Destaques

1 – COLOMBIA DIVIDIDA RECEBE FRANCISCO I
2 – SÍMBOLO DA FARC PROJETADO EM CATEDRAL
3 – COREIA DO SUL FAZ MANOBRA MILITAR AÉREA
4 – GOVERNO VOLTA ATRÁS SOBRE EXTINÇÃO DE RESERVA

Para alternar entre os tópicos, utilize os botões “Anterior” e “Próximo” abaixo:

1COLOMBIA DIVIDIDA RECEBE FRANCISCO I

Um país profundamente dividido politicamente e traumatizado – após 52 anos de ações terroristas, violência, sequestros, assassinatos, atentados com bombas etc. – recebeu, em 6 de setembro último, o Papa Francisco, em sua viagem de 4 dias pelo país.

Em sua chegada a Bogotá, Francisco foi saudado por cerca de 700 mil pessoas –
publico muito inferior ao esperado – ciente de que parte significativa da população é contrária a seu discurso de reconciliação com os terroristas das FARCs.

O Presidente da Fundação para a Reconciliação da Colômbia, Leonel Narvaéz, assinala que o pedido de reconciliação e misericórdia enfrentará resistências entre os colombianos, pois nem no clero há consenso sobre esses pontos. O que revela ainda um resto de fidelidade aos princípios morais imutáveis da Igreja Católica.

Fonte: “O GLOBO”, 7 de setembro de 2017

2SÍMBOLO DA FARC PROJETADO EM CATEDRAL

Logo das FARC na Catedral Primaz da Colômbia/ Crédito: Twitter de Mons. Pedro Mercado

Na Colômbia, o novo símbolo das FARC – agora se apresentando como movimento político – foi projetado sobre a fachada da Catedral que fica na praça Bolívar, ponto central Bogotá.

Poucos dias antes da visita de Francisco I à Colômbia, – no dia 1 de setembro último – a organização terrorista, marxista-leninista FARC  organizou um concerto nesse local e, sem autorização do pároco, Padre Pedro Mercado, fez a projeção de seu símbolo (já prenunciando qual será o modus operandi dessa organização) na fachada da Catedral, representando um estrela comunista de cinco pontas e a rosa socialista. O pároco expressou seu repúdio total a essa iniciativa.

Fonte: es.news – 7 set 17

3COREIA DO SUL FAZ MANOBRA MILITAR AÉREA

F-35B americano (em primeiro plano) e F-15K sul-coreano durante exercício na Coreia do Sul (Foto: Republic of Korea Air Force/Yonhap/via REUTERS)

Dois dias após a Coréia do Norte lançar um míssil de médio alcance que sobrevoou o Japão, a Coreia do Sul informou que sua Força Aérea realizou ontem um exercício sobre a Península Coreana com dois bombardeiros dos EUA, ambos com capacidade nuclear.

As manobras envolvendo dois bombardeiros supersônicos B-1B e quatro caças F-35B dos EUA, além de caças sul-coreanos ocorreram no final dos exercícios militares anuais entre os dois países. (OESP, 1 de Setembro de 2017).

4GOVERNO VOLTA ATRÁS SOBRE EXTINÇÃO DE RESERVA

Embora não tenha revogado o decreto que extingue a área de proteção, alvo de protestos de entidades ambientais, o governo suspendeu a permissão para atividades de mineração na reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), localizada entre o Pará e o Amapá, Amazônia. O tema será aberto para debate com a sociedade por 120 dias.

Como sempre, as entidades ambientalistas não perdem oportunidade para obstruir a desregulamentação de nossas áreas de produção agrícola e mineral, imposta pelo PT em seus anos de governo socialista (OESP 1 de Setembro de 2017).