27 de março

1344: – Depois de quase 20 meses de assédio, os cristãos, comandadospelo rei Afonso XI de Castela, arrebatam a vila velha de Algeciras aos muçulmanos do Reino de Granada, o que será decisivo na Reconquista, ao dotar o Reino de Castela do principal porto da zona do Estreito de Gibraltar, e servir como cidade base principal de intervenção para o exército cristão.

1513: – João Ponce de León avista pela primeira vez a América do Norte pensando se tratar de uma ilha. Sendo o dia da “páscoa florida”, batiza a nova terra com o nome de Florida.

1808: – Em Roma, o papa Pio VII excomunga Napoleão I.

1899: – O engenheiro e físico italiano Guilherme Marconi estabelece a primeira conexão mediante telegrafia sem fios entre a Inglaterra e a França.

1958: – Na URSS, demite-se Bulganin. Nikita Krushev assume a direção do Estado e do Partido Comunista.

1984: – O México, Venezuela, Brasil e Colômbia concordam com um empréstimo de 300 milhões de dólares à Argentina, para ajudar esse país a pagar os juros de sua dívida exterior.

1985: – José Sarney é declarado novo presidente do Brasil, uma vez confirmada a impossibilidade de que o presidente eleito, Tancredo Neves, possa recuperar-se de sua grave enfermidade.

– Papa João Paulo II recebe Andrei Gromiko, chanceler soviético.
– O presidente norte-americano Ronald Reagan obtém o apoio oficial da NATO para o seu programa de defesa espacial designado “Guerra das Estrelas”.

1989: – Em Washington, um hospital anuncia a realização do primeiro transplante conjunto de pâncreas e coração em um diabético de 45 anos de idade.

Le Monde, o maior jornal francês, responde ao massivo protesto da TFP: “Esses cordeiros de Deus podem morder”

1992: – Congresso da pastoral homossexual da diocese de Chicago: 500 participantes (67% padres e freiras) e 3 bispos, com missa pentecostal-sacrílega rezada pelo bispo de Covington. Ainda sob o pontificado do Papa João Paulo II.

2006: – O Ministro brasileiro da Fazenda, Antônio Palocci, renuncia acossado pelas denúncias de corrupção.

2009: – “Le Monde” reconhece que “tsunami” de protestos contra charge blasfema, promovidos pela TFP americana, paralisou seu servidor.

 

Deixe um comentário!