Gustavo A. Solimeo

O que os Papas disseram sobre o socialismo – Textos pontifícios esclarecedores

São Pio X (1903-1914)

O sonho utópico de reconstruir a sociedade trará o socialismo

“O equívoco está desfeito; a ação social do Sillon não é mais católica. … Porém, mais estranhas ainda, ao mesmo tempo inquietantes e acabrunhadoras, são a audácia e a ligeireza de espírito de homens que se dizem católicos, e que sonham refundir a sociedade … e estabelecer sobre a terra, por cima da Igreja Católica, ‘o reino da justiça e do amor’, com operários vindos de toda parte, de todas as religiões ou sem religião, com ou sem crenças, … Que é que sairá desta colaboração?

Uma construção puramente verbal e quimérica, em que se verão coruscar promiscuamente, e numa confusão sedutora, as palavras liberdade, justiça, fraternidade e amor, igualdade e exaltação humana, e tudo baseado numa dignidade humana mal compreendida. Será uma agitação tumultuosa, estéril para o fim proposto, e que aproveitará aos agitadores de massas, menos utopistas. Sim, na realidade, pode-se dizer que o Sillon escolta o socialismo, o olhar fixo numa quimera”[15].

Bento XV (1914-1922):

A condenação do socialismo não deveria jamais ser esquecida

“Não é nossa intenção aqui repetir os argumentos que demonstram claramente os erros do socialismo e de doutrinas semelhantes. Nosso predecessor, Leão XIII, muito sabiamente já o fez em encíclicas verdadeiramente memoráveis; e Vós, Veneráveis Irmãos, tomareis o maior cuidado para que esses graves preceitos não sejam jamais esquecidos, mas sempre que as circunstâncias o exigirem, eles deverão ser expostos com clareza e inculcados nas associações católicas e congressos, em sermões e na imprensa católica”[16].

Pio XI (1922-1939):

“O socialismo concebe a sociedade de modo completamente avesso à verdade cristã.”

“E se o socialismo estiver tão moderado no tocante à luta de classes e à propriedade particular, que já não mereça nisto a mínima censura? Terá renunciado por isso à sua natureza essencialmente anticristã?

Eis uma dúvida, que a muitos traz suspensos. Muitíssimos católicos, convencidos de que os princípios cristãos não podem jamais abandonar-se nem obliterar-se, volvem os olhos para esta Santa Sé e suplicam instantemente que definamos se este socialismo repudiou de tal maneira as suas falsas doutrinas, que já se possa abraçar e quase batizar, sem prejuízo de nenhum princípio cristão.

Para lhes respondermos, como pede a Nossa paterna solicitude, declaramos: O socialismo, quer se considere como doutrina, quer como fato histórico, ou como “ação”, se é verdadeiro socialismo, mesmo depois de se aproximar da verdade e da justiça nos pontos sobreditos, não pode conciliar-se com a doutrina católica, pois concebe a sociedade de modo completamente avesso à verdade cristã”[17].

Socialismo católico, uma contradição: ”Ninguém pode ser ao mesmo tempo bom católico e verdadeiro socialista”

“E se este erro, como todos os mais, encerra algo de verdade, o que os Sumos Pontífices nunca negaram, funda-se contudo numa concepção da sociedade humana diametralmente oposta à verdadeira doutrina católica. Socialismo religioso, socialismo católico são termos contraditórios: ninguém pode ser ao mesmo tempo bom católico e verdadeiro socialista”[18].

Falsa conciliação: Não é lícito mitigar os princípios católicos para se aproximar dos socialistas

“Mas não se vá julgar que os partidos socialistas, não filiados ainda ao comunismo, professem já todos teórica e praticamente esta moderação. Em geral, não renegam a luta de classes nem a abolição da propriedade, apenas as mitigam.

Ora, se os falsos princípios assim se mitigam e obliteram, pergunta-se, ou melhor, perguntam alguns sem razão, se não será bem que também os princípios católicos se mitiguem e moderem, para sair ao encontro do socialismo e congraçar-se com ele a meio caminho.

Não falta quem se deixe levar da esperança de atrair por este modo os socialistas. Esperança vã! Quem quer ser apóstolo entre os socialistas é preciso que professe franca e lealmente toda a verdade cristã, e que de nenhum modo feche os olhos ao erro”[19].

[15] São Pio X, Carta Apostólica Notre Charge Apostolique (Nosso encargo apostólico), aos Bispos da França, Sobre os erros do Sillon, 25 de Agosto de 1910, n. 34. – Apud Plinio Corrêa de Oliveira, Em Defesa Da Ação Católica, 2ª edição – março de 1983, Artpress Papéis e Artes Gráficas Ltda, São Paulo.
[16] Bento XV, Encíclica Ad Beatissimi Apostolorum, 1° de novembro de 1914, n. 13.
[17] Pio XI, Encíclica Quadragesimo Anno”, 15 de maio de 1931 – Editora Vozes Ltda., Petrópolis, págs. 43-44.
[18] Idem, pág. 44.
[19] Idem, págs. 42-43.

5 COMENTÁRIOS

  1. O pranteado Papa Pio XII, numa encíclica ou num discurso, reinteirou a condenação de todos os tipos de socialismo, velados ou manifestos, realizada por seus antecessores, enfatizando, outrossim, que a luta contra o comunismo deve se estender até o momento da morte.

    Que abismo separa essa admirável exortação, que tão alto fala aos nossos brios de católicos e patriotas, da sordidez da chamada “política da mão estendida” levada a cabo por certos elementos, aparentemente respeitáveis, representativos da opinião pública do Ocidente na segunda metade do século passado.

    Penso com tristeza num vulto da estatura de um Alceu Amoroso Lima, de tantos serviços prestados às letras pátrias, quer como crítico literário e ensaísta de cultura, quer como professor de literatura e católico militante, e que, a partir da década de 1960, deixou-se levar pela “nova face risonha do socialismo pós-staliano”, no dizer preciso do prof. Plínio.

    Que Deus Nosso Senhor nos livre de fim tão inglório!

  2. Si, de acuerdo a lo enseñado por Benedicto XV, siempre debían velar los obispos para que ”
    esos graves preceptos no sean jamás olvidados”, ¿qué hacen los episcopados de Argentina, Venezuela, Bolivia, Paraguay Y Brasil? Parece obvio que abandonaron sus deberes, pecan gravemente al callar la doctrina católica sobre el socialismo; debería resonar
    en sus oídos la voz del Divino Maestro: “Id y enseñad a todas las gentes…”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome