O passo-a-passo da legalização da maconha no Canadá: do uso medicinal aos alimentos

       Uso medicinal em 2001; legalização em 2018, consumo em alimentos em 2019

       “O país, que já havia permitido o uso medicinal da maconha em 2001, é o segundo a legalizar o consumo recreativo da erva.”

     O Canadá, seguindo o mau exemplo do governo de esquerda uruguaio, legalizou a maconha em 2018: “Na terça-feira, o Senado canadense aprovou, por 52 votos a 29, um projeto de lei que regulamenta o cultivo, a distribuição e venda da erva”. (1)
Um ano depois o governo canadense já autoriza a venda de alimentos com maconha:
“Ottawa, 15 Jun 2019 (AFP) – O Canadá espera iniciar a venda de alimentos com maconha em meados de dezembro, anunciou o governo nesta sexta-feira, esclarecendo que produtos como doces e sorvetes, que podem atrair crianças, não serão permitidos. As novas regras, que se seguem à legalização do uso da maconha aprovado no ano passado, entrarão em vigor no dia 17 de outubro. Mas as autoridades acreditam que os produtos estarão à venda apenas em meados de dezembro, já que esta nova indústria precisará de tempo para se adaptar aos consumidores. “As regras adicionais são o próximo passo no processo para reduzir os riscos para a saúde pública e para a segurança da maconha comestível”.(2)

* * *

 A maconha segue a marcha dos pruridos e dos vícios

        Assim, comenta o Prof. Plinio Corrêa de Oliveria: “Essas tendências desordenadas se desenvolvem como os pruridos e os vícios, isto é, à medida mesmo que se satisfazem, crescem em intensidade. As tendências produzem crises morais, doutrinas errôneas, e depois revoluções. Umas e outras, por sua vez, exacerbam as tendências. Estas últimas levam em seguida, e por um movimento análogo, a novas crises, novos erros, novas revoluções. É o que explica que nos encontremos hoje em tal paroxismo da impiedade e da imoralidade, bem como em tal abismo de desordens e discórdias”.https://www.pliniocorreadeoliveira.info/RCR_0106_marcha_revolucao.htm (download gratuito)

        A que novos passos nos conduzirão a maconha introduzida em alimentos? Os pruridos e os vicíos à medida que se satisfazem crescem em intensidade: esse é o caminho da perda dos Valores Morais, dos suicídios, do aniquilamento da juventude.

        “Desde a legalização, no dia 17 de outubro, 5,4 milhões de canadenses já compraram maconha, incluindo mais de 60 mil que experimentaram a erva pela primeira vez, segundo a agência de estatísticas do governo.” (2)

         Em boa hora o Brasil se levantou contra a esquerda na defesa dos Valores Morais. Saibamos reconquistar o terreno que o petismo nos roubou. Não à maconha, não à degradação de nossa juventude. Nosso site publicou uma série de 3 artigos sobre os males da maconha https://ipco.org.br/10-fatos-sobre-a-maconha-que-mudarao-sua-mente-iii/#.XRlkAOhKiUl

      (1) https://www.bbc.com/portuguese/internacional-44545870

      (2) https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2019/06/14/alimentos-com-maconha-serao-vendidos-no-canada-em-dezembro.htm

 

Deixe uma resposta