Iriny Lopes defende a pena de morte mais abominável do mundo, porque atinge vítima inocente e indefesa. É questão de crime, da alçada da Justiça, fora do próprio aspecto religioso. Que me perdoem as feministas. Direito sobre seu corpo elas têm, mas o feto não é corpo delas.
Em outubro, após desdizer-se sobre a prática voluntária e legal do abortamento, Dilma Rousseff se comprometeu “a não apresentar projeto para descriminalizar o aborto”.
Agora vem sua ministra Iriny Lopes, soprando brasas apagadas, falar em plebiscito, em pressionar o Congresso, dizendo que “o governo precisa cumprir a legislação”? É novo incitamento ao tema?
Quem está traindo quem?
MAURICIO MONKEN GOMES , médico (Caraguatatuba, SP)

Esse interessante comentário foi feito por um leitor da Folha de S. Paulo à matéria do  jornal sobre a posição pró-aborto de Iriny Lopes, nova ministra de Dilma Roussef. (saiba mais)

Clique aqui para enviar sua mensagem Siga o bom exemplo do médico de Caraguatatuba e escreva aos principais jornais do Brasil. É essencial enviar as opiniões para os  jornais, pois as cartas dos leitores estão entre as matérias mais lidas.

Eis mais um modo de defender a vida humana  inocente e protestar contra as iniciativas que tentam impor o aborto no Brasil.Clique no botão ao lado e veja um modo fácil de fazer.

Fonte: Folha online

 

1 COMENTÁRIO

  1. SERÁ ASSIM MESMO – SE EU PROMETI ALGO NA CAMPANHA – PARA ENGANAR OS BOBÕES QUE VOTARAM EM MIM – AGORA, DE CASO PENSADO, ARRANJO ALGUEM PARA DIZER O QUE EU SEMPRE QUERIA FAZER!!!!!! – TUDO ISSO EU JÁ SABIA A MUITOS ANOS MAS……. VOCES NÃO QUISERAM DAR OUVIDOS AO BRASIL… AGORA BEBAM DO LEITE DERRAMADO NA LAMA POR 4…. 8 ….12….ANOS OU…. CADÊ OS CARAS PINTADAS?????? QUE POR MUUUUITO MENOS DERRUBARAM O COLLOR?????

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome