Paris, Maio 68: líder Daniel Cohn-Benit
estimula depredações. Foi o início do
“Proibido proibir” e da “libertação sexual”

Michel Garroté, especialista em geopolítica que abandonou o laicismo e o esquerdismo radical para se tornar católico, denunciou que por trás do feroz vandalismo que abalou a Inglaterra estavam as idéias de “Maio de 68”.

“Há quaranta e três anos Maio de 68 vem apodrecendo a sociedade; já é hora de denunciar o enorme cretinismo das idéias pseudo-pacifistas de `Maio de 68`, escreveu ele em Drzz.Info.

O especialista apontou também a responsabilidade moral da “Escola de Frankfurt”, socialista e freudiana, que forneceu a ideologia que está na origem da descomposição da sociedade.

Saques e depredações em Londres:
conseqüência da destruição da família

Por sua parte, Melanie Phillips, do diário britânico Daily Mail, denunciou que a anarquia violenta que tomou conta de cidades inglesas não é senão o resultado muito previsível de três décadas de “experiências” de esquerda que reduziaram a frangalhos quase todos os valores fundamentais da sociedade.

A família pai-mãe bem casada, o mérito na educação, a punição dos criminosos, a identidade nacional, a repressão da droga foram jogados ao lixo pela “intelligentsia” de esquerda, disposta a levar adiante uma transformação revolucionária da sociedade.

Aqueles que resisitiam a essa ação insidiosa eram acusados de serem “conservadores de direita” e de quererem voltar a uma era de ouro mítica superada.

Nós estamos vendo agora o resultado dessa política nas cenas horríveis e sem precedentes de violência dos baderneiros, nas casas e lojas pegando fogo, na epidemia dos saques.

Casamento e família tradicional:
esperança de restauração da sociedade

As causas do vandalismo não estão na pobreza, mas num desabamento moral. E o trabalhismo exacerbou essas causas.

Na verdade, prosseguiu Melanie Phillips, no centro de todos esses problemas está o estilhaçamento da família.

E os governos se empenharam em destruir sistematicamente a família tradicional.

A família destruída foi premiada e encorajada pelo Estado Providência que subvencinou todas as formas anômalas e convivência.

Os absurdos antifamiliares foram piorados por um “multiculturalismo” segundo o qual achar que uma cultura é superior a outra – no caso a cultura inglesa sobre as culturas dos imigrantes africanos e asiáticos – seria ‘racismo’.

Casamento do príncipe Rainiero de Monaco

Assim acabou se abandonando o tecido social tradicional nacional e foi se instalando uma guerra primitiva de todos contra todos, em que os grupos mais agressivos destroem os mais pacíficos.

Segundo a jornalista, para a restauração do tecido social destruído:

“requer-se um retorno à transmissão enérgica da moral bíblica.

Quando os responsáveis religiosos cessarem de falar baboseiras mais próprias de assistentes sociais de idéias moles e recomeçarem a defender os princípios morais que fundamentam nossa civilização,

quando nossos dirigentes politicos decidirem se opor à guerra cultural empreendida contra nossa civilização em vez de aquiescerem passivamente com sua destruição,

“então — e só então — poderemos começar a solucionar esta crise terrível”, concluiu Phillips no Daily Mail.

9 COMENTÁRIOS

  1. P/ o suposto “arauto da religiosidade” José H. S. Sobrinho:

    REALMENTE, NÃO HÁ UM SÓ HUMANO CAPAZ DE “ATIRAR A PRIMEIRA PEDRA” EM MARTINHO LUTERO, INCLUSIVE PORQUE, APESAR DE LUTERO TER SIDO UM DEGENERADO CAPAZ DE ENVERGONHAR O MAIS DESPUDORADO DOS LIBERTINOS, AS PEDRAS SÓ CABERIAM SER LANÇADAS POR JESUS, QUE, TODAVIA, NOS ENSINA A MISERICÓRDIA PARA QUEM ACEITA EMENDAR-SE. (SERÁ QUE LUTERO, AO MENOS NO SEU LEITO DE MORTE, NO ÚLTIMO E ÍNTIMO SEGUNDO DE VIDA, ARREPENDEU-SE E EMENDOU-SE? TOMARA QUE SIM, PELO MENOS ALI, MAS INFELIZMENTE NÃO TEMOS CERTEZA…)

    O “INOCENTE” LUTERO FOI “MESTRE” EM CAUSAR DIVISÃO! DI-VI-SÃO, QUE SE TRANSFORMOU EM DEZENAS DE MILHARES DE SEITAS AUTODECLARADAS “CRISTÃS”, MAS QUE, ENTRE OUTROS ABSURDOS “DOUTRINÁRIOS” E PRÁTICOS, ACEITAM O DIVÓRCIO, REJEITAM A INDISSOLUBILIDADE DO MATRIMÔNIO E, ASSIM, RENEGAM A PREGAÇÃO DO PRÓPRIO JESUS NO EVANGELHO DE JESUS CRISTO ESCRITO POR SÃO MATEUS, CAPÍTULO 19, VERSÍCULOS DE 3 ATÉ 6.

    ALIÁS, A PALAVRA “DIABO” VEM DO GREGO “DIÁBOLOS”, QUE SIGNIFICA “DIVISOR”. DI-VI-SOR.

    OS PIORES CEGOS, A EXEMPLO DO PRÓPRIO LUTERO, SÃO OS QUE NÃO SÓ DEIXARAM A PRÓPRIA INTELIGÊNCIA SER OBCECADA PELO PROTESTANTISMO, MAS VÃO ALÉM E, AO INVÉS DE CONTRIBUIREM CONOSCO NA DEFESA COMUM DA MORALIDADE, PREFEREM ESPALHAR A DISCÓRDIA, COM ATITUDES COMO A DE INVADIREM ESTE SITE SOMENTE PARA DESTILAREM VENENO EM FORMA DE MENTIRAS, NA VÃ TENTATIVA DE CAUSAREM NOVA DIVISÃO.

    GLÓRIA AO SANTÍSSIMO JESUS CRISTO, FUNDADOR DA ÚNICA, CATÓLICA E SANTA IGREJA!!!

    GLÓRIA AO SANTÍSSIMO JESUS CRISTO, QUE, AO VER UMA MALDADE, CONSEGUE EXTRAIR DELA UM BEM MAIOR, ISTO É, GLÓRIA A NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO, QUE, DIANTE DE UMA NOVA OFENSA FEITA PELOS PROTESTANTES, FAZ-NOS AINDA MAIS CATÓLICOS!!!

    P.S.: ENFATIZE-SE, SOMOS AINDA MAIS CATÓLICOS!!! AINDA MAIS CATÓLICOS!!! VIVA O CASAMENTO TRADICIONAL!!!!!! VIVA A SANTA E CATÓLICA IGREJA, A GRANDE E INCOMPARÁVEL DEFENSORA DO CASAMENTO TRADICIONAL!!!

  2. AINDA VÊ-SE UM SEM NÚMERO DE “RELIGIOSOS” QUERENDO RETORNAR AO TEMPO DA INQUISIÇÃO. O IMPORTANTE É VOLTAR-SE PRA DEUS E BUSCARMOS DIA A DIA, A TODO
    PREÇO, O REINO E A SUA JUSTIÇA… PRATICANDO-AS, É EVIDENTE. NECESSÁRIO TAMBÉM É
    RECONHECER QUE NÃO HÁ UM SÓ HUMANO CAPAZ DE “ATIRAR A PRIMEIRA PEDRA” EM MAR-TINHO LUTERO ( INOCENTE, MAS CONDENADO POR ALGUNS ) POR TER ABERTO OS OLHOS DA
    HUMANIDADE…
    NENHUM CRISTÃO DE BOM SENSO E SÃO JUÍZO, DISCORDARIA QUE O CASAMENTO E A FAMÍLIA. SEGUNDO O PADRÃO DE DEUS, QUE OS INSTITUIU, É O CAMINHO CERTO.

  3. “A solução, entretanto, é simplíssima: a deflagração de uma campanha internacional visando conscientizar os católicos a assumirem o poder político do mundo! ENQUANTO É TEMPO!”

    Sr. Jado Caldeira, o teu comentário não poderia ter sido mais feliz! Se me permites, também adoto esses dizeres, desde que a conscientização chegue aos reais Católicos, jamais aos que assim se afirmam mas pensam e agem tudo ao contrário.

  4. ” Abismo gera abismos”, é sempre assim. Martinho Lutero teve apoio dos judeus e dos príncipes alemães. Mas quando deixaram de lhe dar dinheiro, Lutero escreveu o manual básico do nazismo: “Sobre os Judeus e suas Mentiras.” Sabemos o resultado disso. Outro judeu, Karl Marx, envenena a humanidade defendendo a baderna e a inveja entre as classes sociais. De lá para cá, quantas pessoas foram dizimadas em razão da disseminação de puro ódio no seio da humanidade? Talvez 200 milhões? Tá de bom tamanho? A solução, entretanto, é simplíssima: a deflagração de uma campanha internacional visando conscientizar os católicos a assumirem o poder político do mundo! ENQUANTO É TEMPO!

  5. De equívoco em equívoco a humanidadetropeça em paradoxos que nem o maior filósofo entende: proibido proibir e libertação sexual são as espressões que mais proibem ou aprisionam. As paredes foram construidas quando havia moral e religião. Estávamos a planejar o teto! Faltava pouco! E o que aconteceu? Bem narrado o texto acima. Destruiu-se tudo e dou razão a quem acha que não há retorno. Mas há uma alternativa: retomarmos a construção, aperfeiçoamos as paredes e refezemos o teto. Sem retroceder, pois sobre o que se instalou a partir dos anos 60 não há caminhos seguros para retorno. Teodoro Alves questiona sobre crianças e pais. Digo que há pessoas com bebês apenas. Aí está o teto! Foram feitas investidas sobre as crianças para a libertinagem. Façamos o mesmo para a construção de moralidade, civismo, liberdade, saúde, enfim, tudo o que foi sonhado em matéria da real FELICIDADE.

  6. Daniel Cohn = Daniel Cohen, dois nomes judeus… Os judeus, mais uma vez, na liderança das revoluções (Freud, Lenin, Stalin, Marx, líderes da Escola de Frankfurt, etc.).

  7. SINTO MUITO SENHORES, ACABOU AS CHANCES DE VOLTAR ATRAZ.. ELES COMANDAM AGORA A MIDIA, O ESTADO E A MORAL HJ É REALITIVA DE ACORDO COM A MENTALIDADE DELES.. ESSA FAMILIA DORMIU NO PONTO …

  8. Faltou completar, a solução está na família cristã: monogâmica e indisolúvel, temente a Deus que não só ensina catecismo a seus filhos, mas sobretudo, pratica como exemplo para os filhos.

  9. Quando às vezes passo pela Rua Santa Ifigênia (Cracolância) para fazer compra de um equipamento eletrônico muitas vezes me deparo com crianças que não estão sob efeito do crack ou de qualquer outra droga. O olhar sem rumo e sem esperanças estremece minha alma e cativa pela pena que causa, retomando meu caminho porque “graças” ao ECA não se pode fazer nada por eles, só o Estado, meu pensamento recai sobre a pergunta inevitável: “o que se pode fazer?”. Se há crianças deveria haver pais, onde estão? A solução deve estar na família, evidente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome