Midia é informativa ou sectária? Dois pesos, duas medidas

0

No Brasil temos assistido ao bombardeio da Midia em relação aos conservadores e ao mesmo tempo a promoção de pautas da esquerda. A obsessão da Midia alinhada fica patente, mais uma vez, na cobertura (ou silêncio) das agitações do BLM nos EUA.

Violação do Capitólio e os motins violentos de Antifa

“A Sgt. Betsy Smith aposentada, que agora representa a National Police Association, disse que a mídia está gastando muito tempo falando sobre a Violação do Capitólio, mas não o suficiente em motins violentos perpetrados pela Antifa e outros.”

A National Police Association é uma organização sem fins lucrativos que educa os americanos sobre o trabalho da aplicação da lei, auxilia policiais em processos judiciais, busca combater o sentimento anti-policial e trabalha com funcionários públicos para promover o interesse da aplicação da lei.

“No momento, sua obsessão atual é, você sabe, a supremacia branca, os supremacistas brancos e o motim do Capitol. Eles não querem falar sobre os outros 99 por cento dos tumultos violentos com os quais as forças de segurança americanas têm lidado no último ano ”, disse Smith, um veterano de 29 anos de um grande departamento de polícia metropolitana em Chicago, ao jornal The Nation da NTD Fala.”

“Estamos nos concentrando em um tumulto em 6 de janeiro, e é extremamente frustrante para a polícia”, disse ela.

Continuam os conflitos de Antifa, BLM e a polícia

As preocupações de Smith surgem enquanto os manifestantes, incluindo Black Lives Matter e ativistas de extrema esquerda, continuam a entrar em conflito com a polícia em cidades por todo o país. Alguns dos ativistas são acusados ​​de serem membros do grupo anarco-comunista Antifa e de outros grupos de extrema esquerda, que se aproveitaram de uma série de protestos pacíficos pedindo a reforma da polícia criando um cenário de agitação civil e engajamento na violência, incêndios, saques e danos à propriedade.”

“No dia da inauguração (20 de janeiro), os manifestantes foram vistos marchando pelas ruas de Seattle e Portland. Mas alguns indivíduos logo começaram a se revoltar. Vídeos e fotos do resultado mostram danos materiais e vandalismo, incluindo danos em um tribunal. Pessoas nas duas cidades foram presas por agressão, tumulto e queimadas imprudentes, de acordo com os departamentos de polícia.”

O repórter independente Andy Ngo, que tem monitorado e relatado de perto a Antifa em Portland, disse que alguns dos manifestantes que foram presos nos distúrbios de 20 de janeiro em Portland já o tinham sido em protestos anteriores do Black Lives Matter em 2020 e libertados.

Antifa ordena: “queimem tudo”

“Mais recentemente, membros da Antifa e outros manifestantes foram vistos marchando pelas ruas de Washington em 6 de fevereiro, gritando “queimem tudo”. A certa altura, um grupo, vestido de preto, entrou em confronto breve com a polícia na frente de lanchonetes ao ar livre, quando os manifestantes não acataram as instruções dos policiais para “recuar”, de acordo com um vídeo filmado por um repórter independente.

“Quando a maioria dos americanos acorda e dá uma olhada em seu telefone ou jornal para obter notícias, eles não verão muita atividade da Antifa, a menos que vivam em uma área onde a Antifa é extremamente prevalente”, disse Smith.

Ela disse que um exemplo disso foram os tumultos de 20 de janeiro em Seattle e Portland, dizendo que “a maioria das pessoas não tinha ideia do que tinha ocorrido porque a mídia sempre lhes dá uma chance”.

Fonte: https://www.theepochtimes.com/medias-obsession-with-jan-6-extremely-frustrating-to-law-enforcement-retired-sergeant_3688471.html?utm_source=morningbriefnoe&utm_medium=email&utm_campaign=mb-2021-02-08

***

A midia alinhada se desmascara, perde a sua influência; a Big Tech censura os canais conservadores. O que tudo isso demonstra é o temor das esquerdas face à força intrínseca da verdade, à força do bem: isso é o que a Revolução mais teme.

Invencibilidade da Contra-Revolução

Escreveu o Prof. Plinio: “Pode-se perguntar de que valor é esse dinamismo (do bem). Respondemos que, em tese, é incalculável, e certamente superior ao da Revolução: “Omnia possum in eo qui me confortat”.

Quando os homens resolvem cooperar com a graça de Deus, são as maravilhas da História que assim se operam: é a conversão do Império Romano, é a formação da Idade Média, é a reconquista da Espanha a partir de Covadonga, são todos esses acontecimentos que se dão como fruto das grandes ressurreições de alma de que os povos são também suscetíveis. Ressurreições invencíveis, porque não há o que derrote um povo virtuoso e que verdadeiramente ame a Deus.”

Nossa Senhora Aparecida guie a reação conservadora brasileira, a purifique de imperfeições e nos conduza à vitória final para a realização da missão providencial do Brasil.

Deixe uma resposta