Escola Municipal Professor Carlinhos, em Resende (RJ)

Há poucos dias, um despacho da Agência Brasil (13/06/2010) informava que “jovens de sete países debatem em Brasília saúde sexual”. Através da mesma notícia, se ficava informados da finalidade do evento. “Queremos criar lideranças na juventude para atuar com outros jovens, orientando sobre práticas sexuais seguras, principalmente dentro das escolas”, declarou Cristina Albuquerque, representante do Unicef no Brasil para o programa.

Segundo a agência governamental, no fim do encontro “os jovens irão elaborar a Carta de Brasília, documento com recomendações para que o mundo esteja mais preparado para lidar com a saúde sexual da juventude”.

Causa perplexidade e preocupação o uso do conceito “saúde sexual” para transmitir “recomendações” sobre “práticas sexuais seguras”.  Estaremos diante de uma campanha governamental de propaganda da libertinagem sexual camuflada de saúde sexual?

Esta pergunta parece respondida pela afirmativa quando confrontamos a notícia da Agência Brasil com outra, desta vez distribuída pelo “Diário do Vale de Resende” (23/6/2010), de que “1.500 jovens, na faixa etária de 10 a 16 anos, começaram a receber, neste mês de junho, a Caderneta da Saúde do Adolescente do Ministério da Saúde, que reúne informações sobre como evitar doenças, além de orientações a respeito da saúde sexual, saúde reprodutiva, saúde bucal e alimentação”.

Segundo o coordenador de Ciências Biológicas da Secretaria Municipal de Educação de Resende, Marco Túlio Heringer de Oliveira, “sete professores e 16 Agentes Comunitários de Saúde foram capacitados para trabalhar com os adolescentes, durante todo o ano letivo de 2010, nos seguintes temas: Sexualidade, Saúde Sexual e Reprodutiva; Crescimento e Desenvolvimento; e Comportamental (violência)”.

Está se generalizando em nosso País o uso de conceitos politicamente corretos para encobrir planos que visam destruir os valores familiares e morais que fazem parte de nosso patrimônio cristão.

Para justificar o aborto, temos os planos de “saúde pública”. Para encobrir a perseguição religiosa, temos as leis de “liberdade religiosa”. E agora, para incentivar a promiscuidade e a libertinagem sexual, temos as cadernetas de “saúde sexual”. E, albergando todos estes planos demolidores, o guarda-chuva do “Plano Nacional dos Direitos Humanos”.

9 COMENTÁRIOS

  1. Amigos,

    Na época das Cruzadas existia o estupro sem nenhum tipo de penalidade para o estuprador, por tanto, também não era bom.

    Castidade? Lutando contra quem contra o homossexualismo explicito e incentivado da novela das 09?

    Precisamos atingir aos pais e reeducar as pessoas.

  2. quero ver os pais exigindo das escolas que NÃO OUSEM utilizar e passar aos jovens qualquer material de pretenso nome de ‘educação sexual’ . Educação sexual é ensinar a CASTIDADE, seja, sexo apenas no matrimônio. Haja paciência para suportar conviver c/ libertinos criminosos no governo impondo sua ‘ideologia’ p/todos ! O que faremos ? Alguém ajude ?! Militares, onde estão? SOCORRO !!!

  3. O bom mesmo é a família orientar os filhos quanto a verdadeiro objetivo dessa cartilha. Mostrando a verdadeira intenção dessa orientação sexual. E criar uma discussão paralela como forma de combater através de legiões de jovens conscientes do verdadeiro objetivo dessa diabólica idéia, sob o pretexto de reduzir danos através dessa cartilha, que vestida de cordeiro e cheia de boas intenções. Mais que tem como objetivo apenas levar a nossa família e nossos jovens ao fundo do poço. Seria mais fácil elaborar uma cartilha sobre a saúde sexual de forma coerente com os nossos costumes, e com uma orientação salutar e útil para o nosso povo. Hoje em dia final dos tempos o diabo trabalha a todo vapor para arregimentar seus adeptos, que junto com ele, estarão a navegar por toda a eternidade no lago de fogo e enxofre.Que seja feita a vontade de Deus!

  4. Anotem estes números e SE POSICIONEM sobre o q não aprovarem..
    a ligação é gratuita e na segunda vez, já está cadastrado no serviço CIDADÃO.Uso a 10 anos .Funciona.REPASSEM a outras pessoas.

    SENADO FEDERAL-0800612211
    CÂMARA FEDERAL-0800619619
    Façam uma corrente de ligações.Brasília enlouquece de tantos telefonemas e peçam para dirigir a mensagem para TODOS OS LÍDERES DE PARTIDO.Eles pensam nos votos PERDIDOS..

  5. MEU DEUS QUE TENHA MISERICÓRDIA DE NÓS E DE NOSSAS FAMÍLIAS, ESPECIALMENTE DE NOSSOS JOVENS. SOU PROFESSORA PÚBLICA E ESTÃO NOS OBRIGANDO A ACEITAR E TRABALHAR COM ESSA BAIXARIA. ESTÁ NA CARA QUE ESSA CADERNETA É INCENTIVO E DIVULGAÇÃO DE UMA LIBERTINAGEM. SOCOOOORRO MEU DEUS !!! ONDE VAMOS PARAR COM ESSES COMUNISTAS GOVERNANDO O BRASIL?

  6. A evidência dos fatos demonstram que o ensino sexual aberto sem os cuidados que a Igreja determina nessa matéria são causam de mais “traumas” dos que solução. Prova: a promiscuidade sexual.

  7. O que se pretende é quebrar os chamados “tabus da sociedade patriarcal”. Eu os chamo de “sadios parâmetros de moralidade”. Depois venham querer combater a prostituição infantil… A solução é pregar a castidade, mostrar aos jovens modelos de pureza, e incentivá-los a imitar tais modelos. Como se quer evitar que alguém caia num buraco, se o que se faz é alargar o mesmo?

  8. Excelente artigo, Sr. Atilio.
    Incrivel a fertilidade da cabeça do Diabo para elaborar planos e planos, visando arrasar o que nos resta de cristão no pais. Não passa um dia sem novas investidas. Fundamentalismo anti-cristão.
    Ai, meu Deus, que saudades das Cruzadas…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome