14 de julho

1520: – No México, o conquistador Hernán Cortés e seus homens derrotam os astecas na batalha de Otumba.

Tomada da Bastilha foi mesmo bom? Hoje sofremos as consequências: liberdade, igualdade.

1789: – Tomada da Bastilha em Paris, que supôs o fim do Antigo Regime e o começo da Revolução Francesa. O populacho, impulsionado por revolucionários, ocupam essa prisão, libertando 7 prisioneiros, marcando o início da queda da monarquia francesa.

1790: – Organizada pela Assembléia Constituinte para controlar o movimento insurrecional surgido no ano anterior, os habitantes de Paris foram convidados a participar da Festa da Federação, na qual se celebraria a monarquia constitucional e a reconciliação nacional. Sob forte chuva, Talleyrand, assistido por 300 padres, celebra a Missa, Luís XVI jura a Constituição revolucionária, e La Fayette, que organizara a nova Guarda Nacional, presta seu juramento “à Nação, à Lei”, e por último, “ao Rei”.

1795: – “A Marselhesa”, marcha de Claude-Joseph Rouget de L’Isle, passa a ser o hino nacional da França.

1881: – É assassinado o legendário pistoleiro americano “Billy, the Kid”.

1899: – O espanhol Luiz Galvez declara a independência da República do Acre em relação à Bolívia. A República do Acre (nome oficial: Estado Independente do Acre) foi um Estado nacional de breve duração, situado no território ocupado pelo atual Estado brasileiro do Acre. No vai-e-vem, ele foi proclamado mais duas vezes, mas o fim permanente do Estado deu-se com o Tratado de Petrópolis, em 17 de novembro de 1903, que legitimou a posse brasileira sobre o Acre.

1889: – No centenário da queda da Bastilha, é fundada em Paris a Internacional anarquista.

1900: – Na China, o exército da Aliança das Oito Nações capturam Tientsin durante o levantamento dos boxers.

1920: – A França ocupa Damasco e estabelece seu mandato sobre a Síria.

1933: – Na Alemanha o Partido Nazista se converte oficialmente no único partido legal, tendo os outros partidos se dissolvido ante a pressão nazista.

1941: – Acreditando que a campanha na frente oriental terminaria em favor das tropas alemãs, Hitler ordena que a indústria de guerra alemã passe a produzir cada vez mais U-Boots aeronaves.

1948: – Em Roma, Palmiro Togliatti, líder do Partido Comunista Italiano é ferido por disparos cerca do Parlamento italiano.

1958: – No Iraque, o rei Faisal II é assassinado em um golpe dirigido por Abdul Karim Kassem, que se converte no novo líder da nação.

1961: – Publicação da encíclica de João XXIII Mater et Magistra, sobre a “evolução social à luz da doutrina cristã”.

1979: – O Vaticano e a Grécia restabelecem relações para favorecer a aproximação entre a Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa cismática grega.

– Nos Estados Unidos o Secretário de Estado Cyrus Vance emite a Nota Cyrus Vance para forçar a renúncia do presidente da Nicarágua Anastasio Somoza Debayle, que enfrentava a insurreição sandinista.

1987: – Pela primeira vez, em 38 anos, o Governo de Taipei levanta a lei marcial em Taiwan.

1990: – É eleito o novo Politburo e Secretariado do Partido Comunista da URSS, com Mikail Gorbachev como Secretário Geral.

1997: – Milhões de pessoas se manifestam em toda a Espanha na maior mobilização popular da história do país, contra a violência do grupo terrorista ETA, depois do assassinato do conselheiro do Partido Popular, Miguel Anjo Blanco.

Consequência da queda da Bastilha. Liberdade, igualdade, fraternidade: terrorista muçulmano assassina dezenas.

1999: – A Argentina e o Reino Unido assinam em Londres um acordo que permite acesso de argentinos às Ilhas Malvinas, grande passo para a normalização total das relações entre os dois países depois da guerra de 1982 pela posse daquelas ilhas.

2002: – A polícia francesa impede o atentado ao presidente Jacques Chirac, no desfile de 14 de julho, em Paris.

2009: – Os Estados Unidos e Cuba retomam as reuniões sobre imigração, suspensas em 2003, que qualificam de “frutíferas”.

2016: – Em Nice, na França, um terrorista muçulmano, ao volante de um caminhão, vai contra uma multidão de pessoas que estavam celebrando o 14 de julho, matando 84 e ferindo de modo crítico outras 50 pessoas.

Deixe uma resposta