A visita de Xi Jinping ao Japão “dificilmente seguirá em frente” depois que o humor azeda em relação à China, comenta o site SCMP.
Um diplomata japonês diz que a crescente preocupação com Hong Kong e a crescente cautela com a diplomacia agressiva de Pequim significam que “não é um bom momento” para a visita.

A recente Lei de Segurança Nacional de Hong kong

O Japão está preocupado com os planos da China para uma lei de segurança nacional de Hong Kong.
A recente mudança do primeiro-ministro japonês Shinzo Abe em Hong Kong e a crescente rejeição do público em relação à China significam que é improvável que a visita do presidente chinês Xi Jinping a Tóquio vá adiante como planejado este ano, segundo uma fonte diplomática.

Japão muda a retórica

No mês passado, o Japão se recusou a se juntar a quatro aliados ocidentais na condenação de Pequim por uma lei de segurança nacional em Hong Kong, mas nesta semana Abe disse que o Japão queria assumir a liderança entre os países do G7 ao emitir uma declaração conjunta expressando suas preocupações com a legislação.
A mudança levou alguns na China a perguntar se o recente degelo nas relações após anos de hostilidade acabou.
Abe deveria receber Xi em abril na que seria a primeira visita de um presidente chinês desde 2008. Mas a visita foi adiada por causa da pandemia de Covid-19, e nenhuma nova data foi definida.

Opinião pública no Japão está hostil ao PCC

“Desenvolvimentos recentes em Hong Kong, o surto de Covid-19, a diplomacia chinesa de guerreiro lobo e a questão de longa data das [disputadas] Ilhas Senkaku, tudo isso contribuiu para a opinião muito negativa do público japonês em relação à China.”

“Não é um bom momento para recebermos a visita de Xi “, disse um diplomata japonês falando sob condição de anonimato.”

***

As más fadas que dirigiam os cordões da política internacional perderam a sua magia. A pandemia do coronavírus pôs em evidência o fracasso e má fé de Pequim em combater o surto do vírus.

“… a boa vontade japonesa evaporou rapidamente depois que a China foi acusada de explorar a pandemia para pressionar sua agressiva diplomacia e apertar seu domínio sobre Hong Kong, um centro financeiro e comercial global em que o Japão tem interesses significativos, disse o diplomata.
“Cerca de 1.400 empresas japonesas estão presentes em Hong Kong, que é o maior importador mundial de produtos agrícolas japoneses.
“O diplomata disse que a comunidade empresarial está preocupada com o fato de a legislação de segurança nacional abalar as fundações de Hong Kong.”

***

A chamada segunda economia mundial dá sinais de exaustão, retrocesso e artificialismo. Cresce, cada vez mais, a consciência de que a dependência em relação à China é o suicídio do Ocidente.

Em consequência o Mundo Livre acordou e começa da dar meia voltar volver em relação ao PCC. E a opinião pública no Japão manifesta sua rejeição a uma eventual visita de Xi Jinping .

Também o nosso Brasil precisa fazer sentir a Pequim a crescente desconfiança de nosso povo com a perseguição religiosa, a violação dos direitos humanos, o encobrimento vergonhoso da pandemia ocasionada pelo virus de Wuhan.

Fonte: https://www.scmp.com/news/china/diplomacy/article/3088892/xi-jinpings-japan-visit-unlikely-go-ahead-after-mood-turns

 

Deixe uma resposta