Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

Suicide enfantQuase uma a cada cinco meninas adolescentes da França (20,9%) e 8,8% dos meninos de 15 anos confessaram que já tentaram se suicidar, conforme a conclusão de uma pesquisa publicada no jornal “Le Monde”.

O estudo foi publicado também pela revista de formação médica “Le Concours Médical”, edição de janeiro.

A pesquisa foi realizada em junho de 2012 com 1.817 jovens de 171 escolas das regiões de Poitou-Charentes (centro-oeste) e Alsácia (centro-leste).

A publicação do resultado da pesquisa coincidiu com o Dia Nacional para a Prevenção do Suicídio.

Segundo “Le Monde”, em 1993 só 9% das meninas e 4% dos meninos reconheciam que tentaram o suicídio. Em 1999, os tétricos números saltaram para 14,6 e 8,8%, respectivamente.

Agora se chegou a 20,9% e 8,8%. “O aumento das tentativas entre as jovens é muito impressionante”, declarou o clínico geral Philippe Binder, responsável por uma ala para adolescentes no hospital de Rochefort.

Para Xavier Pommereau, coordenador da edição de janeiro da “Le Concours Médical”, esses números confirmam a experiência hospitalar sobre o alto índice de admissão de adolescentes por tentativa de suicídio, e a diminuição da idade média que, em seus 20 anos de experiência, passou dos 17 aos atuais 15 anos.

O desfazimento da família, a frustração sentimental ligada a relações sexuais precozes, a imensa ausência da religião na vida, na escola e — também — nas igrejas, pesa decisivamente nessas desesperadas tentativas de se tirar a vida.

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

4 COMENTÁRIOS

  1. O assédio moral e sexual da juventude é um fenômeno mundial. Na década de oitenta do século passado eu já via isso. Minha reação foi violência contra os agressores. Sobrevivi, mas a imensa maioria dos jovens não tem a quem reclamar, pois até Pai e Mãe ou estão separados ou preocupados com a carreira e ou pagar os impostos. No Brasil chegou ao absurdo de homossexuais pedófilos e até criminosos do PCC viraram movimentos políticos. Com quem reclamar? Ensino religioso não é suficiente.

  2. Essa pesquisa mostra realmente o contrário das propagandas de felicidade no mundo de hoje que cada vez mais se afunda no ateísmo. O que falta a estes jovens?… Falta a verdadeira paz que provém da Santa Igreja.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome