Pareceu sintomático o comentário de inimigos da Igreja, já em 1940, externando o desejo de que a Santa Igreja pactuasse com o mal, assumisse o sincretismo religioso e renunciasse à ser “Senhora de toda a verdade”.

Comenta o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira:

“O Almanaque do “Eu Sei Tudo” para este ano (1940) inseriu um artigo sobre a eleição do Santo Padre Pio XII, gloriosamente reinante, em que se atribuem à Igreja Católica atitudes e ideais menos ortodoxos.

“Assim, afirmou-se que o Catolicismo está em plena evolução, caminhando a largos passos para uma grande obra de sincretismo religioso, em que seriam abarcadas todas as religiões do universo. Desta forma, a religião deixaria de ser um divisor, mas, pelo contrário, um elo de fraternidade para todo o gênero humano”.

A Igreja é Católica (universal) mas não é sincretista nem pan ecumênica

   “A Igreja Católica tende, por sua própria natureza, a reunir em seu âmbito toda a humanidade, e é por isso que é Católica, isto é, universal.

       “Mas Ela não se pode reunir (confundir) com outros grupos religiosos porque, por isso mesmo que é Católica, Ela não é uma seita particular. Sendo Católica, Ela não possui apenas um aspecto da verdade, de maneira a poder articular-se com outros grupos, que possuiriam outros aspectos da mesma verdade.

    Ela é “Senhora de toda a verdade, da verdade completa, integral, absoluta”

       “Pelo contrário, Ela é Senhora de toda a verdade, da verdade completa, integral, absoluta. Assim como Nosso Senhor Jesus Cristo, a Igreja Católica foi colocada como um sinal de contradição, de separação de campos. Depois de sua fundação já não há simplesmente a humanidade, mas dois campos muito distintos: a Cristandade e a gentilidade.

      “Portanto, o ideal naturalista e rotariano de um humanitarismo fraternal é contrário ao âmago do pensamento da Igreja. A humanidade em si mesma é decaída e escrava do demônio. A Igreja, porém, quer fazer de toda essa humanidade uma Cristandade santa, filha de Deus e herdeira do Céu, pela graça do Senhor”.

                                                     * * *

Comentários muito atuais, necessários de serem reafirmados nesses tempos de pan ecumenismo, sincretismo religioso e culto à Pachamama nos Jardins do Vaticano.

A Igreja é Senhora da Verdade e fora dEla não há Salvação!

Fonte: https://pliniocorreadeoliveira.info/LEG_400114_sincretismo_religioso.htm

Deixe uma resposta