O banditismo foi um dos ingredientes da revolução comunista russa de 1917

A criminalidade e a violência se espalham pelo Brasil, especialmente na mais populosa de suas cidades, São Paulo. Elas são em grande parte praticadas por menores, que permanecem inimputáveis. Enquanto os “direitos humanos” dos criminosos são protegidos, restam às vítimas o choque, a perda de bens, a invalidez ou o cemitério.

Vejamos algumas breves e recentes notícias, colhidas no período de 22-6 a 3-7, portanto em apenas 11 dias, nos diários “O Globo”, “Folha de S. Paulo” e “Estado de S. Paulo”:

*        *        *

  • Seis policiais mortos nos últimos dias [todos estavam de folga e em trajes civis]. O comandante-geral da PM, coronel Roberval Ferreira França, criticou as entidades de direitos humanos e a Defensoria Pública do Estado, sobre as quais disse sentir falta de apoio por conta das recentes mortes de PMs.
  • Já são 27 crimes dessa modalidade [arrastões a restaurantes] neste ano na capital paulista. Em praticamente todos os arrastões em São Paulo neste ano, segundo as vítimas e a polícia, os ladrões eram jovens.
  • O Brasil ostenta um recorde de homicídios superior à Índia, que tem cinco vezes mais o número de nossa população, sem considerar que a Inglaterra elucida 90% dos seus crimes, os Estados Unidos 65%, a França 80% e o Brasil 6%.
  • O quartel da Polícia Militar em Jacareacanga, município do oeste do Pará, foi invadido, saqueado e queimado por 50 índios Munduruku.
  • Bandidos usam olheiro para achar e executar PM de folga.
  • Mais seis ônibus foram queimados na capital paulista, entre a noite de anteontem e a noite de ontem. Criminosos queimam nove ônibus em 13 dias.
  • São Paulo tem a terceira chacina em quatro dias.
  • Suicídio é a segunda maior causa de morte entre jovens no mundo. É a primeira causa de morte entre meninas de 15 a 19 anos.
  • Foi enterrado ontem em São Joaquim de Bicas, na região Metropolitana de Belo Horizonte, o corpo de Fabíola Santos Correia, de 12 anos, que foi assassinada e teve o coração arrancado por duas amigas de infância de 13 anos. Além de ter o coração arrancado, a jovem, que foi morta com golpes de faca, ainda teve a garganta cortada e o rosto desfigurado pelas adolescentes.

*        *        *

Essa onda de criminalidade faz lembrar uma previsão antiga, mas atualíssima, de Plinio Corrêa de Oliveira, publicada na “Folha de S. Paulo” em 16-11-1983, na qual um personagem imaginado por ele diz:

“Um governo consciente de suas obrigações tem por dever desmantelar a repressão e deixar avançar a criminalidade. Pois esta não é senão a revolução social em marcha. Todo assassino, todo ladrão, todo estuprador não é senão um arauto do furor popular. E por isto, farei constar ao mundo inteiro que a explosão criminal no Brasil está sendo caluniada por reacionários ignóbeis. A criminalidade é a expressão deste furor justamente vindicativo das massas.

“Farei entrar armas no Brasil. Quando os burgueses apavorados estiverem bem persuadidos de que não há saída para mais nada, suscitarei dentre os que você chama ‘criminosos’, um ou alguns líderes, que saberei camuflar de carismáticos. E farei algum bispo anunciar que, para evitar mal maior, é preciso que os burgueses se resignem a tratar com aqueles que têm um grau de banditismo menor”.

Não é sugestivo, caro leitor!

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

 
COMPARTILHAR
Artigo anteriorA Amazônia Azul possui biodiversidade ainda maior que a Amazônia Verde
Próximo artigoA linguagem dos olhares
Instituto Plinio Corrêa de Oliveira

O Instituto Plinio Corrêa de Oliveira é uma associação de direito privado, pessoa jurídica de fins não econômicos, nos termos do novo Código Civil.

O IPCO foi fundado em 8 de dezembro de 2006 por um grupo de discípulos do saudoso líder católico brasileiro, por iniciativa do Eng° Adolpho Lindenberg, seu primo-irmão e um de seus primeiros seguidores, o qual assumiu a presidência da entidade.

7 COMENTÁRIOS

  1. Defender os direitos humanos dos assassinos ao invés dos direitos humanos das vítimas é estar do lado crime e contra a população.

    Para a esquerda, bandido bom é bandido vivo e bem tratado, para que possam fazer mais vítimas. Logo, para a esquerda, vítima boa é vítima morta. A esquerda quer inverter toda a sociedade: quer famílias ao avesso, filhos agredindo pais, casamento entre pessoas do mesmo sexo, uso indiscriminado de drogas, sexo sem restrições e nem regras, cidadãos honestos desarmados, bandidos bem armados e amparados pela lei, igrejas fechadas.

    O que a esquerda quer implantar é o domínio do mal e da fealdade sobre a Terra.

     
  2. Senhores do IPCO, por favor é de extrema importôncia que publiquem um artigo sobre a situação das nossas famílias, como este:

    Apagão da família

    A sociedade assiste, assombrada, a uma escalada de crimes cometidos no âmbito de famílias de classe média. Transformou-se o crime familiar em pauta ordinária das editorias de polícia. O inimigo já não está somente nas esquinas e vielas da cidade sem rosto, mas dentro dos lares…Já estamos ouvindo as primeiras explosões do barril de pólvora. O horror dos lares destruídos pelo ódio não está nas telas dos cinemas. Está batendo às portas das casas de um Brasil que precisa resgatar a cordialidade captada pela poderosa lente de Sérgio Buarque de Holanda (o pai do Chico) no seu memorável Raízes do Brasil.

    http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,apagao–da-familia-,918978,0.htm

     
  3. Assisti num programa de TV, uma chacina praticada em SP pelo filho que matou a própria família, os pais, irmã grávida de 9 meses e sobrinha de apenas três anos, á pancadas e facadas, a mando da namorada de 13 anos.

    (Corrupção, igualitarismo, degeneração da família, aumento da violência, prostituição nas maiorias da mídia, massacres, sacrificios de pessoas pelo satanismo, valorização ao ocultismo, apologia de todo tipo de imoralidade…tudo à nível mundial). Terminou o milênio, só não enxerga quem não quer:

    “Quando se completarem os mil anos, Satanás será solto de sua prisão e sairá para seduzir as nações dos quatro cantos da terra, Gog e Magog, reunindo-as para o combate; seu número é como a areia do mar…”

    Apocalipse, 20, 7-8. Bíblia de Jesrusalém.

     
  4. Coincidência amarga o fato de constar da manchete de hoje – 14 de agosto de 2012 – na Gazeta do Povo, daqui de Curitiba, o seguinte: “Em 5 anos, investimento na segurança tem corte de 67%”. Número, com certeza, subestimado, já que não se pode confiar cegamente na mídia. Não resta dúvida de que a intenção é gerar o caos, a anarquia. A Lei, o Direito, a Justiça, já viraram substantivos abstratos, como saudade e nostalgia.

     
  5. O governo não quer filhos educados pelos pais,exemplo disso foi ontem aqui no PARÁ:Uma mãe deu uma surra no filho de 9 anos,por ele ter roubado 20,00 e foi presa por isso,queremos educar nossos filhos para não serem ladrões, mas nunca podemos corrigir com uma “surra” enquanto que governantes roubam horrores em dinheiro e a punição para eles é usufruir com seus familiares desse dinheiro, que é do nosso bolso, do nosso suor.Se temos que roubar, roubemos muito e seremos aplaudidos.Do contrário seremos presos.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome