Depois de 500 anos de vida consagrada, o convento do Socorro de Sevilha fecha suas portas

Na era pós-conciliar, foi assombroso na Espanha o número de apostasias sacerdotais, mosteiros fechados e seminários abandonados. Em 2018 foram ordenados apenas 135 padres, quando na década de 60 eram mais de 8.000 por ano. Em regiões rurais, um único padre deve cuidar de uma dezena de cidades. Laura Lara, historiadora das religiões, aponta que uma causa relevante para essa decadência foi a laicização da Igreja, pois a dimensão sobrenatural foi abafada. Marqueteiros bem pagos tentam atrair jovens com sedutores slogans, mas as vocações sinceras procuram os seminários e conventos com disciplina e doutrina tradicionais, onde se formam almas que combatem as insídias do mundo, demônio e carne. Esses pressagiam uma renovação da Igreja, soprada pela graça de Jesus Cristo e a mediação universal de Nossa Senhora.

Deixe uma resposta