Vejamos os fatos:

  Buenos Aires, Argentina, 23 de maio, (CNA) .- “Dr. Leandro Rodríguez Lastra, ginecologista da Argentina, foi considerado culpado na segunda-feira por ter impedido o aborto, depois que decidiu salvar a vida de um feto cuja mãe tomou uma pílula abortiva.

    “Nos próximos dias, o tribunal anunciará a sentença, que pode variar de suspensão de prática de medicina a dois anos de prisão”.

   Dr. Rodríguez teve um procedimento médico ético, corajoso, edificante

  “Rodríguez é chefe do departamento de ginecologia do Hospital Pedro Moguillansky em Cipoletti. Em maio de 2017, ele tratou uma mulher de 19 anos que estava sofrendo de dor severa devido à ingestão de misoprostol, o primeiro de um esquema de pílula abortiva em duas partes, administrado por um grupo de aborto.

 

Uma criança de dois anos que não deveria ter nascido?

    “O médico confirmou que a mulher estava com quase 23 semanas de gravidez e que o bebê pesava mais de 3 kg, portanto, em conjunto com a equipe médica e o conselho do hospital, ele decidiu não interromper a gravidez. “Rodríguez estabilizou o paciente e quando o bebê chegou às 35 semanas de gestação, o parto foi induzido. Dias depois, o bebê foi adotado e em breve completará dois anos”.

             Apoio popular à causa anti aborto

    “Durante o curso do julgamento, milhares de pessoas e instituições pró-vida no país apoiaram o médico através da mídia social, campanhas de petições, marchas e vigílias fora do tribunal.

     “Após a leitura do veredicto, Rodríguez disse que vai recorrer da decisão e continuará lutando pela justiça a ser feita”.

                                            * * *

       Rezemos para que a Justiça argentina dê ganho de causa ao Dr. Rodríguez em sua varonil, altaneira e corajosa defesa da vida inocente, da Lei Natural e da Lei de Deus.

    Triste sintoma de uma sociedade ocidental decadente em que um médico defensor da vida, que impede um infanticídio, é condenado por uma decisão iniqua. Motivo: “o (falso) “argumento de que ele havia interrompido um aborto em andamento”.

       Nossa Senhora disse em Fátima: várias nações serão aniquiladas, por fim o meu Imaculado Coração Triunfará!

          O que pensar das punições divinas quando nações católicas adotam a prática do aborto e condenam os que querem salvar as vidas?

https://www.catholicnewsagency.com/news/argentinian-doctor-convicted-of-refusing-to-perform-abortion-44912?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%253A+catholicnewsagency%252Fdailynews+%2528CNA+Daily+News%2529&utm_term=daily+news

Deixe uma resposta