Ação contra-revolucionária em Minas

0

Mazelas da esquerda religiosa e política

  • Vinicius D. Souza

Belo Horizonte — No programa “Atividade Contra-Revolucionária”, o núcleo do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira da capital mineira promoveu domingo, 21 de agosto, sua reunião mensal de formação para seus amigos e simpatizantes.

Paulo Henrique Chaves anunciou aos presentes a campanha de difusão da Oração contra o comunismo, na qual o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira faz uma justa aplicação da Mensagem de Fátima condenando a negação que a seita vermelha faz dos Dez Mandamentos da Lei de Deus.

Ressaltou a oportunidade dessa campanha tendo em vista que o comunismo esconde seu caráter de seita ateia, materialista e anticristã.

A oração inicia: “O Decálogo nos manda amar a Deus sobre todas as coisas, não tomar seu santo nome em vão e guardar os domingos e festas de preceito.

Campanha Reze Contra o Comunismo: participe!

https://rezecontraocomunismo.org.br/?utm_source=site_ipco&utm_medium=post-text&utm_campaign=RCC

“E o comunismo ateu tudo faz para extinguir a Fé, levar os homens à blasfêmia e criar obstáculos à normal e pacífica celebração do culto.

Recomendamos vivamente a todos se empenharem na defesa do Brasil autêntico e cristão contra as manobras da esquerda.

Invasão da Ucrânia, Nicarágua

Na segunda parte da reunião, Helio Dias Viana fez uma atualização dos acontecimentos mais relevantes, tanto do Brasil quanto do exterior.

Discorreu sobre a calamitosa situação da Nicarágua, recordando que em 1980, mesmo ano da fundação do PT, os principais líderes sandinistas vieram ao Brasil aprender como se faz revolução impulsionada pelo clero progressista. Foram então calorosamente recebidos na PUC de São Paulo. Os resultados aí estão…

Animadas conversas durante o lanche

Reação vivaz contra a esquerda no Brasil

Por exemplo, mostrou como a invasão da Ucrânia pelas tropas de Putin encontrou da parte dos ucranianos uma resistência heroica, auxiliada sem dúvida pela Divina Providência, a qual vai acentuando cada vez mais o desgaste do líder russo rumo à sua derrota.

Sobre o Brasil, expôs a natureza da reação vivaz da população contra as esquerdas, das inúmeras campanhas midiáticas, manobras políticas e outras forças para tentar desgastar, desarticular e impedir a gestão do presidente Bolsonaro. Mais uma vez, patenteia-se a aliança de Nossa Senhora Aparecida com a nossa Pátria.

Com muitos apartes e perguntas, os participantes levantaram questões, como o descrédito da mídia e a necessidade de atuar em defesa do Brasil profundo e cristão na presente quadra histórica, em contraposição às  insídias da esquerda.

O conferencista acentuou que essa luta se dá também, com intensidade cada vez maior, no plano espiritual. Citou vários exemplos na América Latina de recurso às bruxas e aos cultos satânicos como arma para  conquistar o poder e nele se perpetuar.

Papa Francisco no Canadá e as fossas comuns inexistentes

Tratou ainda da viagem do Papa Francisco ao Canadá, da montagem midiática em torno das tais “fossas comuns” que conteriam restos mortais de crianças indígenas que frequentavam escolas católicas. Mostrou como nada disso ficou provado, que tudo não passou de balelas midiáticas apoiadas pelo primeiro-ministro Justin Trudeau, um impenitente agente das esquerdas, do brutal lockdown e da repressão aos caminhoneiros desejosos de trabalhar.

Lamentou ainda o fato de o Papa Francisco não ter feito uma só referência aos crudelíssimos martírios de sacerdotes jesuítas no Canadá, perpetrados por índios atiçados pelos seus pajés, e deter participado de uma cerimônia pagã dirigida por um pajé atual, quando a Sagrada Escritura afirma que “Todos os deuses dos pagãos são demônios” – Sl. 95, 5

  • Fonte: Agência Boa Imprensa – ABIM

Deixe uma resposta