Proibidas lâmpadas incandescentes – Dirigismo extremado

O dirigismo socialista na União Européia está chegando a extremos

Revista Catolicismo

Virou crime na União Européia fabricar ou comercializar lâmpadas incandescentes de 75 volts. Os burocratas da UE querem impor a iluminação fluorescente até 2012. No entanto, para os europeus o brilho quente da lâmpada incandescente barata é superior à “luz de necrotério” fluorescente. Na Finlândia, os consumidores lotaram armários, garagens e sótãos com as lâmpadas proibidas, e os alemães compraram número suficiente para 20 anos. Também o governo Obama pretende banir as lâmpadas incandescentes. Na Nova Zelândia a opinião pública rechaçou análoga proibição totalitária. De cambulhada, derrubou o Partido Trabalhista que a impusera…