Defendamos a Cruz!

     A Cruz na antiguidade era um instrumento de suplício que representava uma ignomínia para a pessoa que fosse crucificada; uma vergonha para a pessoa e uma vergonha para a família.

    PRC_SRM_Crucifixo18Nosso Senhor Jesus Cristo, portanto, sendo crucificado, recebeu uma humilhação tremenda. Esta humilhação equivalia a matá-Lo dizendo que era um bandido, um ladrão, que era do mesmo gênero que os dois outros facínoras com os quais foi crucificado.

    A Cruz de Nosso Senhor representa, portanto, todas as humilhações que Ele sofreu durante a vida. E ela é o começo de todas as humilhações que até o fim do mundo todos os católicos haveriam de sofrer por causa de Nosso Senhor Jesus Cristo.

    Mas, paralelamente, é tal a grandeza infinita de Nosso Senhor, tal é sua santidade divina, que a Cruz passou a ser sinal de honra e de glória.

    A honra de Deus, a honra de Nosso Senhor Jesus Cristo é reivindicada pela Igreja. E por causa disto os católicos tomaram a Cruz como sinal de honra, como o que há de mais sagrado, o símbolo de quanto há de mais santo.

    E então nós temos como manifestações características dos tempos de Fé: a Cruz colocada no alto das coroas dos reis; a Cruz como sinal heráldico dos mais nobres galardões das famílias da alta aristocracia; a Cruz colocada como insígnia das condecorações, como também a Cruz adornando as rústicas paredes de taipa das mais humildes choupanas.

    ACESSE: www.returntoorder.org/petition/bladensburg-cross/?PKG=RTOE0229 E ASSINE A PETIÇÃO CONTRA A RETIRADA DA CRUZ!

    CRoss-1250x650Nos dias atuais, apesar da decadência moral e religiosa, em diversos lugares pelo mundo afora, nas grandes e pequenas cidades ainda persiste esta noção sagrada da Santa Cruz. E por causa disso, cruzes são erguidas em praças públicas, em lugares de destaque e em homenagem à mémoria de falecidos e heróis de guerra.

    Em 1925, na pequena cidade de Bladensburg, localizada no estado americano de Maryland, no Condado de Prince George’s, um monumento sob a forma de uma Cruz foi erguido pelos habitantes em homenagem a quarenta e nove soldados que faziam parte da Legião Americana que tinha dado suas vidas em defesa do país durante a Primeira Guerra Mundial.

    Para fazer valer seus supostos direitos de Estado laico, um grupo de ateus, entrou com uma ação no “Tribunal de Apelações” pedindo a demolição da Cruz.

    ACESSE: www.returntoorder.org/petition/bladensburg-cross/?PKG=RTOE0229 E ASSINE A PETIÇÃO CONTRA A RETIRADA DA CRUZ!

    Os habitantes de Bladensburg, que ainda hoje vêm a cruz como um símbolo da Fé, e tementes a Deus, reagiram contra a onda ateia de uma pequena minoria.

    Esta minoria que odeia Deus Nosso Senhor e quer viver uma vida à margem de seus ensinamentos farão de tudo para retirar a cruz.

    – Não será esta mais uma perseguição perpetrada contra católicos e contra Nosso Senhor Jesus Cristo?

    – Vendo assim os bons sendo perseguidos, não merecem eles receber um apoio de irmãos da mesma Fé?

    Portanto, INSTITUTO PLINIO CORRÊA DE OLIVEIRA convida seus leitores gentilmente a se unirem a uma iniciativa da TFP Americana[1] que está promovendo um abaixo-assinado no site ReturntoOrder.org[2] contra a remoção da Cruz.

    Junte-se a esta nobre causa e confiantes nas promessas de Nosso Senhor que afirmou que “as portas do inferna não prevarecerão”[3] seremos daqueles que em meio as crises de nossos dias não duvidaram e permanecem firmes na Fé.

    ACESSE: www.returntoorder.org/petition/bladensburg-cross/?PKG=RTOE0229 E ASSINE A PETIÇÃO CONTRA A RETIRADA DA CRUZ!

     

     

    [1] http://www.tfp.org/

     

    [2] http://www.returntoorder.org/

     

    [3] Mateus 16:18