Ironia, cumplicidade, contradição: China passa a integrar o Conselho da OMS

0


GENEBRA, Suíça (LifeSiteNews) – A China foi eleita para o Conselho Executivo da Organização Mundial da Saúde.

Em uma votação unânime em 27 de maio, a China foi eleita para o Conselho Executivo da WHA, o órgão de governo da OMS, juntamente com outros 11 países. A votação ocorreu durante a 75ª reunião da Assembleia Mundial da Saúde (AMS), que ocorre atualmente em Genebra. Não houve protesto de nenhum dos 194 estados membros da OMS.

Dr. Tedros, o grande protegido de Xi Jinping … e vice-versa

A China impediu as investigações

Decorridos dois anos o mundo não tem o direito de saber sobre a origem dessa pandemia? Quem é o todopoderoso que impede até o progresso da ciência nos estudos sobre o vírus de Wuhan?

“As autoridades chinesas inicialmente resistiram a essas chamadas, mas acabaram concordando em permitir a entrada de uma missão liderada pela OMS.

“Em janeiro de 2021, a OMS enviou uma equipe de pesquisadores à China, mas suas descobertas, publicadas em um relatório de março de 2021, foram inconclusivas. Quatorze países, incluindo os EUA, assinaram uma declaração conjunta chamando o relatório de “significativamente atrasado e sem acesso a dados e amostras originais completos”. Funcionários da OMS e pesquisadores disseram mais tarde que a China ocultou dados dos investigadores.” https://ipco.org.br/china-obstrui-pesquisas-sobre-origem-do-virus/

O Criminoso passa a ser juiz

A China agora atuará no Conselho Executivo por um mandato de três anos, portanto, até 2025.

A nomeação levantou preocupações entre os observadores internacionais à luz do papel ainda não reconhecido que a China desempenhou na origem e disseminação do COVID-19.

A Dra. Li-Meng Yan, médica e virologista que fugiu para os EUA em abril de 2020 da China, disse que acredita, com base em sua própria pesquisa, que o COVID-19 “não veio da natureza. Foi criado em um laboratório.”

Suas alegações foram apoiadas por um artigo conjunto destacando a “modificação laboratorial sofisticada em vez da evolução natural” do vírus.

“À medida que as restrições da COVID-19, com base nos rígidos bloqueios da China, se espalharam por todo o mundo, os relatórios destacaram como a OMS se tornou subserviente a Pequim, particularmente em sua resposta à COVID-19, originado em Wuhan.

Com as consequências da COVID-19 e as várias respostas a ele – principalmente modeladas nas respostas chinesas de bloqueios, rastreamento de contatos e sistemas de passaporte de vacina – ainda se desenrolando em países ao redor do mundo, a China ainda não assumiu qualquer responsabilidade pública pela COVID. -19.

No entanto, esse pecado de omissão não foi um obstáculo para os membros da AMS que aprovaram a presença da nação no Conselho Executivo.

A influência da China no cenário global também pode ser vista no bloqueio de Taiwan da participação na reunião da OMS, já que a China se recusa a reconhecer Taiwan como uma nação independente.

A China – um dos principais proponentes de duras respostas “pandêmicas” – agora estará em uma posição-chave para influenciar a OMS e a WHA, à medida que o controverso tratado de pandemia é discutido pelos estados membros. Sob as emendas propostas pelos EUA, o tratado, que deve ser finalizado até 2024, “mudaria a autoridade governamental, agora reservada a estados soberanos, para a OMS durante uma pandemia por estados membros juridicamente vinculativos ao Regulamento Sanitário Internacional revisado da OMS”, observa. Dr. Kheriaty.

A impunidade da China, no cenário internacional, é uma incógnita. Vejamos:

  • Encobrir a origem e propagação do vírus;
  • cercear o acesso de organismos internacionais às fontes em Wuhan;
  • Bloquear Taiwan junto à OMS
  • Lei de Segurança Nacional para Hong Kong, uma verdadeira ditadura
  • Campos de re-educação forçada em Xinjiang, denúncias de trabalho escravo, coleta compulsória de órgãos em prisioneiros;
  • E, recentemente, a viagem da Alta Comissionária de Direitos Humanos da ONU, à China … e as declarações da Sra Bachelet que não iria fazer uma investigação
  • E o Vaticano? Também ele se dobrou perante o PCCh e ratificou um Acordo secreto que permite a Pequim ir “salamizando” a Religião e obrigando os clérigos a se filiarem à Igreja Patriótica.

***

A China foi industrializada pelo capital Ocidental, notadamente EUA, a partir das viagens de Nixon em 1972.

Entrou para o Conselho de Segurança da ONU.

Controla o OMS, o seu grande amigo Tedros.

É um “gigante” que não tem matéria prima nem alimentos … donde lhe vem a “força” para impor seus ditames ao Mundo? Cumplicidade do Ocidente …

Nossa Senhora Imperatriz da China apresse o dia da conversão daquela Nação e sua libertação do jugo vermelho.

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/china-elected-to-governing-board-of-world-health-organization-despite-role-in-origin-of-covid-19/?utm_source=top_news&utm_campaign=catholic

Deixe uma resposta