Quanto se tem falado da maravilha que é o paraíso cubano…

E um dos principais argumentos dos que fazem tal propaganda é que a medicina cubana é modelo para o mundo todo. Quem nunca ouviu falar isso?

Porém, na realidade, as coisas são bem diferentes…

Uma notícia do Estado de São Paulo do dia 12 de novembro de 2011 mostra que o governo brasileiro vai criar uma espécie de cursinho para os “médicos” brasileiros formados em Cuba.

Atualmente os médicos formados no estrangeiro precisam participar de um exame chamado Revalida para poderem trabalhar no Brasil. Mas o processo não é fácil. Basta ver os resultados: este ano dos 677 “médicos” a fazerem o exame, apenas 65 foram aprovados. E, em 2010 apenas 2 foram aprovados dum total de 628 participantes.

Mas o governo anunciou que promoverá uma espécie de curso preparatório para os brasileiros formados em Cuba enfrentarem tal exame (sic!). E ainda há mais…

Além das aulas teóricas e práticas, os formandos vão receber uma bolsa de ajuda de custo no valor de R$ 1.240,00 durante dez meses. E, além dos R$ 2 milhões que serão necessários para as bolsas, serão necessários recursos para o pagamento de 15 professores. Quem vai financiar isso?

Carlos Vital, vice-presidente do Conselho Federal de Medicina, manifestou o desacordo da associação com tal iniciativa e disse: “Não entendo essa lógica de mobilizar uma estrutura pública, com salas e professores, para um grupo pequeno de brasileiros” e ainda mais pagar uma “ajuda de custo”… “Isso é tirar de dentro de casa para se dar o que não tem. Por que esses alunos merecem um privilégio como esse?”

Realmente, contra fatos não há argumentos. Mas o que dirá os propagandistas da tão modelar medicina cubana? Reconhecerão seu erro? Ou simplesmente ignorarão tal fato e continuarão a alardear a “magnífica medicina de Cuba”, fruto do esplêndido regime comunista?

Tais propagandistas têm por lema uma famosa frase do ímpio Voltaire: “Menti, menti… Algo sempre ficará”…

 

7 COMENTÁRIOS

  1. È pena que os nossos responsáveis se limitem a satisfazer as ambições daqueles cuja única ambição é a subjugação do seu próximo. A formação de “médicos” como qualquer outro intercâmbio cultural quando, exista, não passam de puro motivo para exportarem a sua hedionda ideologia, cujo passado, nós continuamos a querer ignorar. Basta analisar a diferença que houve no melhoramento entre o primeiro e o segundo ano, de 2 para 65, não dá margem para duvidas que este é um motivo para tentarem expandir a sua ideologia com o mínimo esforço possível no sentido de servir o ser humano. Com a nossa negligencia que futuro deixamos á nossa descendência? A história dá-nos a conhecer o passado, e prepara-nos para o futuro, se ao presente escondermos o passado, jamais podemos alcançar um futuro claro.

     
  2. Turistas vão para Cuba e acham “maravilhoso”.

    O problema é que há Cuba para os turistas e Cuba para os cubanos. Os bons hospitais e as belas praias são só para os turistas. Os cubanos não podem sequer chegar perto desses lugares.

    Além do mais, essa desculpa de “saúde de qualidade para todos”, se é que é verdade, não muda nada, já que as farmácias estão vazias e não há sequer aspirinas.

     
  3. Poderiam informar qual pasta do governo esta encarregado de promover tal subsidio para que possa endereçar uma mensagem de repudio? se puderem informem via e-mail
    amauri oliveira

     
  4. Sobre o treino de guerrilha dos cubanos, quero confirmar que que em 1975/80, em Angola
    centenas de angolanas foram violentadas e homens assassinados, em nome da libertação
    do povo, por esses guerrilheiros cubanos.
    Em Cuba podiam-se ver diversos carros cirtculando com placa angolana, que foral levados
    de Angola.

     
  5. Cuba na realidade só é boa na exportação de treinamento de guerrilha urbana, e isso não podemos negar, os brasileiros que lá treinaram além de exímios terroristas, fizeram a virada da mesa e hoje são todos gopvernantes.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome