às aulas de catecismo…

  2. Quer dizer que a vida é mera coincidência aleatória? O que acontece depois é mera fatalidade? É dificil engolir o que se diz filósofo. Mas enfim, até Lula tem seus seguidores…

  3. Lamento porém respeito a opinião totalmente equivocada do Sr. Peter Singer, sobretudo quando afirma que não passamos de um amontoado de células e um composto químico do frango e a alface comida ontem ou anteontem. Ele ignora um elemento de fundamental importância que nos diferencia dos demais seres: “A ALMA”.

  4. Queria poder olhar nos olhos desse filho de DEUS e apenas fazer três perguntas a ele:De onde você veio?Para onde você vai?E quando você começou a existir?Será que ele pensa que não vai nunca morrer, ou ficar doente, ou ter dor de cabeça, etc…Se ele fosse dona da vida dele e conseguisse controlar tudo, ainda assim eu diria como JESUS disse a Pôncio Pilatos: “Você não teria toda autoridade que tem, se não fosse dada pelo meu PAI que está no céu”.Se existe a criatura é porque existe o CRIADOR. Tudo que começa, um dia acaba, apenas DEUS é eterno.Que JESUS que é o próprio DEUS tenha misericórdia desse nosso irmão.Mais não nos apavoremos: “Tudo concorre para o bem daqueles que amam a DEUS.

  5. Muito esclarecedora, sobretudo deplorável, ¨a inteligência¨desse cientista Singer.

    E como permanece vivendo entre cavernas e sem evoluir para a ¨autoconsicência¨ permanecendo no primitismo e refratário ao desenvolvimento do ser humano, como cidadão e extensão da divindade, como herança de Deus, deveria ter sido abortado por sua genitora e nos privaria de tamanhas insanidades.

    É terrível um brutamonte dessa natureza ter vez e oportunidade nas universidades e na imprensa para pronunciar tamanhas decepções que tem de si próprio. É frustrado e que precisa aprender, antes de tudo, a ter fé em Deus e amor pelo próximo.

    Att. Madeiro

  6. “Nenhuma delas apregoa a preservação dos animais e plantas em detrimento da sobrevivência do ser humano”. Se o articulista generalizou, também o fez nosso caro Marcelino. O artigo mostra as posições de um dos próceres do ecologismo radical, que não faz senão defender a vida de chimpanzés em detrimento da de fetos humanos… @Marcelino Champagnat Boaventura

  7. Isto é tudo mentira , o mundo está mergulhado na mentira eu quero ver tanto amor assim quando acabar o dinheiro e não demora pois tudo é baseado no lucro pelo lucro. As bolsas vão cair e as máscaras também.

  8. @Marcelino Champagnat Boaventura
    É por isso que Lavoiser foi guilhotinado, por dizer cientificamente que na natureza nada se perde tudo se tranforma: prova disto é o rio tiete poluidíssimo e que depois fica limpo e potavel. O sr. deveria ler nas escrituras que Deus fez a natureza para que o homem se servisse dela e a revolução cultural está colocando as plantas e os animais acima do homem. Mas veja bem: o professor Plinio sempre criticou a revolução industrial pois na Idade Média as pessoas viviam melhor e sem a imundice gerada pela civilização moderna como a fumaça, sem contar a alta velocidade dos veículos, a radiação das usinas nucleares e a poluição de rios potaveis com metais pesados e por aí vai. Eu tenho vários amigos ecologistas mas que não abrem mão do carro (todos eles adoram oss animas, não rezam, etc), falam de ecologismo mas utilizam combustiveis fósseis e contraditoriamente dizem que o mundo vai acabar por causa da poluição. Um católico preocupado com o próximo é aquele que combate o pecado mesmo porque poluir desde que não tenha provocado dano a outrem porque aí entendo que tenha cometido roubo, não leva ninguém para o inferno.

  9. Sou contra o aborto, porém abriria uma excessão e acho que a mãe desse senhor devia te-lo abortado e adotado um macaco em seu lugar. O mundo hoje estaria melhor.

  10. @Marcelino Champagnat Boaventura

    E é notória a ignorância de comentaristas que não enxergam para onde hoje as ideologias verdes estão se posicionando. O missivista se refere aos radicais, isso é obvio!

    E se o próprio Peter aí que ele fala defende tanto essa falsa ecologia e é tão radical ao dizer que um chipamzé tem mais direito a vida que um ser humano, não é uma prova do tipo de idéias que realmente formam os radicais verdes?

    O que é o Darwinismo senão a negação do princípio da Criação, de Deus, da Igreja Catolica? Esse ecologista Peter defende o quê? Não é exatamente isso?

    E não se pode imaginar uma adaptação ou seguimento das doutrinas de Marx, qual se realizou em 1917 e se prolonga até nossos dias sob uma outra máscara? Que se vai cada vez mais tomando corpo e se apresentando sob forma de ”Ecologia” que se aproveitando de certos aspectos circusntanciais defende as piores coisas?

  11. É notória a ignorância do missivista sobre o que ele denomina de ideologias verdes porquanto nenhuma delas apregoa a preservação dos animais e plantas em detrimento da sobrevivência do ser humano.

    Pelo contrário, o que se apregoa nas ideologias verdes é a preservação dos recursos naturais e não apenas de animais e plantas nos dias de hoje como uma garantia da sobrevivência das gerações futuras. Isso para evitar o compromentimento dos ciclos vitais do planeta. Por exemplo a redução na produção de resíduos, com menor impacto ao meio ambiente, uma menor poluição da água, para evitar a sua falta futura, etc. Permita-me uma metáfora, é como se a cada recurso natural perdido, fosse retirado o parafuso de um motor, em algum momento o motor ira deixar de funcionar.

    Ademais, confundir o comunismo com os movimentos verdes é enxergar a questão de forma obtusa, pois os movimentos ditos verdes surgiram justamente como uma alternativa aos movimentos de esquerda ou como prefere o missivistas, os comunistas.

    O texto é pobre e cheio de preconceitos, partindo de premissas falsas como se os movimentos verdes não tivessem preocupação com o ser humano e somente com os animais e plantas. Além disso, procura confundir o leitor ao expressar opiniões sobre o darwinismo e o marxismo que aparentemente estariam a fundamentar os movimentos verdes o que nem de longe revela a realidade.

    Para concluir lembro que homem é um amontoado de células e compostos químicos, mas o que lhe traz a dignidade divina é sua alma e a observância dos ensinamentos de Cristo (João, 12, 24-26), mas nem por isso devemos em nossa vida terrena deixar de cuidar daquilo que as gerações futuras (que são homens) dependerão para sua sobrevivência.

    Deus abençôe a todos. Paz e bem!

    Marcelino Champagnat Boaventura, apenas um católico preocupado com o próximo, que ainda não nasceu ou que está em crescimento. Talvez as próximas gerações, o feto não tenha como sobreviver ….

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome