Sete de Setembro, a CNBB e a Oração contra o Comunismo (II)

1

Amanhã, comemoramos o tão esperado bicentenário de nossa Independência. Não há Nação, sobre a face da Terra, que despreze sua emancipação, sua maioridade, sua afirmação nacional. Pelo contrário, é motivo de justo orgulho.

Participe dos Terços Públicos, recite a Oração contra o Comunismo!

Conheça as condenações de Papas ao socialismo e ao comunismo.

Por que as esquerdas ignoram?

As esquerdas desprezam o patriotismo? Em Cuba, na China, na Rússia são comemoradas as respectivas revoluções comunistas, a derrubada de uma ordem de coisas em benefício da revolução proletária.

Entretanto, o Brasil pelo fato de ser uma Nação livre, desvinculada de pactos esquerdistas — exceto nos governos petistas — nunca se filiou ao Komintern, à Internacional Socialista, nem se alinhou na ONU ao bloco comunista. Lutamos contra o nazifascismo, como lutamos contra o comunismo.

Mas, nos Calendários da Providência, o bicentenário de nossa Independência coincide com a derrubada das esquerdas, nas Urnas e nas Ruas. Que pode a esquerda fazer? Finis sinistrae, o ocaso da esquerda.

CNBB e o divórcio com a Nação

A CNBB tem um histórico de favorecimento das esquerdas. D. Helder e outros foram protaganistas da Reforma Agrária socialista desde os malfadados tempos de João Goulart.

A Mensagem da CNBB (2022), por ocasião da reunião geral da entidade, não foge à regra e escancara, mais uma vez, o divórcio da CNBB com os anseios reais do povo brasileiro. Onde uma palavra exaltando a missão providencial do Brasil, seu desempenho em alimentar a quinta parte da população mundial? Onde a alegria, os agradecimentos pelo fato do Brasil defender a família, valores morais na ONU?

Pelo contrário, diz a Mensagem: “Constatamos os alarmantes descuidos com a Terra, a violência latente, explícita e crescente, potencializada pela flexibilização da posse e porte de armas que ameaçam o convívio humano harmonioso e pacífico na sociedade. Entre outros aspectos destes tempos estão o desemprego e a falta de acesso à educação de qualidade para todos. A fome é certamente o mais cruel e criminoso deles, (…) Segundo relatório da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO, 2022), a quantidade de brasileiras e brasileiros que enfrentam algum tipo de insegurança alimentar ultrapassou a marca de 60 milhões.”

Endossando a narrativa “fake news”

É motivo de preocupação a manipulação religiosa e a disseminação de fake News que têm o poder de desestruturar a harmonia entre pessoas, povos e culturas, colocando em risco a democracia. A manipulação religiosa, protagonizada por políticos e religiosos, desvirtua os valores do Evangelho e tira o foco dos reais problemas que necessitam ser debatidos e enfrentados em nosso Brasil. É fundamental um compromisso autêntico com o Evangelho e com a verdade.” (1)

A Mensagem não condena o socialismo, fonte de miséria

Lamentamos, como católicos, que a Mensagem da CNBB não promova uma campanha nacional de terços, orações e Te Deum pela nossa Pátria. Falta espírito católico na Mensagem, que enfatiza tanto o material quando Nosso Senhor afirmou que seu Reino não é deste Mundo. Falta, também, um elogio ao Brasil, que lidera as Nações livres desse Continente, na defesa da família, na defesa da Vida, na defesa da livre iniciativa, da propriedade privada.

Falta na Mensagem a condenação do socialismo e do comunismo reiteradamente afirmada pelos Romanos Pontífices. Aí estão, nossas vizinhas Nações, gemendo na miséria provocada por governos de esquerda: Cuba, Venezuela, Argentina …

Esse seria o timbre de som que o Brasil profundo, real, católico e patriótico quer ouvir da CNBB!

Sete de Setembro, Oração contra o Comunismo

O IPCO lança a Campanha da Oração contra o Comunismo. A fonte da miséria é o esquerdismo petista, é o comunismo. Desde o Papa Pio IX os Sumos Pontífices têm condenado a hidra vermelha, ateia, igualitária, revolucionária, inimiga do povo.

Dê sua adesão aos Terços Públicos contra o comunismo. Promova, nesse Sete de Setembro, a recitação da Oração contra o Comunismo, uma demonstração da oposição existente entre os Mandamentos e a Seita vermelha que nega a família, a propriedade, a Religião.

Junte-se a nós nessa iniciativa de católicos pelo bem do Brasil.

Veja os locais de Terços Públicos promovidos pelo Instituto Plinio Corrêa de Oliveira.

***

Nossa Senhora Aparecida acolha com benevolência essa iniciativa dos Terços Públicos nesse bicentenário da Independência! Recite a Oração contra o Comunismo!

Brasil ainda será um grande País! Longe das esquerdas e do falso Centrão.

Condenações de Papas ao socialismo e ao comunismo:

https://ipco.org.br/os-papas-condenaram-o-socialismo-e-o-comunismo-i/

https://ipco.org.br/papa-leao-xiii-condenou-o-socialismo-e-o-comunismo-ii/

https://ipco.org.br/papa-pio-xi-condenou-o-comunismo-intrinsecamente-perverso-iii/

https://ipco.org.br/o-que-os-papas-disseram-sobre-o-socialismo-iii-lula-no-vaticano/

(1) https://www.cnbb.org.br/wp-content/uploads/2022/09/Mensagem-da-CNBB-ao-povo-brasileiro-pelo-momento-atual-2-de-set-2022.pdf


1 COMENTÁRIO

  1. […] A recente Mensagem da CNBB, que contrista um coração católico, foi comentada em nosso Site: “Constatamos os alarmantes descuidos com a Terra, a violência latente, explícita e crescente, potencializada pela flexibilização da posse e porte de armas que ameaçam o convívio humano harmonioso e pacífico na sociedade.” https://ipco.org.br/sete-de-setembro-a-cnbb-e-a-oracao-contra-o-comunismo-ii/ […]

Deixe uma resposta