Marta Suplicy, juntamente com 26 senadores, colocam novamente em pauta a “lei da homofobia”, ou, para bom entendedor, “lei de perseguição religiosa”

Conforme anunciado pela Folha de S. Paulo (08/02), o projeto de lei que criminaliza a “discriminação” a homossexuais voltou à pauta do Senado.

No início da tarde da última terça-feira, o PLC 122/2006, mais conhecido como “lei da homofobia”, foi desarquivado pela senadora Marta Suplicy e outros 26 senadores.

De propósito coloquei “discriminação” entre aspas, pois é um conceito perfeitamente elástico, e pode se prestar a qualquer interpretação dos ativistas da causa homossexual. E como têm sido apontado por especialistas, a “lei da homofobia” poderá ser o início de uma grande perseguição religiosa no Brasil, além de colocar os homossexuais como classe privilegiada.

Lembro que esse projeto está entre as diretrizes do PNDH-3. Fiquemos de olho!