Para que servem 5 milhões de assinaturas contra o aborto?

De nada adiantou, para o senado colombiano, um abaixo assinado de 5 milhões de pessoas, pois o mesmo rechaçou por 9 votos contra 7 a proposta que visava proteger a vida desde sua concepção. A informação é da agência ACI do dia 14 de outubro de 2011.

É isso mesmo! Tramitava no senado da Colômbia um projeto de lei para alterar o artigo 11 da constituição – que permite o aborto em caso de violação, risco de morte para a mãe e má formação congênita do bebê – com o objetivo de proteger o nascituro desde sua concepção.

Apesar de ter sido apresentado ao senado colombiano o referido abaixo assinado de 5 milhões de pessoas, país onde a população está em torno de 45 milhões, 9 dos 16 senadores votaram contra o projeto.

Segundo o chefe do Ministério, Alejandro Ordónez, “se não for respeitada a vida humana por nascer o que vamos esperar de todas as pessoas em uma sociedade que cada vez mais se empenha em sua atitude individualista e hedonista.”

Onde estão todos os defensores da democracia? Onde está toda a mídia? Alguém viu isso na grande imprensa nacional? Afinal, para que servem 5 milhões de assinaturas?

Mas imagine, leitor, se o mesmo abaixo assinado fosse para legalizar o aborto ou o “casamento” homossexual… Não estaria estampada nas primeiras páginas dos principais jornais?