Será legítima e legal a invasão de propriedades consideradas improdutivas pelo MST? Os direitos à vida e à propriedade não são a base dos direitos humanos?

Para informar nossos leitores, faço uma sucinta análise de dois tópicos concernentes à Reforma Agrária e o MST da entrevista da presidente eleita para a jornalista Flávia Tavares de O Estado de São Paulo. Ambas causam perplexidade.

D. Rousseff: “O presidente Lula pediu para a Embrapa fazer uma avaliação sobre o índice de produtividade e definir o que considera tecnicamente correto. Vou avaliar esses dados.”

Comento: Essa é a reivindicação do MST. O INCRA manipula os índices para poder desapropriar qualquer propriedade. A imposição de índices de produtividade e outros do gênero ao proprietário rural, inclusive sob pena de expropriação, é uma exigência legal arbitrária, sem fundamento na realidade econômica e agrícola do País.

Não existe absolutamente nenhuma justificação econômico-social para que o Estado imponha ao proprietário rural índices de produtividade. No Brasil, o mercado de produtos agropecuários é altamente competitivo e abastece a população em abundância.

D. Rousseff : “No que se refere ao MST, sempre me neguei a tratá-lo como caso de polícia. Não darei margem para um Eldorado de Carajás. Isso também é uma questão de direitos humanos. Mas não compactuo com ilegalidades, com invasão de prédios públicos ou de propriedades produtivas.”

Comento: Duas perguntas que não podem calar: Será legítima e legal a invasão de propriedades consideradas improdutivas pelo MST? Os direitos à vida e à propriedade não são a base dos direitos humanos?

Fonte: GPS do Agronegócio

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

 

12 COMENTÁRIOS

  1. COMUNISMO: Alien, o 9º passageiro

    Se você assistiu a série de ficção científica “Alien, o 8º Passageiro”, vai entender imediatamente esse alerta. Na trilogia, um tripulante humano de uma nave é contaminado por um parasita, que se desenvolve em seu ventre, rasga-o para sair, cresce muito rápido, é carnívoro, voraz, selvagem e muito inteligente, além de reproduzir-se em profusão.
    Os filmes são assustadores e proféticos, pois se alguma nave alienígena aparecer em sua frente, a probabilidade de Aliens estarem procurando entre proteína ou amizade é de 100 para 1.
    No tempo da criação do monstro filosófico-político chamado comunismo (Séc. IXX) as pessoas eram muito pobres ou muito ricas, e a maioria esmagadora era pobre. Nascido pobre, a chance de enriquecer era quase nenhuma. Era dificílimo mudar para uma classe social melhor. Isso, há mais ou menos cento e cinqüenta anos.
    Hoje, as coisas são totalmente diferentes; pode-se enriquecer em poucos anos, com trabalho honesto, árduo, com inteligência, tino, oportunidade e pouco investimento inicial . Basta assistir o programa dominical “Pequenas Empresas, Grandes Negócios.” Milhares de pessoas, com boas ideias, determinação, vontade e fé, começaram como vendedores de salgadinhos ou doces, catando papelão, e hoje são proprietários de pequenas, médias e até grandes empresas, gerando milhares de empregos e trazendo renda para milhares de famílias. Olhe só o Globo Rural, da Rede Globo, um dos exemplos e o pioneiro: há trinta anos ensina ao Brasil o agronegócio, a plantar, criar, empreender, enfim, subir na vida honestamente. Você conhece algum programa assim que seja do governo?
    Voltando ao parágrafo anterior, há cem anos atrás os comunistas não tinham nada, e para provar sua teoria de alcançar a felicidade na terra, dividindo tudo, tinha que tomar as propriedades dos outros. Tomaram, mataram, dominaram a metade do mundo mais de setenta anos e olhe o que deu: caiu o Muro de Berlim em 1989 e aquele castelo de cartas, aquele embuste que só serviu para escravizar os povos dominados, sob a desculpa de “acabar com as classes sociais, com a burguesia”, criou e manteve, na realidade, por mais de setenta anos, somente duas classes: a do povo, das” massas”, como eles gostam de dizer, que virou escrava, e a dos senhores, eles, os dirigentes, os sindicalistas, os agitadores estudantis, os intelectuais que não trabalhavam, sendo alguns até filhos de gente rica. Eles, os dirigentes, viraram os senhores, os chefes, as cabeças pensantes autoencarregadas de conduzir “as massas” ao reino da felicidade ainda na terra, ao reino da fartura, da justiça e da igualdade.
    Novamente hoje, as coisas são totalmente diferentes: o comunismo internacional movimenta milhões, o MST movimenta milhões, e se quisessem, comprariam uma ou mais áreas de milhares de alqueires e poderiam provar sua teoria – criar superpropriedades, poderosas, prósperas, abundantes, e produzir milhares de toneladas de alimentos, gado, etc…
    Então, por que não fazem isso? Perguntaria você. Porque não funcionará. Sistema coletivo nenhum funciona direito. Não há estímulo, trabalhando-se bem ou mal, muito ou pouco, todos ganham a mesma coisa, e isso desanima qualquer um, traz revolta, traz inveja, todos dependem de ordens de um chefe, ninguém decide nada por si, a pessoa vira um robô, um autômato, perde a iniciativa, o entusiasmo, a criatividade, vira um zumbi ambulante. Então eles continuam vociferando contra a propriedade privada, contra o lucro, contra a livre iniciativa, prometendo que um dia, quando tomarem o poder, a coisa vai ser diferente. Eles vivem disso, de promessas futuras. Você já viu na televisão algum filme sobre os assentamentos do MST mostrando fartura, produção abundante, todos alegres? Não há. Os assentamentos são favelas rurais, todos comandados de fato por um chefão, esse sim, explorador, mandão e cheio de privilégios. Quando muito, talvez em alguns, plantam para comer, mas complementados com cestas básicas e bolsas- família do governo.
    E você já notou que comunista algum denuncia prefeito, vereador, deputado ou senador envolvido em escândalo? Eles nunca denunciam detentores de cargos públicos, porque a vida deles depende desses cargos. Você já ouviu algum comunista falar que tem municípios demais no Brasil? Quase cinco mil e setecentos? Jamais vão falar isso, porque eles amam a coisa pública, vivem disso. Você nunca vai ver um comunista bom médico, bom engenheiro, bom dentista,bom lojista, bom patrão ou bom empregado. De modo algum. Mal entrou ele em alguma fábrica, dá um jeito de ir para o sindicato e nunca mais sai de lá, nunca mais voltará para o torno, irá ou voltará alguma atividade produtiva. Por isso ele entra em pânico quando falam que tem que privatizar a Petrobras e todas as empresas públicas. Como ele chegará a diretor, chefe, talvez presidente de uma empresa? Só se ela for pública, pois na iniciativa privada ele jamais chegaria ao topo sem estudo, competência e trabalho duro, constante, rotineiro e longo, muito longo, de anos de duração.
    Quer ver uma diferença gritante entre a coisa pública e a privada? Muito simples, preste atenção: antes da telefonia ser privatizada pelo governo do Fernando Henrique, quanto custava um telefone? 2, 3, 4, e até 12 mil reais. Lembra-se? E quanto tempo você ficava na fila esperando um? 1, 2 3 e até 5 anos. Não acredita? Pergunte ao seu pai ou seu avô. A conta até que não era cara, só não se tinha telefone.
    E hoje? Há mais de 100 milhões de telefones celulares no Brasil. A conta não é barata, mas telefone não foi feito para se ficar pendurado nele, e sim falar o essencial. Até mendigo pode ter um celular. E o fixo? Custa R$ 70,00 e instalam em 2 dias.
    Mas se depender dos comunistas, eles reestatizarão todas as empresas telefônicas estaduais que foram privatizadas e tomarão as operadoras privadas. Você acha isso certo? Você não precisa ler Marx, Gramsci e outros filósofos do absurdo para entender que o comunismo é uma droga. Isso mesmo, uma droga como a maconha, a cocaína e a heroína, e vicia. É o ópio dos intelectuais, assim como eles disseram que a religião seria o ópio do povo.

     
  2. Uma rã estava à margem de um rio, quando avistou um escorpião. Por instinto, entrou um pouco na água. Aproximando-se, o escorpião disse: – ” Dona rã, bom dia. Tem um congresso internacional de escorpiões do outro lado, e estou em cima da hora. Não poderia dar-me uma carona, levando-me nas suas costas?” A rã, surpresa, respondeu de plano: -” E você acha que sou boba?!! No meio do rio, você me ferroa e eu morro! Conheço sua fama!!” Ao que o esperto escorpião replicou: “- E você acha que eu seria tão estúpido?! Olhe que absurdo, que falta de lógica: se eu a picar, morreremos ambos, pois eu não sei nadar!!”
    A rã, ante esta resposta, caiu em si e disse: “- É, realmente seria um absurdo, sem lógica alguma, você não seria louco. Mas assim que chegarmos, você salta para a terra, eu fico uns centímetros na água, certo?” “-Claro! Sem problemas!” respondeu o escorpião, saltando em suas costas. E lá foram. No meio do rio, a rã sentiu na nuca a ferroada mortal. Apavorada, gritou: “-Você é louco! Disse que seria um absurdo, que não tinha lógica picar-me! Agora vamos ambos morrer! Gemeu a rã. Ao que o escorpião retrucou: “- Desculpe-me, não pude evitar: é a minha natureza!”

    Assim é a natureza do socialismo, anarquismo autogestionário ou comunismo: não há versão “light”; há versão disfarçada, contida, velada, falsa, enquanto não assume o poder total; tão logo chegue aonde planejou, isto é, ao poder total, ele irá picar toda a sociedade com seu veneno mortal, controlando-a nos detalhes do quotidiano, estabelecendo regras infinitas, proibindo, tolhendo, cerceando, até aniquilar toda e qualquer individualidade, toda e qualquer iniciativa privada, toda e qualquer propriedade, todo e qualquer pensamento ou opinião contrária ou até levemente discordante, até chegar aonde sua natureza o conduz: ao controle férreo das pessoas, transformadas em “massas,” e a criação das duas únicas classes que o comunismo comporta: a da sociedade escrava e a dos senhores dirigentes, chefes de grupo, líderes intelectuais, dirigentes, fiscais, espiões, delatores e demais escorpiões, infiltrados em todos os segmentos da sociedade, transformada em uma triste e inerte massa de rãs mortas.

     
  3. O MASSACRE QUE NÃO HOUVE EM CARAJÁS
    Veja o vídeo no You Tube. Depois, acompanhe nossa posição. Que ver nossa opinião primeiro? Certo. Mas não deixe de ver o vídeo. Os sem-terra obstruíram uma via pública; a polícia foi chamada. Chegou, recebeu ordens de descer das viaturas e entrar em forma; após isso, o comandante iria conversar com os chefes deles e ler-lhes a ordem de desobstrução da estrada; mas não deu tempo: O QUE SE VÊ NO VÍDEO É UM FULMINANTE ATAQUE DE ARMAS BRANCAS, iniciado pelo MST, VOANDO NA DIREÇÃO DA POLÍCIA QUE, APAVORADA, PEGA DE SURPRESA, CORRIA PARA TRÁS, EM COMPLETA DESORGANIZAÇÃO; A CHUVA DE MACHADOS, ENXADAS E FOICES NÃO PAROU; A POLÍCIA ATIROU; A CHUVA DE LÂMINAS NÃO PAROU; OS TIROS COMEÇARAM A DERRUBAR OS PRIMEIROS SEM-TERRA; A CHUVA DE ARMAS BRANCAS CONTINUOU, ATÉ MAIS DE TRINTA CAÍREM E IMPEDIREM O AVANÇO DOS DEMAIS; MORRERAM DEZENOVE SEM-TERRA; MAS NÃO HOUVE O MASSACRE DOS QUARENTA POLICIAIS. SE VOCÊ FOSSE UM DOS POLICIAIS, O QUE FARIA? FICARIA ESPERANDO SER RETALHADO A MACHADINHA OU FOICE? QUEM INSTIGOU AQUELES SEM-TERRA? POR QUE O CORONEL FOI RESPONSABILIZADO POR TER SUA TROPA SE DEFENDIDO DA MORTE CERTA? O QUE A POLÍCIA FEZ PARA SER ATACADA DE SURPRESA COM TAMANHA FÚRIA? NÃO PRECISA RESPONDER: SIMPLESMENTE VEJA O VÍDEO E DEDUZA POR VOCÊ MESMO, SE VOCÊ NÃO FOR CEGO, CLARO. SE FOR, PEÇA A ALGUÉM DE SUA CONFIANÇA PARA VER E NARRAR-LHE. MAS PEÇA PELO MENOS A TRÊS PESSOAS:PROVAVELMENTE UMA LHE DIRÁ A VERDADE.
    Postado por ULTRADIREITA EM MARCHA

     
  4. AS FUTURAS FORÇAS ARMADAS REVOLUCIONÁRIAS DO BRASIL
    O MST é o embrião das futuras forças armadas revolucionárias do Brasil (FARB); ensina idolatria a chefes comunistas, táticas de guerrilha, mobilização, ocupação de pontos-chave, possui logística de abrangência nacional e agressividade suficiente para capitalizar milhares de mártires em suas colunas, graças a anos de doutrinação comunista, incluindo os filhos dos seus membros; movimenta milhões em verbas de origem pública e privada (ongs) e, no confronto com forças regulares, exigirá, para sua aniquilação, operações capazes de reduzir a Contrarrevolução de 1964 a simples exercício de escoteiros. Essa hipótese, muito provável, se aproxima célere. Aprendida a lição em 64, estão preservando, mal contidos, o ataque frontal à hierarquia militar, por enquanto. Qualquer pessoa de mediana capacidade de observação, analisando o desenrolar dos acontecimentos, de vinte anos até hoje, e das etapas já vencidas pela esquerda gramscista, percebe isso. Reunamo-nos e preparemo-nos. Ainda há tempo.
    Postado por ULTRADIREITA EM MARCHA às 17:16

     
  5. “Aconteceu num dos discursos de Churchill. Uma deputada oposicionista, do tipo Heloísa Helena, pediu um aparte. Todos sabiam que Churchill não gostava que interrompessem os seus discursos. Mas foi dada a palavra à deputada e ela disse em alto e bom som:

    – Sr. Ministro, se V. Exa. fosse o meu marido, eu colocava veneno em seu chá!

    Churchill, com muita calma, tirou os óculos e, naquele silêncio em que todos estavam aguardando a resposta, exclamou:

    – Minha senhora, se eu fosse o seu marido… eu tomaria esse chá!”

    BATE BOCA NA CÂMARA DOS COMUNS
    ___________________________________________________

    Prezadas d. Sofia e d. Anita Maria Ramos,

    Eu poderia perder o meu latim (que é escasso) argumentando com as senhoritas, mas não o farei porque, ao fim e ao cabo, seria absolutamente inútil.

    Com todo o respeito, sugiro-lhes lavar uma boa trouxa de roupa e pilotar um belo fogão 12 bocas, que é o mehor que fazem, e deixem a discussão desses problemas para as mulheres realmente inteligentes e patriotas.

    Com os melhores votos,

    José Lorêdo de Souza Filho

     
  6. Todos devem ter direito a terra para poder produzir , se sustentar e viver com dignidade…contanto que seja de forma justa para todos. É uma aberração ter tantas
    terras com uns poucos, enquanto muitos gostariam de ter apenas um pedacinho para
    seu sustento…eu sou uma destas que gostaria de ter uns poucos alqueires para colo-
    car em prática a agricultura e criação de animais de maneira agroecológica. Vamos ser
    brasileiros justos e solidários para com todos, pois desta maneira, veremos muito me-
    nos violência no Brasil…O povo brasileiro em sua grande maioria, se tiver oportunidade
    é um povo muito trabalhador.

     
  7. O direito a vida digna é indiscutível.
    Já o chamado “direito a propriedade privada” foi forjado por exploradores (colonizadores), muita violência tem sido sido usada nesse processo secular.
    Já o direito a terra, a viver dignamente. Não creio que Deus reconheça a propriedade privada de algo que Ele criou com amor para todos os seres. Por isso justiça social e soberania popular são temas dos movimentos sociais.

     
  8. Em sintese pragmatica dos fatos acima.

    A hipocrisia e discurso dúbio mostram para que realmente veio esta cidadã graduada economista, nada mais a comentar…o resto é mera triste ilusão politica social.

    Certamente continuaremos a pagar alta carga tributaria para financiar tal situação dúbia de ditos direitos humanso e sociais do MST que so favoreçem aos apaniguados do poder e assim segue a Humanidade ….

    Ate que sufocados por tributação sufocante sem reforma fiscal e tributaria urgente a sociedade ira ter que finalmente se manifestar com duras e sérias consequencias assim nos ensina a Historia passada e contemporanea.

    A toda ação social deleteria corresponde uma reação de igual sentido e intensidade!!!

    Parafreasendo o brilhante Newton em um de seus postulados da Fisica clássica.

     
  9. Às armas homens bons: eleições fraudadas pelos comunistas!
    Isto é a mãe de todas as infâmias! Um ultraje, o mais vergonhoso roubo que a nação já viu, uma fraude indescritível contra a vontade nacional, quando todas as pesquisas sérias como a Dafolha indicava a clara vitória de Serra disparado no segundo turno, querem que aceitemos um resultado fraudado e mentiroso que indica a vitória da terrorista búlgara? Só temos uma resposta a essa infâmia, mas de vários calibres!
    Formem vossos batalhões para lutar em defesa da Pátria amada ultrajada, este é o momento de nos levantarmos em armas contra o bolchevismo petista pois não podemos mais aguentar esta grande humilhação. Temos que agir, não posso vos prometer nada mais que a luta encarniçada até a vitória final. Lutaremos nos condomínios, lutaremos nos campos de golfe, lutaremos nos resorts, lutaremos em Higienópolis até que o último petista tenha sido aniquilado e a nação resgata das trevas petélicas que os marxistas a mergulharam sem dó.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome