Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

A partir das 15h da amanhã, dia 11/05, todos que quiserem poderão fazer perguntas e interpelações por sistema de chat da Câmara dos Deputados, sobre o PNDH-3.

1 – Basta clicar aqui a partir desse horário (15h), e clicar no banner do bate-papo, que estará no alto do site da Agência Câmara. Amanhã informaremos sobre mais detalhes aqui nesta página.

2 – Prepare suas pergutas sobre aborto, adoção por casais homossexuais, violação do direito de propriedade, e todos os pontos de seu interesse contidos no PNDH-3.

3 – Para adquir mais argumentos, leia o documento preparado pela Comissão de Estudos do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, clicando aqui.

Chico Alencar já adiantou que seu parecer na Comissão de Direitos Humanos e Minorias será pela manutenção integral do plano e que rejeitará todos os projetos, de autoria do deputado Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP), que alteram o plano.

As informações são da Agência Câmara.

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

1 COMENTÁRIO

  1. temos que impedir que as ongs subtraiam os direitos das familias governos e das religiões,elas chegam ao ponto de impor a vontade deles dentro das instituições com a desculpa de uma falsa moral um falso direito,como o direito de assumir e até chegam a falar em orgulho gay. esse tal de humanismo… que pede o direito de assumir a devassidão não é o mesmo humanismo que faz vista grossa pela luta do direito inalienável que e o direito a vida quando a questão é o aborto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome