“Aos políticos, porém, temos que lembrar a dependência intrínseca e direta do conhecimento político em relação ao conhecimento moral.

O Estado não pode ignorar o fim último do homem

“O conhecimento político não é possível, como tal, e só atinge seu objeto próprio na esfera e na atmosfera do conhecimento moral”, escreve Vialatoux. O Estado tem, portanto, um fim próprio, um bem temporal que é, em sua natureza íntima, meio para a perfeição humana completa. O Estado não pode, pois, ignorar o fim último do homem, seu destino eterno, se quer promover completamente a perfeição humana.

“Em política, a finalidade, o destino, é o bem público, o qual não é cognoscível em sua íntima natureza, senão como uma dependência do Bem último do homem e, portanto, da Moral.

Gerir os bens públicos em função do bem comum e ao fim último dos homens

“As maneiras oportunas variáveis, mutáveis, de utilizar da melhor maneira, para o serviço do bem público, os acidentes históricos do terreno social, eis o que se pode chamar, se assim se quiser “puras questões políticas”. Chamá-las “puras” é uma maneira de dizer que elas pertencem “propriamente” à gestão do bem público; mas não é libertar esta gestão da finalidade que ordena o bem público da cidade, como todos os bens humanos ao Bem último do homem. Libertar desta ordem final uma forma qualquer de atividade humana, econômica ou política, é recair no Liberalismo”.

“É necessário, porém, não tombar no erro oposto isto é pretender que o “fim próprio” do Estado é procurar para os homens a perfeição moral completa no Bem espiritual sobrenatural. Este é o “fim próprio” da Igreja e só dela. Não é ao Estado que ele pertence”.

  • * * *
  • Nesses tempos de histeria midiática e intervencionismo ditatorial de tantos governadores (industriando o coronavírus) concluímos: o fim próprio do Estado não pode ignorar o fim último dos homens — que é conhecer, amar e servir a Deus nesta terra e gozar a bem aventurança na eternidade.
  • O Estado laico, ditatorial e anti católico é inconcebível e inconciliável com o fim último de todos nós.
  • Fonte: https://www.pliniocorreadeoliveira.info/LEG_370404_moral_e_politica.htm

Deixe uma resposta