Interessante e documentada notícia em Aleteia.org, 24 de fevereiro sobre a cultura medieval que – graças a um processo de digitalização de manuscritos – nos permite avaliar 800 documentos datados entre os anos 700 e 1200. Autenticamente medievais, portanto.

Usando tecnologia de ponta, uma feliz combinação entre França e Inglaterra, “um projeto de dois anos que reuniu e digitalizou 800 manuscritos das coleções da Biblioteca Britânica e da Bibliothèque Nationale de France foi concluído e está disponível para leitura online colocam ao alcance do público as fotos digitais destes manuscritos”.

“Agora, este projeto, The Polonsky Foundation Inglaterra e França (…) e esforços semelhantes estão tornando possível para o público em geral para examinar esses documentos (…). Até 10 anos atrás, apenas estudiosos e historiadores da arte podiam ver textos antigos e delicados (…) organizados por temas, autores, lugares e séculos”.

“No site, é possível aprender textos jurídicos, médicos e musicais, obter uma maior compreensão das obras dos Padres da Igreja e até mesmo aprender como os manuscritos eram distribuídos na Idade Média”.

Comentando o “projeto, Kathleen Doyle, Curadora Líder de Manuscritos Iluminados da Biblioteca Britânica, disse: “trabalhando em Latim, francês e inglês em manuscritos de beleza e sofisticação incomparáveis””.

Verum, bonum, pulchrum

O homem medieval – como mostram as fotos dos manuscritos — soube compreender e realizar em suas obras o verdadeiro, o bom e o belo, em latim verum, bonum, pulchrum.

Assim, por exemplo, o edifício de uma igreja, onde por princípio se pratica o bem e se ensina o verdadeiro, deveria se distinguir sempre por sua beleza. E a um tribunal, onde se distribui a Justiça, convém altamente que possua aquela forma de beleza que é a dignidade.

Pelo contrário, o comunismo gerou uma arte feia, má e errada.

Um ambiente vil, cinzento, sem beleza favorece o Ateísmo. Um ambiente digno, belo, prepara as almas para a consideração de Deus.1

  • * * *
  • Vemos, com muito agrado, essa excelente iniciativa do The Polonsky Foundation Inglaterra e França digitalizando e colocando ao alcance do público essas maravilhas da Idade Média. E ainda tem livros didáticos – negando a verdade conhecida como tal — que a consideram idade das trevas.
  • A primeira iluminura — uma aula de astronomia, bem mostra o alto nivel do ensino medieval.
  • Vamos colocar a candeia sobre o candeeiro, — mostrar o que realmente foi a Idade Média — para os que entrem vejam a luz, como aconselha Nosso Senhor, no Evangelho.
  • 1 – (Resumo adaptado do pensamento do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira) https://www.pliniocorreadeoliveira.info/Livro%20da%20Inocencia/2008_IP_09_II_Cap_01_A_contemplacao_shttps://aleteia.org/2019/02/24/800-medieval-illuminated-manuscripts-are-now-available-online/acral.htm
  • https://aleteia.org/2019/02/24/800-medieval-illuminated-manuscripts-are-now-available-online/

 

Deixe um comentário!