Justiça Federal manda supostos índios devolverem fazendas invadidas

7
Polícia chega ao local da invasão, perpetrada por supostos índios (que se cadastraram como tal…)

A Justiça Federal de Ilhéus mandou reintegrar quatro propriedades que haviam sido invadidas por supostos índios da tribo Tupinambá de Olivença.

A primeira propriedade a ser reintegrada foi a Fazenda São José, situada na região do Rio Santana, Município de Ilhéus, invadida pela 3ª vez em julho deste ano. Foi encontrada totalmente suja e com a sede inteiramente destruída, caracterizando ato de vandalismo. Roubaram fechaduras, os espelhos dos banheiros, toda a fiação elétrica, lâmpadas, sofá, tanque de fibra e a produção do cacau.

Mesmo com a presença das autoridades, num gesto de afronta à Lei, o coordenadorda Funai, Sr. Nícolas, que acompanhou a reintegração, sugeriu a seu Juvenal Correia, proprietário da fazenda reintegrada que se cadastrasse como índio, citando o exemplo da vizinha Isabel que se cadastrou e ‘eles não estão mexendo com ela’.

‘Tenho a impressão que estamos vivendo um outro tipo de ditadura. A ditadura da Funai, que ameaça aqueles que não querem virar índios’. Completou Juvenal.

Em seguida, os agentes seguiram para a fazenda Paraíso, do sr. Cloves Teles Maciel, onde, também, não encontraram ninguém, apenas os rastros de destruição.
Os agentes cumprirão mais dois mandados, sendo um na região vila Brasil, ao lado do Assentamento Ipiranga e outro na região da Serra das Trempes.

Ao Chegar na fazenda do Grupo Chaves, o que se viu foi uma correria só. Entre os evadidos, foi reconhecido o Cacique Cleildo, um ex-sem terra, hoje assentado do INCRA, que do nada virou índio e passou a ser cacique, infernizando aquela região. Comenta-se que a fuga dos caciques Negão da Luz, Cleildo, Ivonete, entre outros não foi à toa, pois podem estar sendo procurados pela justiça devido ao grau de periculosidade que representam na zona rural.

A ação de reintegração de posse e o patrulhamento na região devem continuar e serão intensificadas.

Essas ações são frutos do movimento da Associação de Pequenos Produtores de Ilhéus, Una e Buerarema, que no dia dez de agosto ocuparam o aeroporto de Ilhéus em protesto contra as invasões.

 

Fonte: TribunaGerral.com

7 COMENTÁRIOS

  1. Ao invés de integrarem os índios à sociedade eles preferem isolá-los em reservas. Não sei se isso é bom. Por um lado preserva-se a cultura deles. Por outro isola-os da sociedade. A cultura sempre foi algo mutável, que evoluía conforme os povos entravam em contato um com o outro e absorviam hábitos um do outro. Não sei se essa isolação quase forçada é uma coisa boa. Isso quando não preserva-se aspectos horríveis de sua cultura, como o infanticídio, com a desculpa de que não se pode acabar com tal “patrimônio cultural”.

    Isso sem falar que muitas vezes esses “índios” querem apenas indenizações e terras.

  2. @marco
    Sr. Marco, o senhor fala como se o nazismo tivesse sido um bem para a humanidade? O que realmente houve foi, por traz de um falso discurso, o mesmo que hoje o PT faz, matou, perseguiu, desapropriou(tomou), etc…

  3. Senhor Marco,

    É estarrecedora a sua simpatia com o nazismo, aliás este nome é erradíssimo, é uma abreviação indevida, que só conduz o leitor ao mal-entendido, pois o nome correto do “nazismo” é nacional-SOCIALISMO. Este, por si só, já mostra a IMENSA SEMELHANÇA entre ele e o socialismo de Marx – última etapa teórica antes do comunismo.

    O nacional-SOCIALISMO, sem dúvida alguma, matou milhões, não só judeus. O socialismo soviético também. Farinhas do mesmo saco. Se Hitler/Mussolini, de um lado, e Stálin, do outro, acabaram brigando, isto ocorreu não por choque de ideologia, que era basicamente a mesma. O que houve foi choque de megalomanias, isto sim.

    Tenho íntegra certeza de que este site e seus comentaristas repudiam tanto o comunismo/socialismo como o nacional-socialismo – “nazismo” – e o seu irmão fascismo.

  4. É o racismo público e oficial do Governo do PT, transformado em farsa ideológica para invadir e roubar as propriedades alheias, já que os PTralhas ainda não podem fazer isso abertamente para não atrapalhar a sua tomada de poder total do País.
    Primeiro a politicagem indigenista, segundo a substituições dos índios por seus capangas do MST, disfarçados do índios. COMO ESSES ESQUERDISTAS SÃO DESONESTOS !!!!
    Mas a parte do Povo idiotizada e manipulada não pára de eleger aqueles, para os quais, em breve se tornarão todos escravos. Afinal é o que eles merecem por quererem vendar a Nação por uma miséria de bolsa esmola. Mas, lamento os inocentes patriotas que serão afetados pela atitude desses traidores esmolandos.

  5. Só para te informar, é a ditadura vermelha, mas nada a ver com índios, e sim com comunistas disfarçados.
    Muitos acreditam que o nazismo foi horrível, aquela história de judeus mortos, blá, blá , blá…
    mas atentem:
    os nazistas foram os primeiros ecologistas da história. ( legislação específica de proteção natural- águas e terras),
    os primeiros a alertar para o mal do cigarro na saúde( campanhas anti-fumo ),
    os primeiros a realizar a defesa do cidadão, (com leis que preservassem a herança genética e cultural do povo alemão),
    os primeiros a criar leis que valorizassem as mulheres, e as crianças,( leis que incentivavam a amamentação,proteção e cuidados com as crianças -leis que protegiam a vida, como aquelas que criminalizavam o aborto),
    os primeiros no desenvolvimento científico.
    Atentar para a verdadeirqa história.

  6. E os desavisados ainda votam no PT, cujo governo fomenta todas essas afrontas, sem que os nossos tribunais o impeçam de continuar apoiando tais atrocidades. Pelo contrário, não foi o STF que mandou tirar à força os arrozeiros da Raposa Serra do Sol, em Roraima, deixando-a à mercê da FUNAI e de ONGs de esquerda? E aonde foram parar muitos índios que trabalhavam lá? Nas favelas da capital!

  7. É demais, agora é a ditadura da raça, da quota, do menos favorecido, do mais sem vergonha? Antes que alguém pense que sou racista, quero avisar aos desavisados que não sou branquinho não!

Deixe uma resposta