Pio IX e Pio X

Ombro a ombro com Pio IX encontra-se a personalidade imponente e categórica de São Pio X. Ambos os papas representam uma unidade de pensamento e ação como timoneiros da barca de Pedro ao proclamarem alto e bom som o princípio do absoluto sobre o relativismo religioso e moral.

O bem moral deve prevalecer sobre todas as coisas porque o ser humano foi criado para Deus. Em sua encíclica “Sobre a Liberdade Humana”, Leão XIII ensina que a igreja Católica, única detentora da verdade, é também a única defensora da doutrina da liberdade como da simplicidade, espiritualidade e imortalidade da alma humana.

Com proteção da liberdade a Igreja tem salvado da ruína este grande bem do homem. Os seres irracionais obedecem a seus instintos e são impelidos para aquilo que lhes é útil, ou seja, a defesa e conservação da vida. O homem dotado de razão e vontade advindas de sua alma espiritual torna-se o senhor de seus atos.

Quanto aos bens naturais, compete a ele escolher o que lhe parece viável. Quanto à ordem moral, sua finalidade última é Deus. Portanto, o homem simples e espiritual procura a verdade e o bem moral. Depois da Revelação, a Igreja Católica é meio necessário para se salvar. O fiel deve fugir dos erros e das falsas religiões.

O sincretismo religioso foi condenado por vários papas antes do concílio Vaticano II. São Pio X condenou as associações interconfessionais ao afirmar que a verdadeira civilização só se dá com a religião verdadeira. O que não for isso serão aberrações sociais como socialismo, comunismo, nazismo e ditaduras islâmicas.

Surpreendem algumas declarações eclesiásticas ao propor convívio amistoso com as demais religiões, respeito mútuo à religião do outro, aos seus ensinamentos, símbolos e valores, chegando mesmo a pregar respeito especial para com seus chefes religiosos e seus lugares de culto.

Os inovadores costumam apelar para o sentimento quando ressaltam os ataques recíprocos, pois são fontes de consternação e de muita dor! Mas com tal procedimento renuncia-se à polêmica, à noção de bem e de mal, além do princípio de que existe tão-só uma religião verdadeira instituída por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Em nome de uma inovação eles vão afastando as pessoas da verdadeira religião e matando a fé nas almas, à semelhança de um processo de autodestruição do monolítico edifício multissecular da Igreja Católica. Infelizmente assistimos a uma conduta paradoxal, a destruição daquilo que deveriam conservar e defender.

Matéria já antiga, mas elucidativa, soa como advertência a muitos inovadores. Em palestra aos bispos em 1977, o publicitário Alex Periscinotto chamou-lhes a atenção para a pastoral moderna. Enquanto aconselham os fieis a respeitar os símbolos pagãos ou heréticos, põem fora os símbolos e costumes católicos.

Igreja Nossa Senhora das Dores, Paraty, RJ [Foto PRC]
Igreja Nossa Senhora das Dores, Paraty, RJ [Foto PRC]
E ilustra: os sinos nas torres das igrejas não tocam mais; os véus para as senhoras foram abolidos; as confissões auriculares no confessionário foram eliminadas; faltam as torres altaneiras nas igrejas com a cruz em cima e arquitetura sacral dos edifícios; as solenidades e cerimônias litúrgicas foram vulgarizadas, como são as missas modernas; o uso de instrumentos musicais profanos na liturgia substituindo as harmonias sacrais do órgão.

O publicitário ainda lembrou aos bispos o desuso da batina por parte dos religiosos, e de tantos outros costumes que marcavam a presença da Igreja. Vale lembrar ainda a dificuldade imposta para o atendimento aos fieis, como a preparação para casamento e batismo, o que tem afastado muita gente da prática religiosa.

Diante disto, tem-se notado uma reação sadia por parte de clérigos e até mesmo de muitos fieis desejosos de retomar aos costumes tradicionais. São reações sadias como estas que confirmam a promessa de Nosso Senhor Jesus Cristo de que as portas do inferno não prevalecerão contra a Igreja.

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

 

10 COMENTÁRIOS

  1. O bimbalhar dos sinos atraem os anjos de Deus. O RUÍDO FRENÉTICO DAS CIDADES MODERNAS ATRAEM DEMÔNIOS.
    EIS PORQUE O PROGRESSISMO ODEIA OS SINOS E AMA A CACOFONIA.

     
  2. Eis aí um resumo claro e de alerta para nós católicos , pois a ” fumaça de satanás ” penetrou ou quer penetrar na Igreja Católica . Meu Senhor e meu Deus não demore de cumprir sua promessa. Amém.

     
  3. Parabéns Padre David Francisquini!
    Que diferença daqueles tempos em que os sinos tocavam anunciando, por exemplo, belas cerimônias religiosas, com o esplendor dos andores, dos turíbulos, dos magníficos trajes eclesiásticos. Hoje, por assim dizer, desejam trocar os sinos por buzinas estridentes, certamente pré-fabricadas no tristemente célebre Concílio Vaticano II. De nossos dias o que dizer? Dá vontade de não dizer nada, mas vale lembrar do que disse o Papa Paulo VI: A FUMAÇA DE SATANÁS ENTROU NA IGREJA DE DEUS. Mas pra a maldita fumaça entrar… alguns abriram as janelas para ela…
    Padre David peço orações na Missa por minha família. MAS ESPECIALMENTE PARA QUE OS SINOS VOLTEM A TOCAR!!!

     
  4. Es verdad. La única religión verdadera es la que enseña la Iglesia Católica, apostólica y romana. Fuera de ella, no hay salvación. De consiguiente, dado que la beatitud es el fin último del hombre, como bien enseña el Padre Francisquini, el bien moral debe prevalecer
    por sobre todas las cosas. La marcha hacia “una religión universal sin dogmas” es el triunfo del relativismo moderno, de la mentalidad masónica.-

     
  5. Quero de novo ouvir os sinos tocarem. Fui coroinha e sineiro na juventude. Agora olho pela minha janela para a torre da Igreja de São Francisco das Chagas, aqui no bairro Carlos Prates, em Belo Horizonte e até o relógio está parado faz tempo. As árvores da praça vão sendo cortadas. A aridez nas almas se reflete na aridez do mundo. Porque a humanidade, incluindo a Igreja em Roma, ainda não percebeu que o fim da Igreja é o fim do mundo.

     
  6. Que tristeza, que horror, colocar a Igreja de Jesus junto com todo esse esterco que chamam “novas religiões”, que DEUS tenha misericórdia de nós.

     
  7. ESSA AFIRMAÇÃO E´VERDADEIRA. AQUI EM FORTALEZA TEM EM UMA COLINA PROXIMA AO MAR,NA CHAMADA ‘PRAIA DO FUTURO’, ZONA ONDE SE OBSERVAM MANSÕES E FAVELAS, UMA IGREJA CHAMADA DE ‘ NOSSA SENHORA DE LOURDES ‘ , ONDE SEU PARÓCO O PADRE DOURADO, CONSEGUIO ATRAVÉS DE DOAÇÕES DOS FIEIS A POSSIBILIDADE DE INSTALAR NA TORRE DA IGREJA UM ‘CARRILHÃO DE SINOS’ VINDO PARECE-ME DA ITALIA OU DE OUTRO LUGAR.
    O PADRE , MUITO QUERIDO PELOS FIÉIS, FEZ UMA GRANDE ANUNCIAÇÕA DA CHEGADA DOS SINOS E INCLUSIVE EXPOS OS MESMOS. POIS NÃO E´QUE DEPOIS DE ALGUM TEMPO TIVEMOS A TRISTEZA DE SABER ‘Á BOCA PEQUENA’ (COMO SE DIZ AQUI : ‘POR DEBAIXO DOS PANOS’), QUE OS MORADORES DOS CONDOMINIOS AO REDOR DA IGREJA, HAVIAM IMPEDIDO DO FUNCIONAMENTO DOS SINOS!
    FICA AQUI O MEU REGISTRO, E O APELO PARA QUE A NOSSA IGREJA COM SEUS COSTUMES E TRADIÇÕES TÃO IMPORTANTES, NÃO SE DEIXE DOBRAR DIANTE DOS APELOS DAQUELES QUE QUEREM INTERFERIR NOS MÉTODOS USADOS PELA NOSSA IGREJA PARA CHAMAR A ATENÇÃO NÃO SÓ DOS FIÉIS, MAS DE TODOS , INCLUSIVE DOS ATEUS QUE AO ESCUTAREM O SOM MARAVILHOSO DE UM SINO, LEMBREM-SE DA PRESENÇA DE DEUS.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome