Efemérides – 23/08

0
Fotografia da assinatura do Pacto Ribbentrop-Molotov. Sentado, o Ministro das Relações Exteriores Molotov, assinando os termos do pacto. De pé, à direita, o ditador soviético Stalin; à sua direita, está Joachim von Ribbentrop, Ministro alemão.
Stalin e Ribbentrop cumprimentam-se após o governo soviético e nazista assinarem o pacto de não-agressão, em 1939. Dois anos depois, em 1941, a Alemanha invadirá a União Soviética, quebrando os termos do pacto…

1793: – Depois do assassinato de Luís XVI pela Revolução, toda a Europa se coligou contra a França. Para fazer face à situação, a Convenção Nacional decretou uma levée em masse que colocava praticamente toda a população à disposição de sua máquina de guerra. Os homens celibatários e viúvos deveriam ir à guerra, os casados utilizados na indústria de armas e no transporte, as mulheres na confecção de uniforme e nos hospitais, e as crianças para ajudar em pequenas tarefas.

1914: – As forças Austro-húngaras derrotam as tropas do Império Russo, na Batalha de Krásnik, durante a Primeira Guerra Mundial.

1939: – No início da II Guerra Mundial, assinatura do acordo cúmplice germano-soviético de não agressão entre a Alemanha de Hitler e a URSS de Stalin, no chamado Pacto Ribbentrop-Molotov, o que mostra a afinidade entre os dois regimes totalitários.

1942: – Início da Batalha de Stalingrado.

1979: – Promulgação da Lei da Anistia no governo do presidente João Baptista Figueiredo para reverter punições aos que, entre 1961 e 1979, foram considerados criminosos políticos pelo regime militar. A medida favoreceu cerca de 5 mil pessoas.

1991: – O presidente da Federação Russa, Yeltsin, assina o decreto de dissolução do Partido Comunista Soviético.

2002: – No governo de Lula, o Brasil torna-se o 81° país a ratificar o Protocolo de Kyoto, que teve como objetivo levar os países firmantes a reduzirem a emissão de gases “causadores do efeito estufa” por causa do mito do“aquecimento global”.

Deixe uma resposta