Luis Dufaur

Segundo o diário canadense “Le Journal de Québec”, o americano Irving Davis (foto), condenado por violação sexual e assassinato de uma adolescente de 15 anos, obteve a suspensão de sua pena de morte e a completa revisão de seu processo.

O argumento apresentado pelo seu advogado Ruben Morales – aceito pela Vara Penal de El Paso, Texas – pretende que o júri agiu com “discriminação religiosa”. Ele aduz que o assassino era satanista e agiu de acordo com sua “igreja”. E que, em conseqüência, sua “liberdade religiosa” fora desrespeitada, tendo ele sido “discriminado” injustamente.

Na lógica do satanismo, o “discriminado” máximo é Satanás, privado de todo convívio com Deus e Sua corte celeste, e enxotado aos infernos pelo máximo “discriminador” e violador dos “Direitos Humanos” de Lúcifer: São Miguel Arcanjo!

11 COMENTÁRIOS

  1. @José Lorêdo de Souza Filho
    Vc é idiota? Vão matar o cara só pq ele é satanista?
    E se matassem sua mãe por ser satanista, vc ficaria feliz com isso?
    Todos somos seres humanos! Se a lei (por mais ineficaz que seja…) diz que matar é crime, com punição de detenção, é justo perante a lei. Além do mais vc seria igual ou pior do que ele fazendo isso!

  2. O Apostolo Paulo em 2 Timóteo 3 : 1 a 17 escreve sobre os dias difíceis que viriam e creio que retratam muito bem os nossos dias, onde os homens se tornaram amantes de si mesmos, sem limites, inimigos de Deus, irreverentes…..
    Vale muito apena ler e meditar nele.
    Saudações

  3. Isso pega?
    Seguindo o pensamento do Francisco, então se algum louco fundar uma tal religião que defende a idéia de matar todos os advogados safados vai ser absolvido? Acho que ele, o advogado, não pensou nisso!!

  4. Em outro comentário, a respeito da possibilidade de construção de uma (gigantesca) mesquita no Ground Zero, local onde quase 3 mil civis foram vítimas de um ataque terrorista islâmico, mencionei que, em semelhante caso, argumentar lançando mão da Primeira Emenda, garantidora da liberdade de culto religioso, era fundamentalmente contrariar o próprio espírito que norteiou os “Founding Fathers” na edificação da grande nação estadunidense.

    Agora, aparece um “advogado” (provavelmente contratado pelo departamento “jurídico” do Inferno) e diz que condenar um vagabundo desse, satanista, estuprador e assassino, é agir com espírito parcial, inibir o culto da “religião” do capeta e, portanto, é agir inconstitucionalmente…

    O que é que esse advogado merece? Enforcamento em praça pública! Ele e o pilantra desse satanista! Já que gosta tanto do capeta, ele que vá se encontrar com o próprio!

    Os demagogos iriam logo acurdir: “Não! É contra a lei!”.

    Safados! A Lei Maior dos Estados Unidos, garantidora da Independência e da União do país, não é outra senão o Cristianismo!

    Outra consciência senão a cristã foi a fonte das instituições, das leis e da sociedade americanas! E, claro, da própria Constituição!

    Cristianismo vago e indefinido, é verdade; mas, mesmo assim, cristianismo, com a devida observância aos Dez Mandamentos.

    Morte sumária ao satanista e ao “advogado” sem-vergonha é o mínimo que se pode fazer, para lavar a honra do admirável povo norte-americano e de todos aqueles que fazem da “crença em Deus” o “fundamento inabalável de toda a ordem social” (Pio XI).

  5. A lógica da “liberdade” religiosa leva a isso. Satanás que o maior inimigo de Deus fica colocado ao nível de Deus destronando-O. É o que o satanás queria com sua revolta.

  6. A tese de tal douto advogado se mostra mero sofisma ao indefesavel,ou seja crime de morte por praticas satanistas tao em moda na doentia sociedade ocidental.

    O advento de tal suposto direito de discutir-se materia teologica em processo legal nao fara
    que este criminoso deixe de ser condenado a pena maxima no Texas,ou seja a de Morte!!!!.

    Pois a estrutura legal dos USA náo permitira que mesmo em grau de recurso(apelacao no direito crimnal americano)a legislaáo estadual da chamada Republica do Texas, estado associado a nacáo americana em sua historia plena de lutas e conflitos expancionistas e fraticidas entre seu povo, levara a que somente os cofres publicos e o cidadao americano pague tal alto custo processual criminal, que nao evitara certamente sua execucao pos condenacoa tarnsitada em julgado.

    Apos certamente longa demanda judicial nas proximas decadas,por ter o governador do Texas,chefe do executivo local, na ocasiao apos apelacao final a Corte Suprema dos USA por vies constitucional de clamados direitos humanos nas emendas da Constituicao americana,caso existam.

    A prerrogativa constitucional da Republica do Texas, alem de legal a nivel executivo, em dar a ultima palavra ou seja o perdao governamental e ou comutar a pena de morte em prisao perpetua,ou seja nada mais alem disso.

    O desconhecimento de parte da midia da estrutura judiciaria dos USA e que leva a tais distorcoes de tentativa em fomentar na midia e tribunais tal pseudo discussao teologica nos fundamentos de tal crime e que e abominado pelo povo americano majoritariamente protestante e que se consultado se levantara contra tal absurda tese deste causidico americano em prol da defesa legal deste criminoso psicopata que se aproveita do dito vies ideologico do satanismo para perpretar seus crimes hediondos contra o Direito a Vida,condenada em todas as instancias em sociedades do mundo inteiro.

    Afinal de contas em bom senso onde iremos parar se tais pseudo teses de defesa criminais passem a serem adotadas e cortes de justica no mundo inteiro, a real inversao de valores humanos e sociais alem de morais em prol de praticas ditas satanistas, que advem historicamente de praticas milenares da feiticaria celta no mundo ocidental.

    E nao somente mero culto obscuro e dito secreto a figura de Sata um dos ditos demonios do panteao mitologico dos arquinimigos de Deus no psique humano.

    A tao propalada e conhecide Igreja de Sata fundada em Sao Francisco, California, pelo falecido Anton Lavey, dito satanista americano no seculo 20, nem mesmo com pseudas praticas ditas de alta Magia Negra obteve exito em eternizar-se na vida humana, um dos preceitos basicos da Demonologia (sic)

    Portanto como transitorios seres da Natureza e faliveis em nosso ciclo de evolucao de vida pois todos morrem e perecem pos vida terrena, nao percamos mais tempo em gastar tinta e papel com tal dita materia em direitos humanos,que ora vira moda para tentar justificar o injustificavel!

    Ora senhores respeitaveis articulistas e leitores, sejamos imparciais e tenhamos o bom senso em rejeitar tais pseudos discussoes de teses de ridiculos falsos fundamentos ideologicos em direitos humanos misturando materia teologica com legislacao criminal terrena, que nao se sustenatm em suas proprias bases.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome