11 de junho

1509: – Celebra-se na Inglaterra o casamento de Henrique VIII e Catarina de Aragão. Por alegar que esse casamento foi inválido, esse rei dela se divorciará, e levará ao cisma toda a nação inglesa.

1594: – O rei Felipe II, da Espanha, reconhece os direitos e privilégios dos nobres das Filipinas.

1557: Morre aos 55 anos D. João III, cognominado “O Piedoso” ou “O Pio” pela sua devoção religiosa. Foi o décimo-quinto Rei de Portugal. Era filho do rei Manuel I de Portugal e de Maria de Aragão, princesa de Espanha. Sucedeu a seu pai em 1521. Suceder-lhe-á o neto, D. Sebastião, com a regência assumida pela viúva, D. Catarina.

1899: – O papa Leão XIII dedica toda a raça humana ao Sagrado Coração de Jesus.

1903: – O rei Alexandre I, da Sérvia, e sua esposa, morrem num atentado.

1940: – Na II Guerra Mundial, a Grã Bretanha, Canadá, Austrália e Nova Zelândia declaram guerra à Itália.

1942: – Durante a II Guerra Mundial, o SS Adolf Eichmann define o processo de transporte de judeus da França, Bélgica e Holanda, para os campos de extermínio.

1943: – Também durante a II Guerra Mundial, Heinrich Himmler, responsável máximo das SS de Hitler, ordena a liquidação dos guetos na Polônia ocupada.

1971: – É fundado o Partido Socialista francês.

1982: – Durante a Guerra das Malvinas, João Paulo II visita a Argentina.

1984: – Morre em Pádua, na Itália, Enrico Berlinguer, líder do Partido Comunista Italiano desde 1972, e figura chave do euro-comunismo e do “compromesso storico”.

1986: – O cantor de rock irlandês Bob Geldof é nomeado pela rainha da Inglaterra “Cavaleiro da Ordem do Império Britânico”.

2002: – O Congresso dos Estados Unidos reconhece que o italiano Antônio Meucci, e não o americano Alexander Graham Bell, foi o inventor do telefone.

2007: – A diplomacia européia inicia negociações com a Líbia num último esforço para tentar libertar cinco enfermeiras búlgaras e um médico palestino condenados à morte por inoculação do vírus da Sida em crianças líbias.

2014: – No Brasil, Paulo Roberto Costa, ex-diretor de abastecimento da Petrobras de 2004 a 2012, depois de libertado, volta a ser preso pela Polícia Federal.