enc05_megaron_jp_Lg

Megaron Txucarramãe (foto acima) é cacique e um dos mais respeitados atuais líderes caiapós, de Mato Grosso. Falou e disse:

“Nós não vivemos mais como nos meus tempos de infância. A nova geração compreende a vantagem de ter um emprego, uma renda. Ela quer ter roupa de homem branco, celular e essas coisas de gente jovem”. (1)

E acrescentou:

Os governantes precisam aprender que nossos filhos querem ter tudo o que os filhos do homem branco têm. Falar português, ir para a universidade e ser reconhecidos como brasileiros e índios”.1

Entre índios e não índios, as diferenças vão se tornando fictícias. Muitos silvícolas têm uma vida semelhante aos não índios, com televisão, geladeira, fogão a gás e celulares, quando não motosserras. Os rapazes, se podem, vão ser universitários.

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), encomendou uma pesquisa à Datafolha, a qual se realizou entre os dias 7 de junho e 11 de julho do corrente. Foram realizadas 1.222 entrevistas, em 32 aldeias com cem habitantes ou mais, em todas as regiões do País. Segundo a pesquisa, 63% dos índios têm televisão, 37% têm aparelho de DVD e 51%, geladeira, 66% usam o próprio fogão a gás e 36% já ligam do próprio celular. Índios estão integrados ao modo de vida urbano, afirma pesquisa.

Mas, quando necessário, alguns se fantasiam de índios com vistosos cocares e arco e flecha.
Vemos que eles geralmente são tratados com artificialismo pelas autoridades. Eles são vistos como eles não são. Karl Marx tem uma explicação para isso!

Os índios brasileiros estão integrados ao modo de vida urbano. Televisão, DVD, geladeira, fogão a gás e celulares são bens de consumo que já foram incorporados à rotina de muitas aldeias. A formação universitária é um sonho da maioria deles.

Mas o artificialismo da questão indígena como é visto pelo CIMI e pela FUNAI não para aí. Antigamente muitos homens comuns faziam–se passar por nobres para obter o prestígio e as benesses desse status, hoje é o contrário: alguns brancos se fazem passar por índios para usufruírem dos benefícios de estarem ligados ao CIMI ou à FUNAI e assim ganharem terras. É forte. Será verdade? Veja a notícia abaixo: “Centenas de moradores são coagidos a fazer cadastro na Funai (Fundação Nacional de Índios) como se fossem índios para engrossar invasões de terra no sul da Bahia. A região vive um conflito permanente por causa da expulsão de agricultores dessas propriedades”.2

Irra! Que é demais! Mas esta é que é a verdade verdadeira. Alguns leitores se recordarão de que o cacique e deputado Juruna (1942ou 1943-2003) denunciou a presença de brancos fazendo-se de índios na Bahia.

Para que fins? é a pergunta. Não é por mero diletantismo. Mas para obter terras da reservas indígenas, estando no fundo de quadro, deles ou de seus orientadores, engrossar as hostes da esquerda no Brasil.

__________
1 – Matheus Leitão (Folha de S. Paulo, 10 de novembro de 2012).

2 – http://noticias.band.uol.com.br/cidades/noticia/100000666624/ba-moradores-sao-coagidos-a-fazer-cadastro-como-indios-.html

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

 

3 COMENTÁRIOS

  1. Se a Presidente Dilma Rousseff, não DENUNCIAR, RETIFICAR, dizer NÃO, a Convenção OIT n⁰ 169 junto a ONU até o dia 24 de julho de 2014, será o maior crime já visto na história do Brasil [25]. Decretado pelo Presidente Fernando Henrique Cardoso, Aprovado pelo Congresso Nacional, e Promulgado pelo Presidente Lula da Silva, milhões de brasileiros poderão ser despejados do Brasil. a convenção 169, da OIT, é amparada por um Decreto de 19 Abr (Dia do Índio) de 2004. Então, a briga deve ser no Congresso, para a revogação desse Decreto, pois a Dilma não pode denunciar a Convenção, com o Decreto em vigor. OU, ainda se alguma Entidade impetrar uma ADIN no STF para derrogar o Decreto e, em consequência, a Convenção, por inconstitucionais. http://mudancaedivergencia.blogspot.com.br/2014/05/o-brasil-corre-o-risco-de-perder-metade.html

     
  2. Repito: aqui no Amazonas, além do caso do conflito de Humaitá, também em Manaus, houve invasão de terras por indígenas e pessoas que fingiam ser um, até envolvimento de traficantes que entravam e saiam nessa invasão com caminhonetes de luxo e “galerosos” (jovens criminosos), inclusive apareceu um branco com cabelo oxigenado, bermuda de marca pintado de índio armado com arco e flecha.

    E a arquidiocese de Manaus que está envolvido com parlamentares petistas que afirmam ser católicos?

    Por que todos os envolvidos não estão excomungados?*

    Já que o estatuto do PT obriga que seu político deve seguir, sob caso de punição, as resoluções aprovadas em congressos, cuja agenda é implantar todas essas aberrações comunistas, um sistema do anticristo denunciadas pelo IPCO.

    Ver as punições dos artigos 227 e 228 nas página 52 e 53 do estatuto do PT:

    http://www.pt.org.br/wp-content/uploads/2014/04/ESTATUTO_PT_2012_-_VERSAO_FINAL_registrada.pdf

    Resolução do 3º(Congresso) Nacional do PT, O Socialismo Petista página 8 [no PDF página 6]; Reforma agrária p. 73, Reforma urbana p. 77 [no PDF página 40]; Por um Brasil de mulheres e homens livres e iguais (aprovação do aborto) p. 82 [no PDF página 43]:

    http://www.pt.org.br/wp-content/uploads/2014/03/Resolucoesdo3oCongressoPT.pdf

    *ESCLARECIMENTOS DO DECRETO CONTRA O COMUNISMO DA IGREJA CATÓLICA:

    http://paradefesadaigreja.wordpress.com/2011/09/12/esclarecimentos-do-decreto-contra-o-comunismo-da-igreja-catolica/

     
  3. A única atitude que não é tomada, enquanto a única que deveria ser tomada, seria a obediência, pelas autoridades competentes, ao ensinamento de N. Sr. Jesus Cristo nos Evangelhos: “ide e evangelizai a todos os povos”… os índios, pagãos empedernidos e massa de manobra desta sociedade consumista, por princípio, já nem deveriam existir…

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome