A recente encíclica do Papa Francisco, Fratelli tutti, traz necessariamente, à mente do católico, as palavras do Evangelho: “um só rebanho, um só Pastor”. Fora desse desígnio divino não há união, não há irmandade, não há fraternidade, não há paz.

“Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; mas não a dou como o mundo.” (Jo 14-27). Nada mais claro e divino: a paz, o amor ao próximo só existem com base no amor de Deus, e só assim obteremos a Paz.

“Que todos sejam um à sombra da Igreja, sob os olhares de Maria, aos pés do Santíssimo Sacramento!”, comentava o Prof. Plinio, no Legionário, o lema do Arcebispo D. José Gaspar: ut omnes unum sint. Sim, à sombra da Igreja, sob os olhares de Maria, aos pés do Santíssimo Sacramento.

Peçamos a conversão do mundo para que se realizem as promessas de Fátima: “Por fim o meu Imaculado Coração triunfará!”.


Trump frustra a torcida das esquerdas

“A mídia estatal Xinhua relatou duas horas e meia depois que Trump recebeu alta do Walter Reed Medical Center na noite de 5 de outubro: “A equipe médica de Trump disse que ele não se recuperou totalmente. … Ele receberá 24 horas de atendimento médico na Casa Branca. … Ele trabalhará online ou adiará todas as campanhas eleitorais ”.

A realidade é bem outra, apesar da torcida de morte: o presidente americano está em boa forma, pretende continuar a campanha eleitoral e continuar mostrando que chegou a hora de denunciarmos a ditadura chinesa.


Nova derrota da Huawei 5G na Europa

Em vão, o governador João Doria e os interventores estaduais petistas, advogam as garras do PCCh (Huawei 5G) para o Brasil. Infelizmente, houve tempo em que o general Mourão também seguiu essa cartilha.

No coração da UE, a Bélgica, a Huawei 5G sofre uma grande derrota.

Reuters, STOCKHOLM / PARIS — “Orange e Proximus escolheram a Nokia para ajudar a construir redes 5G na Bélgica” sendo derrotada “a Huawei em meio à pressão dos EUA para excluir a empresa chinesa de fornecer equipamentos de telecomunicações essenciais.”

Bruxelas, coração da UE, dá um passo decisivo anti PCCh

“As medidas estão entre as primeiras de operadoras comerciais na Europa a retirar a Huawei das redes de próxima geração e vêm depois de meses de pressão diplomática de Washington, que alega que o equipamento da Huawei poderia ser usado por Pequim para espionagem.”

“Bruxelas, a capital belga, é o lar do órgão executivo e do parlamento da União Europeia, o que o torna uma questão de particular preocupação para as agências de inteligência dos EUA.” (1)

O Brasil será grande e realização sua vocação histórica unindo-se às Nações Livres e liderando a favor dos Valores Morais.


Cardeal Zen fala do acordo Vaticano-China

“O acordo China-Vaticano deu a Pequim uma palavra a dizer na ordenação dos bispos e permitiu a aplicação da “sinicização” em assuntos da Igreja, disse Zen.

“A campanha de “sinicização”, anunciada pelo presidente Xi Jinping em 2015, impõe a identidade chinesa e comunista à prática religiosa.

“Segundo a política, os oficiais do PCCh estão forçando as igrejas a substituir as imagens dos Dez Mandamentos, pinturas bíblicas e cruzes por retratos de Xi ou ditos dele ou do Presidente Mao. O PCCh também está reescrevendo a Bíblia para alinhá-la com a ideologia comunista.

[O Cardeal] “Parolin disse a uma publicação estatal chinesa em 2019 que a “sinicização” pode ser “complementar” à prática missionária católica de “inculturação”, que segundo ele envolve a proclamação do Evangelho “de acordo com a experiência particular de cada povo e cultura”, CNA relatado na época.

“Zen denunciou essa ideia em sua crítica de 7 de outubro. A “sinicização” da religião pelo PCCh “não é o que queremos dizer com inculturação, é a religião do Partido Comunista“, onde “a primeira divindade é o país, o partido, o líder do partido”, disse ele.” (2)

 

Deixe uma resposta