25 de maio

1085: – O rei Alfonso VI, de Leão, reconquista Toledo aos muçulmanos.

1420: – O Infante D. Henrique é designado governador da Ordem de Cristo. Os ideais da expansão cristã reacenderam-se no século XV quando o seu Grão-Mestre, o Infante, investiu os rendimentos daquela Ordem na exploração marítima. O emblema da Ordem, a Cruz da Ordem de Cristo, passou por isso a adornar as velas das caravelas que exploravam os mares desconhecidos.

Revolta de Lutero – Lutero na Dieta de Worms, gravura da pintura de Anton von Werner (1843-1915), atualmente na Staatsgalerie de Stuttgart

1521: – É assinado em Worms, na Alemanha, o Edito de Worms, decreto do imperador romano Carlos V que proibiu os escritos de Martinho Lutero, e rotulou-o como inimigo do Estado. Este decreto pôs fim a uma constante luta entre Martinho Lutero e a Igreja Católica durante a pseudo-reforma do heresiarca, que criticava a Igreja especialmente sob a acusação de venda de indulgências.

1625: – A beata Isabel de Aragão é canonizada pelo papa Urbano VIII. Conhecida pela incorruptibilidade do seu corpo e a fama dos seus milagres, sendo o mais conhecido, “o milagre das rosas”.

1660: – Em Londres o rei Carlos II restaura a monarquia, onze anos depois da execução de seu pai, Carlos I.

1773: – No reinado de D. José, é publicada a carta de lei que extingue, em Portugal, a distinção entre cristãos-novos e cristãos-velhos.

1815: – Os governos da Inglaterra, Prússia, Rússia e Áustria, em vista da volta de Napoleão da ilha de Elba, o declaram “inimigo do mundo”.

1887: – Há 130 anos nascia Francesco Forgione, conhecido como padre Pio (Pietrelcina, 25 de maio de 1887, San Giovanni Rotondo, 23 de setembro de 1968). Virá a ser um sacerdote da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, ainda em vida alvo de uma veneração popular de grandes proporções, principalmente pelos carismas e dons espirituais, como o dom da bilocação, levitação, curas milagrosas, dos perfumes que exalava. Foi canonizado em 16 de junho de 2002 por João Paulo II, tornando-se São Pio de Pietrelcina.

1895: – Na ilha de Taiwan, é fundada a República de Formosa.

1927: – Nos Estados Unidos o Boeing B40 faz seus primeiros vôos.

1947: – O Senado americano aprova a Ata Nacional de Segurança, pela qual cria a CIA.

1953: – Do campus da Universidade de Houston, se realiza a primeira transmissão de uma estação de televisão pública nos Estados Unidos.

1961: – O presidente norte americano Kennedy anuncia, num discurso na Universidade de Rice, que seu governo está preparado para começar o projeto que levará um ser humano à lua antes do fim da década. Trata-se do Programa Apolo.

1978: – O Governador eclesiástico da diocese de Viedma (Argentina), acusa a TFP de não pertencer à Igreja, e de destruir a sua unidade, favorecendo o marxismo (sic!)

1980: – A TFP uruguaia envia telegrama de protesto à OEA, pela pressão sobre seu governo em nome dos direitos humanos.

1985: – Na Cidade do Vaticano João Paulo II outorga o título de Cardeal a 28 prelados, entre os quais o nicaragüense Miguel Obando Bravoy e o nigeriano Francis Arinze.

1989: – Mikhail Gorbachev é reeleito presidente da União Soviética numa sessão do Congresso de Deputados do povo.

1992: – O presidente do Brasil Fernando Collor de Melo é acusado de consumo de estupefacientes, negócios ilícitos e tráfico de influências.

1999: – O governo dos Estados Unidos publica o Informe Cox, no qual detalha a espionagem nuclear da China contra o país nas últimas décadas.

2006: – Kenneth Lay e Jeffrey Skilling, os dois máximos responsáveis do caso “Enron”, um dos maiores escândalos financeiros dos Estados Unidos, são declarados culpáveis de conspiração e fraude.

2009: – A Coréia do Norte realiza sua segunda prova nuclear.

2007: – O Conselho da Europa condena Portugal por “violar o direito das crianças”, depois de o Supremo Tribunal de Justiça ter considerado “lícitos” e “aceitáveis” alguns castigos corporais infligidos a jovens deficientes de um lar em Setúbal. O Comitê Europeu dos Direitos Sociais do Conselho da Europa, pelo contrário, concluiu que Portugal violou o artigo 17 da Carta Social Européia, que consagra o direito das crianças à proteção, social, legal e econômica.

Deixe uma resposta