Democratas ou Ditadores? Mandato de vacinas

0

Pelo menos nove estados liderados principalmente pelos democratas, incluindo Califórnia, Pensilvânia e Oregon anunciaram novos requisitos de vacina COVID-19 esta semana, enquanto mais de uma dúzia de estados se movem para implementar algum tipo de mandato para injeções experimentais de coronavírus.

Opção ou imposição? Hitler faria o mesmo!

Califórnia exige prova de vacinação

Coincidência? Estados liderados por Democratas têm preferência por medidas ditatoriais, ficou evidente nessa pandemia. Lockdowns e passaporte-vacina.

Na quarta-feira, a Califórnia se tornou o primeiro estado a exigir prova de vacinação COVID-19 ou teste semanal para todos os professores de escolas públicas e privadas de ensino fundamental e médio e outros funcionários da escola.

Uma ordem emitida pelo Departamento de Saúde Pública da Califórnia declarou que as escolas “devem verificar o status da vacina de todos os trabalhadores” e “devem ter um plano para rastrear o status de vacinação verificado do trabalhador”. Os professores que recusarem as injeções de COVID-19 serão submetidos a testes semanais, independentemente de já possuírem imunidade natural ao vírus.

A ordem citou a disseminação da variante Delta e disse que pessoas não vacinadas “têm maior probabilidade de se infectar e espalhar o vírus”, o que o CDC refutou em meio a uma onda de casos inovadores entre americanos vacinados.

O governador de Minnesota, Tim Walz (D), divulgou os requisitos de vacina na quarta-feira também, exigindo que os funcionários locais do estado apresentem prova de vacinação COVID-19 ou um teste negativo semanal, a partir de 8 de setembro. A Califórnia impôs uma regra semelhante em julho.

Tanto o governador Tom Wolf (D) da Pensilvânia quanto o governador Dan McKee (D) de Rhode Island emitiram mandados de vacinação para trabalhadores de saúde estaduais no dia anterior, e o governador republicano Phil Scott de Vermont o fez também para funcionários públicos.

Reação do sindicato de guardas penitenciários

A ação de Wolf gerou ameaças de ação legal do sindicato dos guardas penitenciários da Pensilvânia, que classificou a medida em uma carta ao governador ontem como “um tapa na cara – e francamente, tarde demais porque milhares de nossos membros já foram infectados, devido à sua inação. ”

A governadora do Oregon, Kate Brown (D), também revelou na terça-feira os requisitos de vacinas para funcionários do Oregon em 18 de outubro, ou seis semanas após o FDA conceder a aprovação total para uma vacina COVID-19, relatou o Statesman Journal. Espera-se que o FDA conclua um processo de aprovação acelerado para a vacina de coronavírus Pfizer-BioNTech até o Dia do Trabalho.

***

Também, no Brasil, os governadores petistas e do falso Centrão são os adeptos de lockdowns e imposições ditatoriais. Desprezar a imunidade natural por que? Veja o artigo sobre a imunidade natural https://ipco.org.br/boa-nova-eficacia-da-imunidade-natural-na-pandemia-da-covid-19/

E o direito do cidadão de decidir sobre sua saúde?

Dignidade dada por Deus ao homem

Nosso Site publicou a Carta dos Bispos do Colorado, da qual destacamos: “No caso da vacina COVID-19, estamos convencidos de que o governo não deve impor intervenções médicas a um indivíduo ou grupo de pessoas”, escreveu o clero, referindo-se às muitas “violações dos direitos humanos e uma perda de respeito para com cada pessoa da Dignidade dada por Deus ”, que historicamente acompanha mandatos que ignoram a liberdade de consciência.

Continuando, a carta fornecia um breve resumo do conselho moral dado a respeito das injeções de COVID-19 contaminadas por aborto, um resumo que os bispos disseram que poderia levar um católico a julgar “certo ou errado receber certas vacinas por uma variedade de razões , e não há nenhuma lei ou norma da Igreja que obrigue um católico a receber uma vacina – incluindo as vacinas COVID-19. ”

Descrevendo a injeção de COVID-19 como “uma questão profundamente pessoal”, os bispos exortaram os católicos a “seguir sua consciência”, acrescentando que, se eles discernissem não tomar a injeção, “não deveriam ser penalizados por isso”. Bispos do Colorado contra o “mandato de vacinas” – Instituto Plinio Corrêa de Oliveira (ipco.org.br)

O mesmo deveria fazer a CNBB no Brasil, ao invés de estar associada à declarações contra o governo federal, numa clara ingerência em assuntos temporais que não afetam a ordem espiritual.

Fonte: California, Pennsylvania, seven other states announce COVID-19 vaccine mandates – LifeSite (lifesitenews.com)

Deixe uma resposta