Texas reduz em 60% o aborto: o começo da batalha pela Vida

1

O movimento pró Vida, no mundo inteiro, deve festejar essa primeira vitória sobre o aborto: A lei dos batimentos cardíacos, no Texas, reduziu 60% dos abortos no Estado.

Esse é um primeiro passo: espera-se que a Suprema Corte americana revogue, ainda este ano, o Roe v. Wade que permitiu o aborto nos EUA em 1972.

Texas comemora vitória contra o aborto

Queda de 60%

AUSTIN, Texas (LifeSiteNews) – Os abortos no Texas caíram cerca de 60% no primeiro mês, depois que a proibição de seis semanas do aborto entrou em vigor no outono passado.

Dados divulgados quinta-feira pela Comissão de Saúde e Serviços Humanos do Texas relataram 2.197 abortos em setembro, após a implementação do Texas Heartbeat Act. O estado registrou 5.400 abortos em agosto.

O Texas Heartbeat Act, assinado pelo Gov. Greg Abbott em maio, proíbe o aborto quando o batimento cardíaco do bebê se torna detectável, geralmente por volta das seis semanas de gravidez. A lei pró-vida é a mais rigorosa a entrar em vigor nos Estados Unidos desde Roe v. Wade e não inclui isenções para estupro ou incesto.

Suprema Corte aprova por 5 a 4

A Suprema Corte se recusou repetidamente a derrubar a Lei de batimentos cardíacos do governador Abbott, que autoriza os cidadãos, e não o estado, a processar qualquer pessoa que “ajude ou seja cúmplice” do aborto de um bebê com batimentos cardíacos detectáveis. A mãe de um bebê não pode ser processada de acordo com a lei.

Uma maioria de 5 a 4 juízes permitiu que a lei do batimento cardíaco entrasse em vigor no início de setembro e no mês passado rejeitou uma petição de emergência de empresas de aborto para suspender a lei.

Esperança: O tribunal superior também informou que pode derrubar Roe em um caso separado, Dobbs v. Jackson Women’s Health Organization, que desafia uma proibição de aborto de 15 semanas no Mississippi. Espera-se uma decisão em junho.

Primeiro Passo

“Nosso impacto está apenas começando, à medida que mais estados buscam replicar nosso sucesso e olhamos para o caso do Mississippi que pode derrubar Roe neste verão”.

Mais de 20 cidades do Texas já votaram pela abolição do aborto dentro de suas fronteiras e se declaram “cidades-santuário para a vida”.

No mês passado, a Planned Parenthood desistiu de um processo contra a lei do “santuário” pró-vida em Lubbock, Texas, permitindo que a cidade permanecesse livre do aborto, apesar de Roe v. Wade. A medida do santuário de Lubbock foi a primeira a forçar o fechamento de uma clínica de aborto ativa.

***

Vejamos e aguardemos o apoio da Conferência Episcopal americana e também uma mensagem efusiva do Vaticano comemorando essa vitória pela Vida.

No Brasil também devemos imitar essas iniciativas em defesa da Vida. As leis pró aborto em nosso País vieram da esquerda ou do falso Centrão.

Recordemos, o aborto é um pecado gravíssimo.

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/texas-abortions-dropped-60-percent-in-first-month-after-heartbeat-law-took-effect/

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta