Transcrevemos do Legionário:

      “Mas por que tantos comentários sobre um assunto (anúncio de uma mesquita em SP) que, — dada a nenhuma possibilidade de expansão da religião muçulmana entre nós, —  carece totalmente de importância?

      “É que a ocasião nos foi propícia para trabalharmos por dissolver um pouco essa ganga de liberalismo em que se diluem por vezes as melhores qualidades de muitas pessoas.

                    Comentar os fatos dando a doutrina viva

      “Não adianta dissertar apenas doutrinariamente. É preciso não ministrar apenas princípios abstratos – se bem que sem estes nada se faça de bom. É preciso ainda apresentar fatos e comentá-los de maneira que os princípios aí apareçam, não como uma folha seca de mostruário botânico, mas com a vida de uma folha ainda verde.

      “Todo o jornal que perca ou o amor à pura doutrinação, ou o amor à prática, é um jornal morto”.

                                                        *

Esse princípio se aplica inteiramente aos sites de orientação contra revolucionária que queiram ter penetração e eficácia junto à opinião pública.

Deixe uma resposta