28 DE JUNHO

1712: – Nascimento de Jean-Jacques Rousseau em Genebra. Filósofo, teórico político e escritor iluminista, suas ideias influenciaram a Revolução Francesa. Em sua obra mais importante “O Contrato Social”, desenvolve sua concepção de que a soberania reside no povo.

1914: – Em Sarajevo, o anarquista Gavrilo Princip assassina o arquiduque Francisco Fernando e sua esposa, Sofia Chotek. Isto será a espoleta da Primeira Guerra Mundial.

1919: – Tratado de Versailhes extingue os impérios austro-húngaro, alemão, russo e otomano, no fim da I Guerra Mundial. Por esse Tratado, a França anexa as regiões da Alsácia e da Lorena, junto com as cidades de Estrasburgo e Metz, anexação essa reconhecida pela Alemanha.

1931: – Primeiro artigo de Plinio Corrêa de Oliveira em O Século, n qual, durante mais de um ano, escreveu “A Nota da Semana”. Depois foi redator chefe do órgão.

1950: – Na Guerra da Coreia, Seul é capturada pelas tropas norte-coreanas.

– A China comunista confisca as grandes propriedades territoriais e também às da Igreja.

1976: – A justiça angolana sentencia à morte mercenários britânicos e americanos que ajudavam a oposição anticomunista.

1986: – O Prof. Dr. Plinio envia telex sobre a situação nacional a João Paulo II pouco antes da visita em que o presidente Sarney buscava um aval pontifício para a Reforma Agrária no Brasil. O presidente saiu da entrevista com o Pontífice em pranto.

1997: – Em Valle Grande, na Bolívia, são achados os restos do guerrilheiro argentino-cubano Ernesto Che Guevara e de alguns de seus companheiros, mortos em 1967.

2000: – Depois de muita polêmica, o menino balseiro Elián Gonzalez regressa à Cuba comunista com seu pai, partidário do regime, depois de permanecer sete meses nos Estados Unidos, e ser objeto de uma batalha legal, familiar e política por sua custódia.

Zelaya e o então presidente do Brasil, Lula da Silva.

2007: – Na Colômbia, 11 dos 12 deputados que foram sequestrados em 11 de abril de 2002, são assassinados pelas FARCs.

2009: – O Parlamento de Honduras destitui o presidente do país, Manuel Zelaya, que é detido pelo Exército e deportado para a Costa Rica.

– Derrota eleitoral dos Kirchner, na Argentina, em todos os pontos, põe fim a um governo socializante absoluto de ambos.

Deixe uma resposta