Direita, esquerda, falsa direita: Não precisamos de “salvadores”, mas do Salvador

0
  • Vinicius D. de Sousa

Belo Horizonte — O Núcleo do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira da capital mineira promoveu, como de costume, nesse 24 de abril, mais uma conferência de formação para seus amigos e simpatizantes.

Essa programação, sempre precedida da assistência à Santa Missa tridentina às 8,00 horas, depois da qual muitos de seus participantes se dirigem à Sede social do Instituto, onde graças à colaboração de todos é servido um lanche, ocasião para animadas conversas.

Sala de reuniões na Sede em Belo Horizonte

Direita, Esquerda e Falsa Direita à luz de Revolução e Contra-Revolução – do nazismo ao putinismo” foi o tema desenvolvido por nosso colaborador Marcos Machado Costa, ancorado em artigos do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira escritos nas décadas de 1930/40, quando falsas direitas emergiram no cenário internacional.

O que é a direita? O que é a falsa direita? – Indagou o engenheiro Machado Costa para responder com o Pe. Garrigou-Lagrange, um dos maiores teólogos do século XX.

Em visita ao Legionário, esse ilustre teólogo dominicano francês, Pe. Garrigou-Lagrange mostrou à época a diferença entre direita e falsa-direita.

Para ele, direita verdadeira é a que defende a ordem fundada sobre a justiça, pois é um reflexo do que a Escritura chama “a direita de Deus, quando diz que Cristo está sentado à direita do seu Pai e que os eleitos estarão à direita do Altíssimo”.

Tendo apontado a decadência moral do Ocidente, tema já conhecido do auditório, citou a denúncia feita em Fátima, 1917, quando Nossa Senhora pediu a conversão do Ocidente, a vitória do mundo sobre as mil formas de impiedade e de impureza que o vêm dominando.

De lá para cá, a adoção do divórcio, a prática do aborto, a agenda lgbt etc. não fizeram senão agravar tal denúncia e estão a reclamar uma punição prevista pela Mãe de Deus: “várias nações serão aniquiladas”. E que portanto, os erros do Ocidente foram denunciados. Eles não servem de álibi para justificar o actinismo.

Putin repudiou o comunismo?

Atualizando o quadro para 2022, o expositor trouxe ao conhecimento do público presente artigos e documentários de sites que gozam de grande credibilidade para mostrar a falsa opção entre escolher Putin ou Globalismo.

 “Em maio de 2021, a primeira pedra de um novo museu e centro educacional ‘apresentando uma visão positiva de Stalin’ foi lançada em Bor, a leste de Moscou, pelo empresário Aleksey Zorov”. Tal construção não poderia ocorrer sem a aprovação do governo, observa com acerto LifeSiteNews.

 O centenário da Revolução Comunista foi realizado em Sotchi, na Rússia, em 2017. “Putin falou pelo menos duas vezes na reunião. Seus principais temas eram amizade inter-religiosa, desenvolvimento sustentável, objetivos da ONU, memória de Lênin, imagens de foice e martelo, mudanças climáticas, justiça social e antifascismo”.

 ”Putin nunca pediu perdão pelos crimes e milhões de vítimas do comunismo!”

A lista é grande, e Machado Costa prosseguiu: – “Existem apenas três igrejas católicas na megalópolis moscovita (15,5 milhões de habitantes). E há apenas duas escolas católicas em toda a Rússia.

 Apenas cerca de 3% dos russos se envolvem em práticas religiosas regulares. Essa porcentagem não mudou desde a queda da URSS em 1989.

 “Há 10,8 homicídios anuais por 100.000 habitantes (contra 5,4 nos EUA e 1,78 na França). A taxa de suicídio em 2019 foi de 25,1 por 100.000 (contra 13,8 na França e 16,1 nos EUA).”

 Valores familiares na Rússia? Hoje apenas 6,3 casamentos por 1.000 habitantes. A Rússia também tem uma enorme taxa de divórcio de 70%. O aborto é gratuito, ou seja, 100% financiado pelo Estado, e disponível sem condições durante as primeiras 12 semanas de gravidez. É legal até 22 semanas em caso de estupro e até o nascimento por “razões médicas”. Os médicos têm apenas um direito limitado à objeção de consciência1.

Esses, são alguns aspectos da decadência moral na Rússia. Não será de uma igreja ortodoxa cúmplice com todo este estado de coisas, além de rompida com Roma, que virá a seiva de salvação daquela grande nação.

Solução: a Cristandade X Globalismo

Após denunciar os erros do Ocidente ex-cristão e apontar a decadência moral e religiosa na Rússia putinista — descartando, portanto a falsa opção apresentada por certa mídia alinhada à Putin — o expositor mostrou a solução: no terreno espiritual a conversão à Santa Igreja Católica e no plano temporal o ressurgimento da Cristandade.

Lanche e conversas antes e após a reunião.

Somente a Sociedade Orgânica e a Cristandade poderão reerguer o Ocidente contra o Globalismo e o Great Reset.

Que Cristandade? O conferencista respondeu com Plinio Corrêa de Oliveira:

“Os povos católicos formam uma verdadeira família, no sentido mais genuíno da palavra. A família resulta, antes de tudo, de certa comunidade de vida entre seus membros, recebida da mesma fonte, do mesmo tronco genealógico.

“A Cristandade tem também uma comunidade de vida, a vida da graça, a vida sobrenatural que faz de cada fiel um filho adotivo de Deus. Na Cristandade todos devem cooperar para a dilatação do Reino de Cristo. O conceito de Cristandade é uma projeção, no terreno natural, da grande realidade sobrenatural que é o Corpo Místico de Nosso Senhor Jesus Cristo”.2

Nossa Senhora Aparecida proteja o Brasil e o leve ao cumprimento de sua providencial missão: nem esquerda, nem falsa direita; o mundo não precisa de “salvadores”, somente do Salvador.

Deixe uma resposta