Voluntários da Ação Jovem do IPCO realizaram nesta Segunda, 21/9/2015, uma campanha de distribuição de manifestos aos deputados contra a inclusão sorrateira da Ideologia de Gênero no Plano Estadual de Educação -PEE.

O objetivo foi denunciar aos deputados a tentativa de impor às crianças, desde a mais tenra idade, a Ideologia de Gênero e o caráter persecutório que foi revelado nas últimas audiências públicas na ALESP.

O manifesto é constituído da última edição da revista Catolicismo, cuja matéria de capa trata exatamente da questão e um DVD contendo as agressões sofridas em audiências públicas por voluntários do IPCO, sob a incompreensível omissão dos deputados que as presidiam.

Faça seu protesto

É necessário destacar que, além da imposição dessa nefasta ideologia, algumas emendas que o PEE recebeu (e que, graças à clarividência dos deputados da Comissão de Constituição e Justiça, foram rejeitadas) abrem as portas à Perseguição Religiosa no Estado de São Paulo!

Uma das emendas, de número 40, levanta o véu dos defensores do Gênero: “os sistemas e redes de ensino promoverão os valores da tolerância e do respeito às diversidades”: na linguagem dos ideólogos do gênero, tais expressões significam a promoção pública da homossexualidade e atitudes congêneres. Mas o mais curioso é o que vem logo em seguida, no mesmo parágrafo: “com a proibição de práticas de proselitismo religioso e ensino religioso e confessional, vedando-se ainda a ostentação de símbolos religiosos nas escolas públicas.”

Estamos diante de uma verdadeira promoção da perseguição religiosa no Estado de São Paulo. Ao mesmo tempo que defendem abertamente a agenda LGBT no PEE, pretendem proibir os símbolos religiosos e a doutrina cristã!

Nas visitas vários assessores comentaram o grande número de emails-protesto recebidos pelos deputados. Portanto, se você ainda não enviou o seu protesto, clique no botão abaixo e faça já a sua parte!

Faça seu protesto

2 COMENTÁRIOS

  1. Quando é que teremos acesso a esses vídeo que tem no DVD que foi entregue para os Deputados?
    Esses voluntários do IPCO tem coragem e muito autocontrole, para aguentarem tanta agressão, se fosse outra pessoa agredida no lugar deles já teria perdido o controle.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome