26 de junho

1409: – No Concílio de Pisa, com a prévia deposição vinte e um dia antes do papa Gregório XII, de Roma, e o antipapa Bento XIII, de Avignon, é eleito unanimemente como Papa o Cardeal Pedro Philarghi, sob o nome de Alexandre V.

1541: – Francisco Pizarro, conquistador do Peru, é assassinado em sua Casa de Governo, em Lima, em uma conjuração dos homens de Almagro.

1812: – O Parlamento da Polônia proclama a independência do país. Napoleão Bonaparte recusa aceitar a decisão.

1917: – Grande Guerra 14-18: as primeiras forças aliadas norte-americanas desembarcam em Saint Nazaire, França.

1935: – Adolf Hitler obriga ao aborto e à esterilização as mulheres que possam transmitir o que os nazistas consideram “males hereditários”.

1945: – A Carta das Nações Unidas foi assinada neste dia em São Francisco, ao terminar a Coferência das Nações Unidas sobre a Organização Internacional, que entrou em vigor no dia 24 de outubro. O Estatuto da Corte Internacional de Justiça é parte integrante da Carta.

1948: – Começa a ponte aérea de Berlim Ocidental, em resposta ao bloqueio da cidade pelas forças da URSS. A Força Aérea dos Estados Unidos e os britânicos da Royal Air Force fizeram mais de 200.000 vôos em um ano, com até 4.700 toneladas diárias de suprimentos, como combustível e comida para os berlinenses.

1963: – Durante a Guerra Fria, John F. Kennedy, presidente dos Estados Unidos, visita Berlim, e proclama, junto ao Muro, “Ich bin Berliner”.

1966: – É publicado na imprensa o manifesto “A TFP e a investida divorcista”, que aplaude a retirada do projeto divorcista.

1974: – Em Ohio, nos Estados Unidos, se escaneia pela primeira vez o código de barras de um pacote de chicletes num supermercado.

1988: – Em Salzburg, João Paulo II contradiz o arcebispo Leopoldo de Firmian que, em 1731, expulsou 30.000 protestantes da diocese.

2000: – O Vaticano publica o que seria o terceiro segredo de Fátima, e que se referiria ao atentado de João Paulo II em 1981, e à luta do comunismo contra a Igreja.

– 100.000 participam de passeata em S. Paulo e 1 milhão em Nova York, no “Dia do Orgulho Homosesxual”.

26/06/2015 – Opositores ao “casamento” homossexual protestam diante da Suprema Corte em Washington.

2001: – O Mercosul e a União Européia ratificam um Memorando de Entendimento, que define a cooperação entre ambos blocos para os próximos seis anos.

2003: – O Tribunal Supremo dos Estados Unidos declara inconstitucionais as leis que castigam a homossexualidade.

2008: – O mesmo tribunal reconhece o direito a possuir armas de fogo, ao considerar “inconstitucional” uma lei de Washington que as proibia em sua jurisdição.

2015: – A Suprema Corte dos Estados Unidos aprova o “casamento” homossexual em todo o país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here