A campanha

Neste dia especial, em que três reis se ajoelharam diante do divino Infante, o Instituto Plinio Corrêa de Oliveira (IPCO) anuncia aos seus diletos leitores mais uma campanha em defesa da Família.

Trata-se de uma coleta de assinaturas – em vista do próximo Sínodo sobre a Família, que ocorrerá em outubro de 2015 – a ser enviada ao Papa Francisco solicitando uma palavra esclarecedora para superar a crescente confusão entre os fiéis, causada pelas informações veiculadas por ocasião do último Sínodo, sobre a “possibilidade de que se tenha aberto no seio da Igreja uma brecha que permite a aceitação do adultério – mediante a admissão à Eucaristia de casais divorciados recasados civilmente –, e até mesmo uma virtual aceitação das próprias uniões homossexuais, práticas essas condenadas categoricamente como contrárias à Lei divina e natural”, conforme relata o texto da missiva transcrita no final deste artigo.

Outro ponto importante é que constatamos iniciativas progressistas, especialmente na Europa e nos EUA, que visam tentar influenciar os padres sinodais para que tomem medidas liberalizantes – o que significa a destruição – da doutrina moral revelada da Igreja Católica.

Quem está promovendo o abaixo-assinado?

A iniciativa pertence à “Filial Súplica”, um grupo de líderes católicos e associações pro-vida espalhadas pelo mundo, à qual o IPCO oferece seu esforço em apoio a tão importante iniciativa.

Como participar?

Pela internet:

1) Clique aqui e assine você também!

Através do abaixo-assinado:

1) Faça o download e imprima o arquivo em PDF (*);

2) Assine e colete o apoio de seus familiares e amigos; e

3) Envie por correio as assinaturas para o endereço que consta no documento.

(*) OBS: Se preferir o arquivo PDF sem o logotipo do IPCO, clique aqui.

Sua ajuda será preciosa, pois o lobby anticristão já está trabalhando para arrastar o próximo Sínodo sob os ventos malsãos de estilos de vida hedonista que não só não resolvem o problema moral do mundo moderno, como o agrava de forma acentuada.

Que a Sagrada Família ajude a todos nós nesta iniciativa em prol dos ensinamentos milenares de Nosso Senhor Jesus Cristo.

* * *

Segue abaixo a carta do abaixo-assinado:

Beatíssimo Padre,

Tendo em vista o Sínodo sobre a Família de outubro de 2015, dirigimo-nos filialmente a Vossa Santidade, para Lhe manifestar as nossas apreensões e esperanças sobre o futuro da família.

Nossas apreensões se devem ao fato de virmos assistindo há décadas a uma revolução sexual promovida por uma aliança de poderosas organizações, forças políticas e meios de comunicação, a qual atenta passo a passo contra a própria existência da família como célula básica da sociedade. Desde a chamada Revolução de 68, sofremos uma imposição gradual e sistemática de costumes morais contrários à Lei natural e divina, tão implacável que torna hoje possível, por exemplo, ensinar em muitos lugares a aberrante “teoria do gênero”, a partir da mais tenra infância.

Em face dessa obscura orquestração ideológica, o ensinamento católico sobre o Sexto Mandamento da Lei de Deus é como uma tocha acesa que atrai inúmeras pessoas – opressas pela publicidade hedonista – para o modelo de família casto e fecundo pregado pelo Evangelho e conforme à ordem natural.

Santidade, na sequência das informações veiculadas por ocasião do último Sínodo, constatamos com dor que para milhões de fiéis a luz dessa tocha pareceu vacilar sob os ventos malsãos de estilos de vida propagados por lobbies anticristãos. Com efeito, observamos uma desorientação generalizada, causada pela possibilidade de que se tenha aberto no seio da Igreja uma brecha que permite a aceitação do adultério – mediante a admissão à Eucaristia de casais divorciados recasados civilmente –, e até mesmo uma virtual aceitação das próprias uniões homossexuais, práticas essas condenadas categoricamente como contrárias à Lei divina e natural.

Dessa desorientação brota paradoxalmente a nossa esperança.

Sim, porque nesta situação uma palavra esclarecedora de Vossa Santidade será a única via capaz de superar a crescente confusão entre os fiéis. Ela impediria a relativização do próprio ensinamento de Jesus Cristo, e dissiparia as trevas que se projetam sobre o futuro dos nossos filhos, caso essa tocha deixe de lhes iluminar o caminho.

Esta palavra, Santo Padre, nós Vo-la imploramos com o coração devotado por tudo o que sois e representais, certos de que ela não poderá jamais dissociar a prática pastoral do ensino legado por Jesus Cristo e por seus vigários, o que só aumentaria a confusão. Jesus nos ensinou com toda clareza, com efeito, a coerência que deve existir entre a verdade e a vida (cfr. Jo 14, 6-7), assim como nos advertiu de que o único modo de não sucumbir é colocar em prática a sua doutrina (cfr. Mt 7, 24-27).

Ao mesmo tempo em que pedimos a Sua bênção apostólica, asseguramos-Lhe as nossas orações à Sagrada Família – Jesus, Maria e José –, para que ela ilumine Vossa Santidade nestas circunstâncias tão cruciais.

18 COMENTÁRIOS

  1. Acho muito melhor procurar o q fazer tem tantas outras coisas para se preocupar como por exemplo pedofilia corrupção, do q mero fato de casamento.
    Sinceramente não concordo e nao tem fundamento família se forma de qualquer maneira desde que aja amor .

  2. Olha só acho que a igreja católica tem que ser firme e não voltar atraz se não concorda com divorciados e gays o papa fale ao publico que não são bem vindos e assim vão procurar outra religião que serão aceitas e vao ficar em paz e mais honesto

  3. A família, célula mater da sociedade, é o fundamento da Igreja. Seus alicerces na lei natural e no Evangelho, a sólida e contínua doutrina que os Soberanos Pontífices têm ensinado em numerosos documentos se chocam com a descaracterização que vem sofrendo em nossos dias, de tal modo que perde a sua própria razão de ser. Daí o caos da sociedade atual, especialmente entre os jovens, desorientados por famílias desestruturadas e sem o seu apoio. As presentes ameaças à família – discutidas no polêmico Sínodo dos Bispos – deveriam ser combatidas pelo Papa Francisco, como o fizeram os Apóstolos, primeiros papas e mártires. Fazendo-o, ele deixaria seu nome escrito em letras luminosas nas páginas da História da Igreja.

  4. Se o papa Francisco atenderá o pedido será outro caso; assinarei para aumentar o volume dos que discordam dessa “misericórdia e acolhimentos” sem conversão pessoal do cardeal Kasper & Ass. que teria seu aval, pois deveria objetá-lo desde antemão.
    No tempo do saudoso Bento XVI ele e coadjuvantes foram repelidos, pois era bastante ortodoxo e queria acabar com modernistas dentro da Igreja.

  5. Peço a vocês que também promovam uma campanha urgente pelos cristãos que estão sendo mortos no oriente,o que está acontecendo é uma verdadeira barbárie e o silencio da igreja é incomodo,pois o papa demostra muita benevolência com pagãos protestantes e até ateus e não se manifesta sobre os cristãos que estão sendo trucidados,tem coisas tão horríveis que não tenho coragem de olhar,achoque devemos fazer uma petição cobrando um posicionamento da igreja e saber porque desse silêncio.

  6. Quase nao encontro ninguem que pense como eu, onde hoje tudo eh liberal, e familia de primeiro casamento eh antiquada. Todos tem o direito de ser felizes a qualquer preco.

  7. Sem sombras de dúvidas, este abaixo assinado tem nosso apoio, e digo mais, confio muito no IPCO e todos as investidas que estão sendo dadas em prol da família. Parabéns meus amigos.

  8. a verdade e que tudo isso que esta acontecendo de errado na vida dos cristao precisa um basta porque a imoralidade esta tomando conta do mundo e aque na terra quem tem autoridade para por um basta neste desrespeito e imoralidade e sua santidade O PAPA porque jesus esta junto ti

  9. Desorientacao esta, causada pelo pr’oprio pont’ifice desde a sua eleicao.
    Depositar filial e ‘unica esperanca no Papa Francisco ‘e no m’inimo nao entender sua posicao clara e intencional de confundir o pr’oprio rebanho.
    Definitivamente, ele nao se posicionara’ de forma clara no S’inodo sobre a fam’ilia em outubro de 2015; gerando mais confusao entre todos os cat’olicos.
    Nesse momento, somente as correntes mais revolucion’arias aplaudem e apoiam as iniciativas e as declaracoes do papa atual.
    Para os conservadores e tradicionalistas , resta apenas , o enfrentamento, a denu’ncia, a luta contra aquele(es) q insiste(em) a todo custo destruir a obra de Nosso Senhor Jesus Cristo na terra.

  10. Tenho uma dificuldade enorme em usar esses dispositivos eletrônicos. Se for possível farei o que puder através do mensário de cultura “Catolicismo”.
    Ao prezado Manoel Neto informo que essas Associações mencionadas são de inteira confiança. Faça o que puder, inclusive e sobretudo rezar a Nossa Senhora, e terá tudo o que o sr. deseja.
    Posso garantir, por experiência vivida, que só à menção de um abaixo-assinado desse teor, na amplitude em que é realizada, atingindo um público imenso e dirigido a que é dirigido, só isso e tudo isso faz as hostes infernais tremerem. Repito, só a menção. Quanto mais não será quando essa matéria estiver rolando pelas mesas dos escritórios do Vaticano.

  11. Caros Irmãos em Cristo Jesus.
    Sim, acho ótimo participar, mas dará algum resultado?
    Que retorno receberemos de vossa associação sobre a remessa? Como foi recebida? O papa dará algum retorno?
    Lembro da filial carta que D. Bertram lhe escreveu sobre aquele encontro promovido no Vaticano com expoentes de movimentos sociais de vários países, do Brasil, Stédile, um promotor de invasões.
    Várias vezes comuniquei-me com este site pedindo informação se teria havido alguma resposta e nada me foi informado.
    Quando se assina uma moção em solidariedade, mesmo que ela não tenha alcançado o objetivo esperado, pelo menos é gratificante saber-se o que dela resultou.
    Eram estas considerações que me permito fazer neste momento.
    Com todo respeito e consideração, espeço-me.
    Atenciosamente.
    Manoel Neto

  12. Senhores,

    Minha sugestão é que se utilize para o abaixo assinado endereçado ao Papa forma de assinatura eletrônica, via internet. Muito mais eficaz e abrangente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome