FARC perde mais um chefe, líder da Frente 21

O guerrilheiro “Didier”, líder da Frente 21 das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), responsável por extorsões no departamento de Tolima, morreu com outros rebeldes em combate com militares. O conflito ocorreu na região de “El Cañón de las Hermosas”, onde se esconde Guillermo León Sáenz, o “Alfonso Cano”, chefe máximo do grupo narcoterrorista. A guerrilha encontra-se em franco retrocesso militar, e sua esperança agora é obter cumplicidades salvadoras em nível político ou eclesiástico.

Fonte: Revista Catolicismo-Março de 2011